Desconhecido no Brasil, São Pedro Fourier foi, entretanto, um grande santo, em algo semelhante ao Cura d’Ars como pároco, a São João Bosco como fundador, a São Pedro de Alcântara como reformador, e a Santo Afonso de Ligório como missionário.

Conhecido como O Bom Pai de Mattaincourt, São Pedro Fourier nasceu em Mirecourt, na Lorena, no dia 30 de novembro de 1565. Aos 15 anos foi enviado à Universidade de Pont-à-Mousson. Sua piedade e saber levaram muitas famílias nobres a pedir-lhe que educasse seus filhos. Ele se tornou Cônego Regular de Santo Agostinho na Abadia de Chaumousey, onde foi ordenado em 1589.

Em 1597 São Pedro tornou-se vigário de Mattaincourt. Essa cidadezinha, a par da indiferença religiosa, estava muito influenciada pelo calvinismo por causa de relações comerciais com Genebra, a ruidosa capital dessa heresia na época. São Pedro Fourrier logo constatou que a ignorância religiosa, a sede de prazeres, a heresia e o ateísmo haviam criado profundas raízes na cidade. Antecedendo ao Santo Cura d’Ars em quase 200 anos, ele começou a reconquistar seus paroquianos, um a um. Ia visitá-los em suas casas, procurando reunir três ou quatro famílias, ensinando-lhes os preceitos do Evangelho. Inculcava-lhes de tal maneira os princípios de nossa salvação, que emocionava os assistentes.

Os artesãos e comerciantes caídos em desgraça eram por ele socorridos. Criou para socorrê-los um fundo, chamado de Bolsa de São Evre. Os nobres empobrecidos e envergonhados também encontravam nele um apoio seguro.

Um grupo de donzelas por ele dirigidas, sabendo que o santo tencionava fundar uma congregação religiosa para ensino das moças, decidiram-se consagrar-se a Deus nessa obra. Surgiu assim a Congregação de Nossa Senhora das Cônegas Regulares de Santo Agostinho, que logo se espalhou pela Lorena e pela França.

A caridade de São Pedro Fourier era, entretanto, muito mais ampla, e abraçava outras obras de apostolado. Por isso, em 1621 ele se pôs a trabalhar na reforma da decadente Ordem dos Cônegos Regulares, numa antiga abadia de São Remígio, de Luneville, com seis noviços. Deus abençoou de tal modo essa empresa que, quatro anos depois, já oito casas das mais consideráveis abraçavam sua reforma. Em 1629 formaram a Congregação de Nosso Salvador.

São Pedro Fourier, por motivos políticos, mudou-se para o Franco Condado, então espanhol, onde faleceu no dia 9 de dezembro de 1640.

Gostaria de receber as atualizações em seu email?

Basta digitar o seu endereço de email abaixo e clicar em “Assinar”.

[mailpoet_form id=”3″]

Deixe um comentário!