Vista noturna da Times Square de Nova York. Todos os recursos da propaganda luminosa estão utilizados para deslumbrar o transeunte, atrair de todos os lados sua atenção, excitá-lo pelos mais diversos processos, para por fim convencê-lo a comprar algo que de si normalmente não compraria.

Este não é senão um dos aspectos da vida de constante agitação das grandes cidades modernas. Tudo é movimento, sensação, excitação, correria.

*   *   *

O quadro famoso de Fra Angélico, representando São Domingos em meditação, constitui um contraste chocante com a primeira fotografia.

*   *   *

Seria possível à população das “urbes” babilônicas de nossos dias conservar essa distensão psíquica esplêndida, que prepara as almas para se elevarem às mais altas paragens do estudo ou da meditação? Quem não vê quanto a agitação hodierna afasta a imensa maioria dos homens do gosto de se recolherem em Deus para estudar e orar?

*   *   *

No Céu, disse Santo Agostinho, “descansando contemplaremos, contemplando amaremos, e amando louvaremos. Eis o que constituirá o nosso fim sem fim” ( De Civ. Dei, 1. XXII, c. 30, n. 5 ).

A trepidação hodierna prepara o homem para compreender e anelar esta felicidade?

__________________________

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here