Explosão em Igreja na Tanzânia
Explosão em Igreja na Tanzânia

É fato incontestável que os livros de história modernos, educadores e, principalmente, a grande mídia procuram denegrir a valorosa e mítica Cruzada, não tanto pelo heroísmo nele praticado, mas, sim, pelo que os liberais afirmam ser fanatismo religioso.

Para estes a defesa da verdadeira Religião é um exagero, radicalismo absurdo e inconcebível e, pelo contrário, alçam à culminância, como supremo valor, a tolerância. Assim, toda ação dirigida contra outro por motivo religioso é considerada liminarmente uma atitude condenável, quem desse supremo valor discordar sofre uma “cruzada” de difamação e perseguição moral, social e midiática maior do que a que supostamente praticou a Cruzada medieval.

Demonstram os documentos da época que a convocação da Cruzada deveu-se ao apelo dos cristãos perseguidos nos lugares santos. Quem os perseguiam? Os muçulmanos.

Os muçulmanos que fora de seus domínios reclamam tolerância e direitos são os que perseguem e matam quando tem oportunidade. Não é afirmação gratuita, os fatos não a negam, se por falta de mais noticias dos assassinatos praticados por eles em nome da tolerância de Maomé, mas para aqueles que ainda duvidam, sirvam-se de mais esta:

Explosão em igreja da Tanzânia mata 1 e fere 44

5 de maio de 2013 | AE – Agência Estado

Uma mulher morreu e outras 44 pessoas ficaram seriamente feridas após a explosão de uma bomba neste domingo numa igreja de Arusha, no norte da Tanzânia. A mulher foi socorrida e levada ao hospital, mas não resistiu. O embaixador do Vaticano na Tanzânia, arcebispo Francisco Montecillo Padilla, que participava da abertura oficial da igreja, escapou ileso.

De acordo com o comissário da polícia local, Magesa Mulogo, o ataque aconteceu logo antes do início da missa. Testemunhas relataram que uma moto lançou a bomba em direção à igreja. O motorista foi preso. O policial disse que o motivo do ataque é desconhecido, mas nos últimos meses o país registrou tensões entre as comunidades cristã e muçulmana.

Em fevereiro, um padre católico foi morto a tiros do lado de fora da igreja no arquipélago de Zanzibar, de grande maioria muçulmana. Outra igreja de Zanzibar foi incendiada no mesmo mês. Em abril, no extremo sul da Tanzânia, a polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar cerca de 200 manifestantes cristãos que usavam tochas para tentar incendiar uma mesquita. O motivo do protesto era uma discussão a respeito do abate de animais. O ministro das Relações Exteriores do país, Bernard Membe, disse na página que mantém no Twitter que estava “muito chocado” com a notícia da explosão. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Estamos de novo vivendo o inicio do cristianismo, esta que é a verdade. O tempo das nações pagãs esta terminando. O maligno com os que estão a seu serviço já estão em ação para manifestar o que de fato são: ante-cristãos, como não podem agredir a nosso Deus Salvador Jesus Cristo, agridem os seus discípulos, os cristão católicos. De uns tempos para cá temos a cada vez mais noticias narrando estes fatos. Na realidade, mais cedo ou mais tarde começará os confrontos. E só Deus sabe em que vai dar estas agressões. O tempo dos mártires chegou. Que cada um trate de testemunhar a Cristo, até mesmo com a própria vida se for necessário. E dar autenticidade de sua fé, vivendo as verdades ensinadas no Evangelho de Jesus Cristo, e transmitidas pelo Magistério Perene da Igreja Católica. Do contrario, no momento do testemunho negaram a verdadeira Fé.Que nossa Senhora nos prepare para estes momentos que devemos passar, sendo fieís a Nosso Deus.
    Paz e Bem. Salve Maria!

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome