Serviço Meteorológico silenciou o frio “anti-ideológico”

“O Serviço de Meteorologia do governo inglês sabia que a Grã Bretanha passaria um inverno excepcionalmente frio…”

O Serviço de Meteorologia do governo inglês sabia que a Grã-Bretanha passaria um inverno excepcionalmente frio, porém escondeu essa informação.

O Met Office se havia engajado na campanha para convencer a opinião pública do “aquecimento global de origem humana”, e com isso acabou envolvido no escândalo do “Climagate”: Em 2009, predisse um “verão-churrasco”, que não houve; a seguir prenunciou um “inverno moderado”, porém dezembro de 2010 foi o mais frio no país desde que se começou a fazer medições.

Os profetas apocalípticos do aquecimento global sofrem agora uma tempestade de críticas porque, para não prejudicar a utopia ecologista, mantiveram na ignorância os cidadãos, tornando-os vítimas.

Fonte: Revista Catolicismo-Março de 2011