Luis Dufaur

Muito se fala das ONGs ambientalistas radicais, porém pouco se diz claramente sobre elas. Sem dúvida são muito numerosas. O Prof. Denis Lerrer Rosenfield fez um elenco das mais ativas e, por isso mesmo, mais perigosas para o Brasil

Apresentamos a seguir excertos de matérias publicadas por ele em grandes órgãos da mídia nacional:

WWF Brasil – ONG sediada nos EUA, tem fortes financiadores e apoiadores. Além de militar contra a revisão do Código Florestal, sua atuação no Brasil situa-se na área de infraestrutura e agricultura. É contra a construção dos Terminais Portuários de Morrinhos (MT) e de Bamin, do Porto do Sul (BA), e da soja produzida no país.

Greenpeace – ONG cada vez mais acusada de fraudes na Europa e de utilização pelos seus dirigentes dos recursos coletados, é contra a construção da hidrelétrica de Belo Monte, dos transgênicos, da pecuária na Amazônia, além de ser evidentemente contra a revisão do Código Florestal. Seus financiadores e apoiadores são expressivos.

ISA (Instituto Socioambiental) ¬- ONG ambientalista e indigenista contra a revisão do Código Florestal e a construção

Acampamento Terra Livre, Altamira, contra Belo Monte

de novas hidrelétricas, centrando seus ataques em Belo Monte. Seus apoiadores e financiadores se dizem defensores dos “povos da floresta”. Entre eles, além de empresas e fundações, temos governos estrangeiros.

Centro de Apoio Socioambiental (Casa) – Segue a orientação da Teologia da Libertação, no sentido de promover no País as “nações indígenas”. Além de suas ações contrárias à revisão do Código Florestal, ele se posiciona contra a construção de hidrelétricas, em particular a de Belo Monte.

Procura igualmente condicionar os financiamentos do BNDES às suas próprias condições, evidentemente apresentadas como de “preservação da natureza”. Seus apoiadores internacionais são importantes, misturando-se igrejas, empresas, ONGs e fundações.

Movimento dos Atingidos pelas Barragens (MAB) – Braço do MST, é contrário à revisão do Código Florestal, à transposição do Rio São Francisco e à construção das hidrelétricas em geral. Centra suas ações nos projetos de Jirau e Santo Antônio, no Rio Madeira; em Belo Monte, Riacho Seco e Pedra Branca, na Bahia; em Itapiranga, na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina, entre outras.

Via Campesina MST – Atua contra a revisão do Código Florestal, os transgênicos, o agronegócio, a cultura de cana-de-açúcar, a produção de etanol, as florestas de eucaliptos e a cultura da soja. Ademais, tem forte atuação junto aos movimentos indigenistas e quilombolas.

 

 

Dom Erwin Krautler, presidente do CIMI, Acampamento Terra Livre, Antonio Bonsorte

Conservation International ¬- Tem vasta atuação internacional, estando presente no Peru, Equador e México (na Selva Lacandona, centro operacional dos zapatistas). No Brasil, posiciona-se contra a revisão do Código Florestal e a agricultura em Minas Gerais e na Bahia através da ampliação em 150 mil hectares do Parque Nacional Grande Sertão Veredas.

É contra a construção do Terminal Portuário de Bamin, do Porto do Sul (BA), e do traçado final da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). Tem fortes apoiadores empresariais, fundações e governos estrangeiros.

Amigos da Terra – Forte ONG internacional. Entre seus fundadores está Brice Lalonde, que foi ministro do Meio Ambiente de Mitterrand. Ele chegou a declarar que o Brasil deveria “renunciar a parcelas de sua soberania sobre a região amazônica”. Destaca-se, na Europa, por sua campanha contra o etanol brasileiro.
A lista apresentada evidentemente não é exaustiva. Ela permite, porém, dar uma visão um pouco mais abrangente dos interesses em jogo. Todas essas ONGs lutam pela de origem.

Observe-se que a ONG Conservation International reaparece como parceira da WWF. Ora, essa mesma consultora é sócia-fundadora do Instituto Sócioambiental – ISA, ONG ambientalista e indigenista.

A atuação dessa ONG nacional está centrada na luta dita pelo meio ambiente e pelos “povos da floresta”. Advoga claramente pela constituição de “nações indígenas” no Brasil, defendendo para elas uma clara autonomia, etapa preliminar de sua independência posterior, nos termos da Declaração dos Povos Indígenas da ONU.

Junto com o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), ela dispõe do mais completo mapeamento dos povos

Presidentes Lugo, Morales, Lula e Correa, Foro Social Mundial, Belém 2009

indígenas do Brasil. Sua posição é evidentemente contrária à revisão do Código Florestal.

Dentre seus apoiadores e financiadores destacam-se a Icco (Organização Intereclesiástica de Cooperação para o Desenvolvimento), a NCA (Ajuda da Igreja da Noruega), as Embaixadas da Noruega, da Inglaterra, da Finlândia e do Canadá, a União Européia, a Funai, a Natura e a Fundação Ford (dados foram extraídos de seu site).

O ISA compartilha as mesmas posições do Cimi, da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e do MST.

Ora, esses “movimentos sociais” – verdadeiras organizações políticas de esquerda radical – seguem por sua vez os princípios da Teologia da Libertação, propugnam o fim do agronegócio brasileiro e da economia de mercado, são contrários à construção de hidrelétricas e impõem severas restrições à mineração. Junto com as demais ONGs, lutam por uma substancial redução da soberania nacional.

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 

5 COMENTÁRIOS

  1. SRs bom dia

    Nossa lagoa da petrobrás esta indo embora morte de 500kg de peixes por dia veja a reportagem do jornal da globo, os peixes pedindo oxigenio, e vcs ate agora não vi e nem houvi movimento nenhum, e nem muito menos das autoridades competentes, vamos deixar assim ???????????????????/

     
  2. Veja a história de quem preservou florestas nativas por três gerações no Paraná. O corruptor deu as ordens, e os corruptos obedeceram, e assim que se chegou a apenas 16.000 atos infra legais, que não reconhecem os proprietários de imóvel rural como parte integrante do meio ambiente. Todos impostos por decretos-lei, portarias. esta forma “democrática” de ambientalismo transformou em criminosos, e todos os recursos foram para as mãos dos eco heróis das florestas alheias. Esta gente devia estar na cadeia alem de repor o estrago. Más a lesma da caixa preta é conivente… Tudo no blog mataalheiamamatanossa.blogspot.com divirta-se com as charges.

     
  3. Essa gente estrangeira não pode mandar, ditar regras no Brasil!!!! Nós, brasileiros, devemos pô-los no seus devidos lugares. Afinal, a soberania aqui é nossa e não vamos retroceder historicamente falando: sócio-econômica e culturalmente para satisfazê-los. Eles que preservem seus próprios países e já vão estar fazendo muito pelo planeta!!! Se desenvolveram e querem manter-nos no eterno país em desenvolvimento? Emergente? “Sub-desenvolvido mesmo” e sem poder de comando mesmo… para eles fazerem o que quiserem por aqui. São intrusos… Ambicionam nosso território natural, florestal porque não conseguiram manter os deles, visando o progresso e agora querem se limpar, usando-nos… Não precisamos de comandos externos pois somos capazes de cuidar do nosso país sozinhos, ora essa… Repensem porque as eleições estão próximas e quem permite invasão na nossa soberania não pode ganhar eleição por aqui… Mesmo se um ou uma candidata for bacana… A ideologia de seu partido vai comandar, se eleito(a) evidentemente… Atenção. Outros presidentes expulsam e se tornam ditadores… Até que, nesse sentido, estão é muito certos!!!!

     
  4. Há certas propostas das quais poderiamos concordar, se soubéssemos o que está por tras das mesmas. Recentemente li que está n Congresso para ser votado a respeito das sementes brasileiras em que consta que o agricultor brasileiro teria de adquirir sementes de quem for detentor das patentes delas; Bem dito, porque por tras disso está que o agricultor, seja pequeno ou grande, só poderá colher uma safra por vez porque a manipulação genetica das sementes apenas permitiriam uma colheita. O agricultor não teria como reservar uma parte do que colher para replantar porque não serão ferteis, não germinam. Logo ficaria então estabelecido o monopolio da Monsanto, da Bunge, entre outras detentoras de transgenicos e patentes de outras sementes brasileiras e pela monocultura das sojas. Assim como já acontece com os frangos, que não reproduzem, sendo apenas para engorda e abates. Experimentem chocar ovos de granja. Provavelmente isto favorecerá o agronegócio que já estiverem sob seus dominios.
    Quanto a reforma do Cdigo Florestal, há de conhecer que nossos agropecuaristas e agricultores estão arrochados por mais de 16.000 itens que os prejudicam, se aprovados. Quais serão esses itens? Segundo o Deputado Aldo Rabelo, não poderiam cavar a terra para encontrar uma minhoca porque seria uma agressão ao meio ambiente; e não poderiam colocar um saco de mandioca no rio para pubar para fazer farinha (como fazem os ribeirinhos) porque estariam poluindo o rio. E há muito mais que isso.
    Transposição do Rio São Francisco e construções de barragens e hidrelétricas… O meio ambiente não seria agredido? E como ficam os ribeirinhos e pescadores residentes há anos nas margens de tais rios e que deles tiram seus sustentos. Quem os indenizariam, e mesmo assim, para onde iriam residir e continuar a vida? Aqui no Tocantins foi construido o lago proximo à capital Palmas. Acham que não houve problemas ambientais? Acabaram ou se agravaram? Criou-se um espelho dágua que refletem os raios solares de tal maneira que faz com que a capital seja uma das mais quentes do país, talvez do mundo. E por mais que reflorestem o calor não se ameniza.
    A soberania nacional está ameaçada também por politicas externas, interferencias de ideologias e “politicas de boa vizinhanças” que nosso governo busca lá fora. Por exemplo, os chineses querem investir em terras no centrooeste brasileiro – Mato Grosso e Rondonia para a produção de soja. Já chegaram à Africa como neocolonizadores.
    Aqui dentro precisa de tudo, conforme divulgou o IBGE que quase metade da população brasileira não tem infraestrutura. Aí chegam esses investiram, sendo que no Brasil temos dinheiro em profusão, para os espertalhões e corruptos se beneficiarem. A falta de circulação de dinheiro faz com que circule drogas e a violencia por todo tipo de assaltos aos cidadãos em proveito de crime organizado – que só falta se organizar em ONG. A saude está sucateada, hospitais sem médicos, educação precaria em seus sistemas de ensino.
    Enfim, fiz estas observações, porque não se trata de sermos contra ou a favor, mas de organizarmos mais enquanto cidadãos brasileiros natos e vigorosos lutadores por nossa soberania. Segue um pensamento americano que diz: “Os criminosos se organizam para a pratica de seus crimes, essa é sua força; os homens de bem não se unem para a pratica do bem, essa é sua fraqueza”. Apenas contribuo para reflexões.

     
  5. A Verdade Oculta no Brasil- O Dominio territorial NO SÉC.21-AMEAÇA GLOBAL
    ____________________________________________________________

    Certamente as autoridades responsáveis pela segurança nacional e manutenção das atuais fronteiras da nação devem dar atenção prioritaria a tal matéria de extrema e vital importancia nesta década, onde a geopolitica global nos da claros sinais de que ocorrerão sem sinistroses do escriba, em analise fria e realista dos fatos atuais o seguinte abaixo:

    Sem querer ser mais realista que o Papa em Roma, tentativas ate mesmo miliatres em caso extremo de posse de recursos naturais por potencias estrangeiras tais como reservatórios naturais de Agua!!!

    Que sera indubitavelmente o BEM concreto mais precioso daqui por diante a Humanidade, e que servira inclusive nao somente para sobrevivencia da especie humana a nivel planetário como combustivel e fonte alternativa energética quase inesgotavel ate mesmo para carros etc.

    Ja é de pleno conhecimento de potencias estrangeiras por sensoramento remoto de satélites geodésicos de ultima geração, que existem reservatorios aquiferos de imensuravel capacidade no subsolo da Nação, que suprira as necessidades de vasta população futura nas proximas décadas se bem explorados com tecnologia ja disponivel e que tera lógicamente custo que sera pago pelos consumidores,pois o homem biologicamente depende da Água para sua própria sobrevivencia no meio ambiente.

    Tais fatos aliados a ação subrepticia de dominio economico da Amazonia legal, com a compra de vastas areas na Africa e Amazonia por potencias estrangeiras, ja nos mostram isto sem duvidas, e somente o cego que nao quer ver e que podera ignorar tais ameaças que se tornarão dura realidade em breve diante de nossos olhos

    Portanto em bom senso, temos sómente esta década ao mais tardar para tomada de decisões sérias e concretas em defesa militar e educação de nosso povo amazonico em especial, o tirando do marasmo da miséria economica e financeira, como mera massa de manobra politica eleitoreira ao sabor de partidos politicos ditos “socialistas” de plantão, liderados por notórios personagens da politica nacional, envolvidos em interminaveis escandalos sempre publicados na midia nacional e estrnageira, assim nos provam os tristes fatos reais, se masi comentários, por nao ser a casuistica em tela.

    Para que possam tais etnias deiversas da população local amazonica, tornarem-se independentes socialmente e financeiramente da politica social do paternalismo governamental, e como guerreiros fronteiriços serem artifices e vigilantes que salvaguardem nosso imenso territorio amazonico de tais inimigos globais, que mostrarão sua real face muito em breve.

    Desenvolbendo sua imensidão territorial em todos os sentidos,pois recursos financeirso se bem geridos nao faltam para tal empreitada ambiciosa de gestão do patrimonio publico em tal area de vital importancia social, economica e politica da Nação.

    Assim sendo,sera unica e exclusivamente nossa MEA CULPA, diante das gerações futuras de compatriotas, o alto preço a pagar diante da incuria e despreparo de tais doutas personalidade politicas que vivem somente de meras vaidades e fisiologismo de ocasião e que em nada se importam com tal ameaça global, que bate a nossas portas, através de ONGS estrangeiras em nosso territorio sob égide de nossos futuros algozes.

    Quem viver vera!

    Pois a bem da verdade a tecnologia da Água já esta desenvolvida e oculta há décadas e não apareçe para largo consumo somente por interesses de empresas lideres da industria petrolifera a nível global.

    E finalizando, o ALERTA já foi dado ha mais de uma década por valorosos e esquecidos compatriotas da alta esfera militar da Nação, e há vasta documentação prévia a este artigo que comprovam as afirmativas sérias e realistas de tal fato.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome