Na sacada do prédio central era apresentado
o imperador que acabava de ser eleito

NRömer (Paço Municipal) de Frankfurt am Main se realizava outrora a eleição dos Imperadores do Sacro Império Romano-Alemão.

Hoje o centro financeiro de Europa, com um dos maiores aeroportos da Alemanha, 240 bancos e os arranha-céus mais altos do continente.

Römer é a sede histórica da Prefeitura da cidade cujos fundamentos remontam à época do domínio romano.

Mas, por ser o prédio mais antigo passou a acolher a sessão de eleição do imperador do Sacro Império Romano-Alemão.

Essa acontecia na atual Kaisersaal, ou Salão do Imperador, no segundo andar.

O vinho de maçã, o Apfelwein, é preparado para o Natal.

O eleito era sagrado depois na catedral de Aachen, mas comparecia na sacada para ser aclamado pelo povo reunido na praça onde hoje se faz o Mercado de Natal.

A aclamação popular era seguida por um carolíngio banquete de coroação.

Não eram épocas de complicadíssimos requintes, mas de abundâncias que falavam da dimensão das almas.

A grande sala está decorada com os retratos de 52 imperadores pintados ao longo dos séculos até o infeliz e anticatólico imperador Francisco II que abdicou em 1806 e dissolveu o Sacro Império.

Maravilhoso mercado de Natal

No maravilhoso Mercado de Natal diante do Römer, superabundam as melhores iguarias: presunto de Parma, fungos de todo tipo, trufas, caviar, frios, queixos, peixes e doces.

A linguiça branca, Münchener Weisswurst vem da Baviera.

Bebe-se vinho de maçã (Apfelwein) e principalmente sidra em grandes jarras de cerâmica ou copos que se levam de lembrança.

Frank Wintler, dono da taberna Lorsbacher Tal [Vale Lorsbacher], explica que “as maçãs são colhidas a partir de agosto, e o suco fermenta até dezembro, quando é bebido bem fresco com queixo Handkäs, pão preto e manteiga”.

No Advento, sopa com veado e castanhas, ou pratos com pato e ganso. Cada época do ano traz seus produtos.

No Sul, veado e javali, e no Norte, peixe, principalmente arenque cru ou fritado, além de camarões do Mar do Norte sobre pão branco e molho rosa.

As linguiças tradicionais de todo tipo e cor, batatas em variadas apresentações, bem como repolho em quantidades superabundantes constituem a “santíssima trindade culinária germânica” ao alcance de todos.

Sauerkraut está em todas.

A linguiça grossa de Berlim – a Bockwurst – com curry, Currywurst Bratwurst, designa muitas variedades.

A linguiça branca de cordeiro vem da Baviera e é servida com pão preto no café da manhã, e mostarda doce com cerveja nos fins de semana.

Também com o tradicional Sauerkraut – chucrute vermelho e branco –, que é um ancestral método de conservação dos alimentos, cozinhados por fermentação.

O delicioso e popular Sauerkraut é um infaltável

O novo Imperador se dirigia em cortejo da catedral até o palácio medieval Römer, de cuja sacada jogava ao público moedas de ouro comemorativas de seu reinado.

Hoje, o Römer está primorosamente restaurado após os impiedosos bombardeios da II Guerra Mundial.

E, no início do período natalino, o povo ainda se concentra na mesma praça diante das autoridades que comparecem  na sacada, e ovaciona simbolicamente a memória de Carlos Magno, como que clamando pela volta dele.

Deixe uma resposta