Florianopolis Turismo Homossexual

Este País, tem agora um Estado que”pretende ser o pólo do homossexualismo nacional”. No começo do mês de setembro, o governo estadual de Santa Catarina “investe para ser destino turístico do público [homossexual] no país. Esta foi a primeira tragédia. Com campanha publicitária, é anunciado todo o programa de uma Parada da Diversidade, para a qual se esperavam, inutilmente aliás, mais de 100 mil pessoas.

Diário Catarinense  publica reportagem especial dedicado ao público LGBT, ou seja, de lésbicas, homossexuais masculinos, bissexuais e transgêneros.

Havia mais. Era suficiente andar um pouco pela Grande Florianópolis para se deparar com algum dos pelo menos 85 outdoors a respeito, todos colocados em má hora pelo Governo Estadual em pontos estratégicos da capital catarinense. Foi anunciado também um casamento coletivo com 20 “casais” homossexuais (70% formados por mulheres), que terá lugar em novembro próximo. (Diário Catarinense, 6-9-2013).

Realiza-se a: Parada da Diversidade, que assim é noticiada: “Florianópolis reúne milhares, e se fixa como destino turístico do público homossexual” (ibid).

Uma grande quantidade de crianças esteve presente no ato com seus pais” (ib).

O prefeito de Florianópolis, que participou do evento, declarou: “vamos continuar investindo para colocar Florianópolis cada vez mais na rota LGBT”.(ib).

Pode-se dizer que foi uma “sodomização” em grandes proporções.

Mas em 23 de setembro, uma segunda desgraça estoura, e atinge pelo menos 56 municípios do Estado. Uma grande inundação irrompe de forma avassaladora, avançando sempre, por alguns dias. O Diário Catarinense noticia o acontecimento com uma grande manchete: “Rio do Sul castigado” (em 23-9-2013). Assim, um grande jornal emite sua opinião sobre o que sucedeu!

Para completar a catástrofe, explodiu um depósito de fertilizantes em São Francisco do Sul, ocasionando uma enorme nuvem tóxica que chegou a ameaçar os Estados vizinhos.

Como todos os fatos, os ocorridos em Santa Catarina podem conter uma lição. Propomos que o leitor pense sobre isso.

Foram duas trágicas catástrofes, mas sem dúvida muito maior desgraça foi o fato de o importante Estado catarinense propor-se para pólo de um hediondo pecado contra a natureza, que como ensina o Catecismo, “brada aos céus e pede a Deus vingança”.

É impossível não pensar nisso, e ao mesmo tempo no aforismo seguinte, aplicando-o ao Reino dos Céus: Qui bene amat, bene castigat – “Quem bem ama, bem castiga!”

10 COMENTÁRIOS

  1. Uma trajédia mesmo!
    Que mais posso dizer? Um governo me representa nisso? Uma trajédia! Um desrespeito ao bom senso e a todos nós que respeitamos a ordem da criação de Deus. Pergunta final: Esta decisão será de fato uma bênçao ou uma maldição para o povo de Santa Catarina? Veremos, se Deus quiser!

  2. Triste verificar a inundação de pornografia e vandalismo à moral de uma sociedade tão destruída por seus programas de televisão.

    Triste saber que pais neste país chamado de Gigante que dorme, permanecem inativos diante da destruição do futuro de nossos filhos e netos.

    Triste saber que a igreja intitulada da prosperidade se esconde de pregar a verdade e advertir aos crentes do caos que se aproxima.

    Triste saber que muitos esperam um caos repentino e não sabem que o diabo trabalha em suas cabeças com o caos silencioso e programado para enganar aos que desejam realizar seus desejos da carne.

    Sinto vergonha deste líderes políticos que se associaram com o diabo para destruir o bem maior de uma sociedade: a família normal.

    Triste saber que esta proposta é totalmente pior que qualquer empidemia. Triste!

    Sinto vergonha!

    O menor de todos os menores.

  3. humberto Q. Santos,

    Existem dois fatos que explicam a acomodação da sociedade, o primeiro é que o povo brasileiro é historicamente acomodado e o segundo é que a mídia vem massificando essa ideia na cabeça das pessoas, fazendo entender que qualquer opinião contrária a esta prática é descriminação, inadequado e retrógrada, estão querendo inclusive criminalizar a liberdade de expressão.

  4. Ficamos surpresos com a ausência de protesto das pessoas de bem. É como alguém observou em certa ocasião: “O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons” (MLK).

  5. No segundo parágrafo, acho que quiseram dizer “transgêneros”, e não “transgênicos”, que é outra coisa…

    Mas que triste, justamente um estado que leva o nome de uma santa, se prostituir dessa maneira! Investir em entretenimento para os homossexuais realmente é muito lucrativo, pois em geral são pessoas hedonistas, que definiram seu estilo de vida em função do prazer. Eles não têm família para sustentar, então todo dinheiro que recebem é gasto com viagens, entretenimento, culto ao próprio corpo… do jeito que o diabo gosta.

  6. Crianças no ‘altar do deus sexo’: A corrupção da inocência pelo “politicamente IN..correto”

    A OMS (Organização Mundial de Saúde), juntamente com o governo alemão, elaborou uma cartilha de educação sexual infantil que já se encontra espalhada pela Europa. “Coisa leve”: com indicações para crianças… RECÉM-NASCIDAS!!! em diante, até os quinze anos.

    Para os que acham que exagero, vejam a página 53 (33) da Standarts for Sexuality Education in Europe e leiam algumas das informações a serem transmitidas para a faixa etária de zero a quatro anos:

    “el goce y el placer cuando tocamos nuestro propio cuerpo: la masturbación de la primera infancia; el descubrimiento del propio cuerpo y de los genitales; el hecho de que el placer físico es una experiencia propia (cercana) y normal de vida; la ternura y la cercanía física (contacto) como una expresión del amor y el afecto.”

    http://blog.comshalom.org/carmadelio/37172-criancas-altar-deus-sexo

    Leiam a página 33 desse guia maldito:

    http://www.madridsalud.es/publicaciones/OtrasPublicaciones/standars_de_calidad_de_la_educacion_sexual_en_europa_traducido_12nov.pdf

    Assinem o abaixo assinado contra o manual pedófilo, é somente o nome, e-mail , país de origem e apelido:

    http://hazteoir.org/alerta/51869-firma-c-mo-corromper-un-menor-y-que-parezca-saludable?m=5

  7. Discriminação familiar na França: Restaurante proíbe a entrada de bebês

    A França, Suécia, Alemanha, Suíça e a Áustria, apesar de sua baixa taxa de natalidade, participam do fenômeno dos restaurantes anti-família.

    Na Pensilvânia, Estados Unidos, faz alguns anos, um restaurante proibiu a entrada de crianças menores de seis anos, para satisfazer alguns clientes que se queixaram pelo ruído das crianças. No país, há algumas redes hoteleiras que proíbem a entrada de crianças menores de 14 anos e inclusive jovens com idade inferior a 18 anos.

    A intolerância às crianças também chegou às companhias de viagem e, por exemplo, a linha aérea inglesa “Thomas Cook” decidiu garantir a tranquilidade a bordo dos passageiros, criando voos nos que não estão permitidas as crianças.

    http://blog.comshalom.org/carmadelio/36666-discriminacao-familiar-franca-restaurante-proibe-entrada-bebes

  8. Vou repetir essa informação, por ser muito relevante ao tema. Compartilhar um artigo sobre financiamento mundial do movimento gay:

    Grandes banqueiros e grupos que patrocinam o Movimento Gay

    “A questão é essa: qual pode ser o interesse dos grandes de Wall Street em apoiar o movimento gay?

    Vários bilionários (Jeff Bezos de Amazon, Bill Gates, etc.) já doaram milhões de Dólares para as comissões pró-casamento gay.

    Em outras palavras, os bilionários e em particular os grandes bancos e os fundos de investimento, tornaram possível a vitória duma campanha que que a maior parte dos eleitores eram contrários.”

    “Tudo isso é muito interessante, pois estamos diante de uma elite que não costuma se pronunciar abertamente acerca de qualquer assunto social, assim como não financia todas as causas política. Por exemplo: os Soros, Bezos, Gates, Goldman Sachs ou JP Morgan não fizeram declarações acerca da guerra no Iraque ou do conflito no Afeganistão. Não tomam posição, não gastam milhões nestes assuntos, não estão interessados (oficialmente), más dão milhões para a causa gay.”

    “Outra coisa que todos devem se perguntar é: Porque será que recebem tanto apoio da mídia? E será que é justo colocarem instintos sexuais acima da vida humana e de outras coisas muito mais importantes?” Jefferson Ulisses, Criador e Articulista do Liberdade Econômica

    http://liberdadeeconomica.com/home/2013/06/28/grandes-banqueiros-e-grupos-que-patrocinam-o-movimento-gay/

Deixe uma resposta