A National Gallery de Londres tenta conter a indignação dos católicos que protestaram contra a exposição do blásfemo quadro “A Anunciação de Fra Angelico”, em versão pornográfica de Richard Hamilton (saiba mais sobre o assunto aqui), enviando a todos uma resposta padrão.

Os que reagiram enviando e-mails de protesto estão recebendo o seguinte texto:

“Caros senhores,

“Muito obrigado pelo seu e-mail. Sentimos muito em saber que os senhores acharam desrespeitosa a obra de Richard Hamilton The Passage of the angel to the virgin. No entanto, a Galeria não se coloca no papel de censor dos trabalhos exibidos na exposição.

“Richard Hamilton é um dos artistas que como Ana Maria Pacheco and Paula Rego exploram o diálogo entre contemporaneidade e a tradição iconográfica refletida em nossa coleção de maneira controversa e instigante.

“De todas as formas, agradecemos por entrar em contato conosco e dividir sua opinião sobre a exposição.

“Sinceramente, Chris Morton”

A cínica resposta de Chris Morton suscita a indagação: Não leva ele em consideração os princípios que evidenciam a augusta majestade da Mãe de Deus?

Para realçar a excelsa nobreza da pessoa ofendida pela assim chamada “obra de arte”, apresentamos trecho do artigo de Plinio Corrêa de Oliveira sobre o tema “Devoção Mariana: fator decisivo no embate entre Revolução e Contrarrevolução”, publicado na revista “Catolicismo”, de agosto de 1989:

O concurso do espírito do mal

Uma visão da Revolução e da Contrarrevolução não pode ficar apenas nestas considerações. A Revolução não é o fruto da exclusiva maldade huma­na. Esta última abre as portas ao demô­nio, pelo qual se deixa estimular, exa­cerbar e dirigir.

É, pois, importante considerar, nes­ta matéria, a oposição entre Nossa Se­nhora e o demônio.

O papel do demônio na eclosão e nos progressos da Revolução foi enor­me. Como é lógico pensar, uma explo­são de paixões desordenadas tão pro­funda e tão geral como a que originou a Revolução não teria ocorrido sem uma ação preternatural. Além disso, seria difícil que o homem alcançasse os extremos de crueldade, de impieda­de e de cinismo, aos quais a Revolução chegou várias vezes ao longo de sua história, sem o concurso do espírito do mal.

Ora, esse fator de propulsão tão forte está inteiramente na dependência de Nossa Senhora. Basta que Ela ful­mine um ato de seu império sobre o in­ferno, para que ele estremeça, se con­funda, se encolha e desapareça da ce­na humana. Pelo contrário, basta que Ela, para castigo dos homens, deixe ao demônio um certo raio de ação, pa­ra que a ação deste progrida. Portan­to, os enormes fatores da Revolução e da Contrarrevolução, que são respec­tivamente o demônio e a graça, depen­dem de seu império e seu domínio.

Efetiva Realeza de Maria

A consideração deste soberano po­der de Nossa Senhora nos aproxima da ideia da realeza de Maria.

É preciso não ver essa realeza co­mo um título meramente decorativo. Embora submissa em tudo à vontade de Deus, a realeza de Nossa Senhora importa num poder de governo pesso­al muito autêntico.

Tive ocasião de empregar certa vez, numa conferência, uma imagem que facilita a compreensão do papel de Nossa Senhora como Rainha.

Imaginemos um diretor de colégio com alunos muito insubordinados. Ele os castiga com uma autoridade de ferro. Depois de os ter submetido à ordem, retira-se dizendo à sua mãe: “Sei que governareis este colégio de modo dife­rente do que estou fazendo agora. Vós tendes um coração materno. Tendo eu castigado esses alunos, quero agora que os governeis com doçura”. Essa senhora vai dirigir o colégio como o diretor quer, porém com um método diverso daquele que usou o diretor. A atuação dela é distinta da dele; não obstante, ela faz inteiramente a vonta­de dele.

Nenhuma comparação é exata. En­tretanto, julgo que, sob certo aspecto, esta imagem nos ajuda a entender a questão.

Análogo é o papel de Nossa Senhora como Rainha do Universo. Nosso Senhor lhe deu um poder régio sobre toda a criação, cuja misericórdia, sem chegar a nenhum exagero, chega entre­tanto a todos os extremos. Ele colo­cou-A como Rainha do Universo para governá-lo e, especialmente, para go­vernar o pobre gênero humano decaí­do e pecador. E é vontade dEle que Ela faça o que Ele não quis fazer por si, mas por meio dEla, régio instrumen­to de seu Amor.

Há, pois, um regime verdadeiramente marial no governo do Universo. E as­sim se vê como é que Nossa Senhora, embora sumamente unida a Deus e de­pendente dEle, exerce sua ação ao lon­go da História.

Nossa Senhora é infinitamente infe­rior a Deus — é evidente — porém, Deus quis dar a Ela esse papel por um ato de liberalidade. É Nossa Senho­ra quem, distribuindo ora mais larga­mente a graça, ora menos, freando ora mais, ora menos, a ação do demônio, exerce sua realeza sobre o curso dos acontecimentos terrenos. Nesse senti­do, depende dEla a duração da Revolu­ção e a vitória da Contrarrevolução.

Além disso, às vezes Ela intervém diretamente nos acontecimentos huma­nos, como o fez, por exemplo, em Le­panto. Quão numerosos são os fatos da História da Igreja em que ficou cla­ra sua intervenção direta no curso das coisas! Tudo isto nos faz ver de quan­tos modos é efetiva a realeza de Nos­sa Senhora.

Quando a Igreja canta a seu respei­to: “Tu só exterminaste as heresias no mundo inteiro”, diz que seu papel nes­se extermínio foi de certo modo único. Isso equivale a dizer que Ela dirige a História, porque quem dirige o exter­mínio das heresias dirige o triunfo da ortodoxia, e dirigindo uma e outra coi­sa, dirige a História no que ela tem de mais medular.

Haveria um trabalho de História interessante para fazer, o de demons­trar que o demônio começa a vencer quando consegue diminuir a devoção a Nossa Senhora. Isso se deu em todas as épocas de decadência da Cristanda­de, em todas as vitórias da Revolução.

Exemplo característico é o da Euro­pa antes da Revolução Francesa. A de­voção a Nossa Senhora nos países cató­licos foi prodigiosamente diminuída pelo jansenismo, e é por isso que eles ficaram como uma floresta combustível, onde uma simples chispa pôs fo­go em tudo.

Estas e outras considerações tiradas do ensinamento da Igreja abrem pers­pectivas para o Reino de Maria, isto é, uma era histórica de Fé e de virtu­de que será inaugurada com uma vitó­ria espetacular de Nossa Senhora sobre a Revolução. Nessa era, o demônio se­rá expulso e voltará aos antros infer­nais, e Nossa Senhora reinará sobre a humanidade por meio das instituições que para isso escolheu.

Estas ricas palavras deixam evidente o grau de vilania da “exposição”, a qual ofende profundamente a realeza de Maria.

Em vista disso, como não sentir como uma bofetada o “sentimos muito”, mas o insulto permanece? A única atitude razoável dos promotores da blasfêmia seria retirar o quadro ofensivo, seguido de pedido de desculpas por tê-lo exibido.

É outra hipocrisia dizer que a galeria “não se coloca no papel de censor dos trabalhos exibidos” , porque no seu Esquema Provisório de Igualdade de Gênero, a National Gallery declara explicitamente:

“Nós cremos que toda pessoa que entra em contato com a National Gellery deveria ser tratado de maneira justa e respeitosa, sem consideração a seu gênero, religião, estado matrimonial ou de parceria, cor, nacionalidade, origem nacional ou étnica, orientação sexual ou idade”.

Aceitariam eles então uma exposição que ofendesse uma raça em particular? Acolheriam obras que ridicularizassem o Islã? Apresentariam obras que propugnassem o machismo e uma suposta inferioridade das mulheres? É evidente que não!

Então, por que somente a fé católica pode ser vilipendiada desta maneira, e ofendida em uma de suas mais íntimas convicções?

Reza então a National Gallery pela mesma cartilha da BBC, que não hesita em colocar no ar programas que atacam o cristianismo, mas retira da programação um filme que questiona as origens do Islã?

Por que dois pesos e duas medidas?

As belas celebrações do Jubileu de Diamente da Rainha Elizabeth II aumentaram nos brasileiros a admiração pela Inglaterra. Mas tal prestígio vai ficar profundamente abalado se a National Gallery teimar em exibir uma obra blasfema que fere brutalmente a Realeza de Maria Santíssima, Mãe do Rei dos reis.

Peço que enviem tréplicas à National Gallery, aos cuidados de seu diretor principal, Nicholas Penny, fazendo os questionamentos acima, deixando claro que exigir respeito à Mãe de Deus não é nenhum posicionamento favorável à censura.

Email para Dr. Nicholas Penny:

 

[email protected]

 

_____________________________
Nota:
A. Sentido da palavra “Revolução”

Damos a este vocábulo o sentido de um movimento que visa destruir um poder ou uma ordem legítima e pôr em seu lugar um estado de coisas (intencionalmente não queremos dizer ordem de coisas) ou um poder ilegítimo.

Se tal é a Revolução, a Contra-Revolução é, no sentido literal da palavra, despido das conexões ilegítimas e mais ou menos demagógicas que a ela se juntaram na linguagem corrente, uma “re-ação”. Isto é, uma ação que é dirigida contra outra ação. Ela está para a Revolução como, por exemplo, a Contra-Reforma está para a Pseudo-Reforma.

O ideal da Contra-Revolução é, pois, restaurar e promover a cultura e a civilização católica.

Revolução e Contrarrevolução – Plinio Corrêa de Oliveira http://www.pliniocorreadeoliveira.info/livros.asp

 

23 COMENTÁRIOS

  1. Quem é que adora Maria????
    Se existe estúpido ou estúpida assim, certamente NÃO é Católico(a), pois está agredindo a Sã Doutrina da Igreja. Pode ser, quem sabe, uma famigerada feminista querendo “reinventar a roda” com base em uma heresia, uma mentira.
    De todo modo, reitero tudo que já escrevi contra a ofensa perpetrada por essa galeria.
    Sobre a Bíblia, obviamente é verdadeira, mas quem afirma que ela é a “única” fonte da Verdade é uma pessoa que vai CONTRA a própria Escritura, pois esta preceitua, em II Ts 2,15: “Assim, pois, irmãos, ficai inabaláveis e guardai firmemente as TRADIÇÕES que vos ENSINAMOS, de VIVA VOZ ou por carta”. Maiores informações:

    http://www.veritatis.com.br/apologetica/106-biblia-tradicao-magisterio/1303-a-biblia-indica-que-devemos-aceitar-a-tradicao-oral

     
  2. Não concordo com a adoração à Santíssima Maria(tenho certeza que ela é Santa), mas também, REPUDIO VEEMENTEMENTE esse desrespeito violento, que esses VERDADEIROS PILANTRAS do National Gallery promoveram ao darem guarida a esse artistinha desqualificado, que depois ainda quer que respeitem seu “talento”.

     
  3. Discordo. As Sagradas Escrituras são a única fonte da Verdade. Outras fontes podem sim conter a Verdade, mas são apêndices das Sagradas Escrituras e têm que se submeter ao crivo desta!

     
  4. Sergio Peffi :

    Mesmo que não aceitemos o dogma humano da oigreja católica de chamar Maria de mãe de Deus, não devemos zomar ou espesinhar a crença dos outros. Porém isso não quer dizer que devamos aceitar essa absurda doutrina católica de alçar Maria a categor ia de mãe de Deus. É um pecado muito grave diante de Deus que no Juizo vos será rrquerido e condenado por Ele.

    Não tenho medo de honrar a MÃE DE DEUS MARIA SANTÍSSIMA pois foi DEUS que nos disse para “honrar pai e mãe” se você não honra seu pai e sua mãe, descumpre os mandamentos de JESUS.A quela que conteve em si o que nem o universo inteiro consegue conter, é SIM DIGNA DE TODA HONRA, mesmo por nós pobres pecadores, ela nos ama com amor de mãe e tem dó de nós por sermos obstinados no pecado que tanto ofende seu divino filho.

     
  5. Prezados Senhores. SALVE MARIA. Sim com muito orgulho e ufania digo Salve Maria a THEOTÓKOS, ou seja a MAE DE DEUS SIM E PROVO A QUALQUER IGNARO ESTA AFIRMAÇÃO, pela lógica… Se todo homem é mortal, joaquim é homem, l.ogo ele é mortal.. elementar princípio de lógica.
    A SSMA VIRGEM MARIA, foi escolhida pelo próprio Deus para ser mãe de seu FILHO UNIGÊNITO DO PAI… e por um mistério inascessível a nós mortais, Deus é uno e trino, ou seja há três pessoas distintas na TRINDADE SANTÍSSIMA, sem deixar de ser UM DEUS UNO, ou seja único. A Virgem Maria sendo Mãe de NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, ou seja Mãe da segunda pessoa da SSMA TRINDADE, logo ela pode sim e deve ser a MÃE DE DEUS. em grego se diz A THEOTÓKOS. A propósito faço uma pergunta simples para algumas pessoas carentes de boa informação ou carentes de boa fé… Como NSJCRISTO veio ao mundo? Porventura nasceu ele num oco de pau? Absolutamente não. Ele veio através de uma mulher, uma virgem escolhida desde toda a eternidade por Deus Pai TODO PODEROSO, QUE TUDO PODE, e ainda a conservou virgem, antes durante e depois do parto. Há pessoas que só acreditam em Deus e nas escrituras, naquilo que lhes convém… ou seja como dizia o próprio sr. dr. Plínio, ateu é aquele que não tendo coragem de afirmar que é um deus ele cai noutro erro em afirmar que Deus não existe… portanto prezado sr pefi não há pecado nenhum em louvar Maria como MÃE DE DEUS, muito pelko contrário há méritos que chegam abalar a estrutura do inferno, pois o ELA É MAIS TERRÍVEL QUE UM EXÉRCITO EM ORDEM DE BATALHA, contra os demônios, os hipócritas, os falsos profetas que utilizam de má fé os Sagrados Evangelhos,os mentirosos, os adúlteros, os homossexuais e todos aqueles que são criaturas de Deus e que o negam pela sua vivência, embora soem em trombetas que O ama… QUE NOSSA SENHORA VOS ILUMINEM
    JOSE A BARBOSA

     
  6. TENTAR PENETRAR NA SABEDORIA DE DEUS E SUAS MISERICÓRDIA, É INSANIDADE HUMANA, COMO PODE BARRO QUERER DEFINIR POR CONCEITOS HUMANOS O QUE SE DEVE SENTIR? QUANTA BESTEIRA ESTOU LENDO NOS COMENTÁRIOS, QUANTA FALTA DE FÉ E DISTANCIA DO ESPIRITO SANTO, POIS SÓ E TÃO SOMENTE ELE PODE NOS DAR O DISCERNIMENTO, DEUS NÃO PODE SER ENTENDIDO POIS NÃO SERIA DEUS SE O ENTENDÊSSEMOS, DEVEMOS AMÁ-LO POR TODA SUA CRIAÇÃO. ORAS POUCOS HOMENS SÃO CAPAZES DE PENETRAR COM A GRAÇA DO ESPIRITO SANTO NO MISTÉRIO DA ENCARNAÇÃO, POUCOS SABEM QUE DEUS JAMAIS PARTICIPA UM SÓ SEGUNDO COM O PECADO, ENTÃO COMO PODERIA VIR AO MUNDO? SOMENTE UMA OBRA PRIMA HUMANA, BELA E ADORNADA COM OURO E PEDRAS PRECIOSAS PODERIA ATRAVÉS DO SEU SIM SER A TÃO VALIOSA ARCA DA ALIANÇA. SE JESUS E O PAI SÃO UM, ENTÃO JESUS É DEUS. ORAS SE SOMOS A IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS ACASO NÃO DEVERÍAMOS TER UMA MÃE TAMBÉM NO CÉU? TUDO ISTO CHAMA-SE MISERICÓRDIA E SE O ATAQUE ACONTECE, É PORQUE O INIMIGO EM FÚRIA SABE QUE A HUMANA PERFEITA IRÁ HUMILHÁ-LO COM A GRAÇA DO PAI. COMO POSSO RESPONDER A ALGUÉM QUE MAL SABE O SIGNIFICADO DE “DESCEU A MANSÃO DOS MORTOS”, SE A IGREJA COM SUA SABEDORIA E O DISCERNIMENTO DO ESPIRITO SANTO NOS REVELA QUE JESUS PREGOU AOS MORTOS, DANDO ASSIM A POSSIBILIDADE DA MESMA SALVAÇÃO? COMO POSSO REBATER ALGO SE ALGUÉM ESCREVE QUE NÃO TEVE A POSSIBILIDADE DE LER A BÍBLIA POR FALTA DE FÉ E ME VEM COM BABOSEIRAS E A CRENÇA EM ETs, COMO REFUTAR ALGO QUE JA ESTA ESTIGMATIZADO EM SEU CORAÇÃO E MENTE? MEUS AMIGOS COMO JESUS MESMO DISSE AOS DISCÍPULOS, NÃO SE PREOCUPEM, POIS O ESPIRITO SANTO FARÁ VOCÊS RECORDAREM DESTAS COISAS! QUEM VEM EM NOSSO AUXILIO E FRAQUEZA É O ESPIRITO DE DEUS, AGORA CONCEITOS HUMANOS NÃO SE PERPETUAM, MAS O ORGULHO QUE NOS CEGA É ALGO SOMBRIO, POIS NOS DEIXA ENTRE DENSAS TREVAS, AS MESMAS QUE FIZERAM DE UM ANJO DE LUZ UM ANJO CAÍDO E POR SE AFASTAR ETERNAMENTE DE DEUS, TRAVA ESTA BATALHA INFERNAL E AQUELE QUE UM DIA ERA PARA SER UM VASO NAS MÃOS DO OLEIRO PELO LIVRE ARBÍTRIO SE TORNA UM SIMPLES BARRO, PISADO PELO INIMIGO. MARIA MINHA MÃE SEJA MINHA ADVOGADA PERANTE O JUIZ SUPREMO, E QUE JESUS O VOSSO FILHO AMADO, RETORNO PARA POR UM FIM NESTA HERESIA E BLASFÊMIA QUE O MUNDO ESTA COMETENDO CONTRA O SAGRADO. MARANATA

     
  7. Canalhas esses que ofendem a Mãe de DEUS, a primeira ADORADORA de DEUS!

    Não respeitam Maria, Mãe de JESUS, Este que é DEUS. Portanto, Maria, de quem JESUS veio diretamente segundo a carne e o sangue, é Mãe de DEUS, assim como a minha mãe gerou só meu corpo – minha alma veio de DEUS -, mas ainda assim a minha mãe é a MÃE MINHA, e não “a mãe do meu corpo”.

    Isabel, em Lc 1, 43, ficou cheia do ESPÍRITO SANTO e chamou Maria de “Mãe do meu SENHOR”. Ora, é óbvio o senhorio de JESUS não só como Homem, mas PRIMEIRAMENTE como DEUS. Daí a expressão de Isabel é = Maria, “Mãe do meu DEUS”. Aliás, quando Isabel disse “Mãe do meu SENHOR”, JESUS ainda era Senhor apenas como DEUS; só DEPOIS de completar a Sua missão, após a Cruz e a Ressurreição, é que JESUS foi CONSTITUÍDO Senhor também como Homem, conforme se interpreta do discurso de São Pedro em At 2, 36; § 440 do Catecismo – Magistério da Igreja; pregação do Padre Paulo Ricardo, o mesmo de http://padrepauloricardo.org

    Se foi “constituído”, é porque antes da missão completada não era assim; se já o fosse antes, seria apenas DECLARADO, e não “constituído”. Como foi CONSTITUÍDO Senhor, isto significa “Senhor também como Homem”, já que no referido período de antes – como por exemplo ao tempo daquela expressão de Isabel – JESUS só era Senhor como DEUS.

    Eis mais uma prova da qualidade de Mãe de DEUS presente em Maria.

    Apesar de TUDO ISSO, TU-DO IS-SO, como podem esses canalhas da galeria e outros mais ofenderem a CRISTO DEUS por uma afronta à Sua Mãe???????????

    BASTA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

     
  8. Há maior amor q o dAquele que noite antes de ser cravado aos pregos num madeiro, celebrou ceia, oferecendo, sem entenderem os presentes, vinho “como seu sangue” e pão “como sua própria carne”? sabia de antemão o que se passaria (Quem se não como Deus, para saber disso)após ter curado desanimados, coxos, cegos, trazer da tumba Lázaro, e ainda, seu corpo não ter ficado lá, e ter sido visto e conversado com muitos após seu “desaparecimento”? dar novo curso à História da Humanidade; só sendo, como entendo, Deus; e O Deus q se revela! ora, a face humana de Deus, q foi gerado fisicamente por Maria, como não achar q Ela seja a mãe de Deus? e como nos ensina a Igreja, Ele é o único Tri-Uno, Pai+Filho+Espírito Santo! É nosso mínimo reconhecimento da Magnitude de Nossa Senhora Imaculada (questão de Fé). Isto posto, na liberdade de expressão não há q se macular a outrém, há q se debater fatos, expor fatos, concluir sobre fatos, para o bem coletivo e individual!

     
  9. @Sergio Peffi
    Prezado Sergio, permita-me trazer às suas considerações o que segue: As Sagradas Escrituras não são a ÚNICA fonte da verdade. Deus colocou sua assinatura na obra, na SUA obra ela podemos enxergar sua imagem. Deus concedeu em sua infinita misericórdia a bondade de REVELAR o conteúdo nas palavras. Se a única fonte da salvação fosse as palavras escritas, ai de mim e daqueles que nunca puderam ter a possibilidade de ler as palavras escritas, a começar por Adão e a continuação seus descendentes, até que em um dado momento DEPOIS de Cristo, VEJA BEM, depois de Cristo é que as verdades reveladas por Jesus Cristo foram escritas. A propósito, se tal é, a importância absoluta e necessária para a salvação, por que o próprio Cristo constituiu os apóstolos e não criou uma ordem de copistas para que escrevessem suas palavras? Não tinha capacidade? Não tinha meios? Ora, por favor. Então, concluindo, Deus, – DEUS – mesmo constitui ou instituiu uma IGREJA onde através dela pode-se chegar à salvação fazendo a aplicação correta das palavras de Jesus. É assim também DA VONTADE de Jesus que horassem SUA MÃE, a Mãe do Salvador que é DEUS é mãe de DEUS da pessoa de Jesus Cristo que é homem e Deus. NÃO EVIDENTEMENTE DA DIVINDADE.

     
  10. As religiões de maior escala social e populacional precisam gerar debates em encontros objetivos com agenda e pauta para se discutir a liberdade de expresão na mídia,a liberdade de comercio no setor social-economico e a liberdade de avançar contra limites morais da religião de cada povo ou etnia. A-que decidir sobre respeito,limite e atitude quer de marqueteiros ou marchands da militancia refinada dos museos ou das feiras de fim de semana.

     
  11. Aconteceu num passado não muito distante, uma lei ou demanda proibindo o Feriado no Dia de São Sebastião , no Rio de Janeiro.
    Como muitos sabem, São Sebastião è o Patrono da Cidade do Rio de Janeiro !
    No ano seguinte não se comemorou o Feriado em Homenagem a São Sebastião, e para lembrança ao povo naquele dia, uma tremenda enchente tomou toda a cidade, mortes e perdas materias foram enormes.

    Esperem para ver o que vem por aì, para aqueles que aderiram as infâmias contra a Mãe de Jesus, o Cristo que morreu para salvar tantos estapores !
    Zelia

     
  12. Quem já leu alguns apócrifos sobre Nossa Senhora, sabe de antemão que a Virgem Maria sempre foi ridicularizada pelos homens insanos e perversos e continua até hoje sendo desprezadas por estes insultadores e blasfemadores. Mas como diz São Pedro , está reservados para eles um julgamento terrível e sem complacência.

     
  13. Será que seria exposto um quadro semelhante fazendo referência à Rainha Elizabeth ou a própria mãe do diretor Nicholas?

    Reclamação enviada com as questões.

     
  14. Amigos, enviei a seguinte mensagem como tréplica para a National Gallery:
    Dear Sirs,
    Dr. Nicholas Penny
    The only reasonable attitude of the promoters of blasphemy would remove the offensive framework, followed by an apology by having it displayed.
    Another is hypocrisy to say that the gallery “does not arise in the role of censor of the exhibited works,” because in its Provisional Regulations on Gender Equality, the National Gallery explicitly states:
    “We believe that every person who comes in contact with the National Gellery should be treated fairly and respectfully, without regard to their gender, religion, marital or partnership status, color, nationality, ethnic or national origin, sexual orientation or age “.
    They then accept an exhibition that would offend a particular race? Would welcome works that ridiculed Islam? Would present works that advocate a supposed inferiority of women? Of course not!
    So, why only the Catholic faith can be so vilified and insulted in one of his most intimate convictions?
    Does the National Gallery align itself to the same page of the BBC, who does not hesitate to broadcast programs which attack Christianity, but removes programming a film that questions the origins of Islam?
    This quite incomprehensible! Why those two weights and two measures?
    The beautiful celebrations of the Diamond Jubilee of Queen Elizabeth II in Brazil increased admiration for England. But such a reputation will be badly shaken if the National Gallery insist on displaying a blasphemous work that hurts brutally Queenship of Mary, Mother of the King of kings.
    This kind of attitude does not look anything like that heroic resistance against the Nazis for fourteen months, led by King George VI and Lord Winston Churchill (May God have them in His presence). We only regret that on this occasion we Brazilians have not gone to your aid immediately, thanks to indecision and cowardice of our leaders!
    Sincerely yours,
    Armando Tavares

     
  15. Mesmo que não aceitemos o dogma humano da oigreja católica de chamar Maria de mãe de Deus, não devemos zomar ou espesinhar a crença dos outros. Porém isso não quer dizer que devamos aceitar essa absurda doutrina católica de alçar Maria a categor ia de mãe de Deus. É um pecado muito grave diante de Deus que no Juizo vos será rrquerido e condenado por Ele.

     
  16. Muito embora eu não comungue da forma como hoje as pessoas desrespeitem o credo do seu próximo, porque acho que, embora não aceite dogmas e filosofias religiosas que não encontram respaldo nas ESCCRITURAS SAGRADAS (BIBLIA), pois do ponto de vista espiritual esses dogmas e filosofias humanas não nos aproximem de Deus, todovia acho que devemos respeitar uns as crebças dos outros muito embora não as aprovemos. Porém, por outro lado, querer defender seus dogmas e filosofia católica elevando Maria, a simples mãe terrena de Jesus a categoria de mãe de Deus, é querer colocá-la maior que o próprio Deus, pois se o cristão verdadeiro crê que Deus é eterno (não tem principio e nem fim) ao dizer que Maria é mãe de Deus estamos, mentirosamente, dizendo que Maria existiu antes de Deus, uma vez que uma mãe dá à luz a um filho de alguém que não existiu antes dela passando a existir a partir de sua concepção. Assim ao chamarmos Maria de mãe de Deus estamos dizendo que ela é eterna e Deus não porque se alguem veio a existir somente a partir do nascimento então ele não é eterno e sim quem lhe deu a luz.
    Ora pelas Sagradas Escrituras nós podemos ter a certeza de que Jesus é DEus, e Ele nasceu através de Maria, porque Deus achou-a digna de ser escolhida por causa de sua fidelidade ao proprio Deus, para trazer ao mundo o Jesus que se tornou humano (Deus Emanuel – Deus Conosco) em cumprimento as profecias biblicas através dos profetas do passado, como Isaias p.ex., vide Isais Cap. 53, e nada mais. Ela foi escolhida por Deus e teve sua participação apenas para o nascimento de Jesus Homem, não o Divino que é o próprio Deus, e nesse nascimento por obra e graça do Espirito Santo, por isso não teve a participação do homem, vamos dizer assim, Deus alugou o ventre de Maria para cumprir Sua promessa de trazer ao mundo o 2º Adão para na Cruz redimir os homens todo aquele que crer) do pecado.
    Por isso, nós evangélicos – da Reforma e pós reforma – repudiamos a divindade de Maria e muito menos a ousadia da Igreja Católica de alça-la a categoria de Deusa, mas ao mesmo tempo queremos respeitar a vossa crença, não por achar que seja certa, mas na esperança de que a Igreja Católica, um dia, venha a cair em sí e reconhecer como Único Deus verdadeiro o Deus de Israel e Pai do Senhor Jesus Cristo – o Filho de Deus e como Ele também desde a eternidade das eternidades é Deus.

     
  17. Parafraseando Madame Roland que exclamou “Oh, Liberdade, quantos crimes se cometem em teu nome”, pode-se dizer “Oh arte, quantos crimes, quantas blasfêmias, quantas extravagancias se cometem em teu nome”!

     
  18. Olá caro mediador
    Com imenso respeito…Mas ONDE em toda a sagrada escritura de Deus está escrito que Maria é mãe de Deus O Criador??? segue sua citação correspondente:
    Não leva ele em consideração os princípios que evidenciam a augusta majestade da Mãe de Deus? A fé vossa…bem me parece um caso de fideísmo tradicionalista sem base “Bíblico-cristã”. Ao ignorar considerarei fideímo irracional. Não leiamos a Bíblia e sim Meditemos nela de dia e de noite. E receberão o colírio divino necessário.

     
  19. Por certo, o que criou e o que não se digna a desconsiderar tal obra, devem ser frutos de lares com mães de baixo meretrício, ou no mínimo libertinas. Por estarem acostumados a praticar nudez e ver nudez em tudo, acham normal subjugar a Mãe de Deus a este papel, que só nós, pobres pecadores, somos capazes de criar.
    O que me alegra, é que mesmo estes, tão desprovidos de zelo e respeito pelo Criador, na condição de sua miserabilidade ostentadora em função da posição humana que atingiram, jamais poderão manchar a pureza e a castidade da Mãe de Nosso Senhor. E se hoje, ainda estão esnobando, deverão mais ainda pedir perdão, pois o castigo será grande. Pobres destes, que mesmo tendo a possibilidade de se redimir, se negam em função do seu orgulho.

     
  20. 1Jo 5.19 “Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno. Podemos comprovar hoje em dia que este mundo ja esta fadado a ser renovado. Podemos rezar como Nossa Senhora nos pede. Agora Pinte um quadro satirizando um homossexul ou até mesmo um animal e la vem as ONGs revestidas de cordeiros. SENHORES AMIGOS E AMIGAS CRISTÃS, NOSSAS ARMAS SÃO MAIS PODEROSAS DO QUE QUALQUER poder das trevas, basta entendermos que dobrando os joelhos podemos reparar estes pecados GRAVÍSSIMOS que cometem contra o CRIADOR E NOSSA MÃE. Mas A SE FOSSE COM MINHA MÃE, este pintor iria sentir a força de meu braço, imagine o que fará O JUSTO JUIZ!

     
  21. Ao ler a resposta do “Mr. Chris Mortom” lembrei-me imediatamente de Pilatos e sua ação diante de Jesus e me pus a pensar: caso um homem deste não mude o curso de sua vida, ou seja, converta-se e creia no Evangelho e na Santa Igreja Católica, qual será o curso de sua vida após a morte? Que Deus tenha misericórdia de sua pobre alma.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome