É patente a deformação que uma iconografia mal direcionada fez da fisionomia dos santos. E, também, deformou o conceito de santidade.

O Prof. Plinio mostra como o Tratado de São Luiz Grignion de Montfort esclarece a inteligência, fortalece a vontade  e estimula a sensibilidade.

“A formação da piedade só será sólida se se alicerçar sobre verdades claras, substanciosas e fundamentais, ministradas e assimiladas a fundo pela inteligência. E só será real se se servir destas verdades como meio para disciplinar vigorosamente a vontade, em um combate árduo e duro.

De nada vale a vida espiritual se ela prescindir de uma instrução religiosa sólida, e de uma luta efetiva, disciplinada, constante e intransigente conosco. – É raro encontrar um livro que de modo mais patente tenha o predicado de esclarecer a inteligência e de estimular a sensibilidade do que o seu “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”.

Nele não há uma só frase inútil ou sem sentido. Entretanto, não se julgue que sua obra seja uma fria exposição de princípios. Em cada ponta de frase, o autor deixou gotejantes o suor de sua inteligência e o sangue de seu coração.

Sua argumentação, se é lúcida, está longe de ser fleumática. Pelo contrário, é apaixonada, ardente, comunicativa. Lê-lo é facilitar poderosamente o progresso na vida espiritual. Difundi-lo é acumular coroas de méritos no Reino dos Céus”.

Acesse o comentário em https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG_391126_Grignion_de_Montfort.htm#.XcIkJuhKguU

Deixe uma resposta