“Arte contemporânea”, caos mental e insensibilidade

    Realidade-2

    A escola de “arte contemporânea” visa produzir o caos mental, apelando para imagens absurdas, cruéis, enlouquecedoras e agressivamente feias, desatarraxando a inteligência, a vontade e a sensibilidade dos homens. Seus efeitos são perceptíveis na vida cotidiana. Um exemplo recente ocorreu na famosa galeria Art Basel, em Miami Beach (EUA), onde uma moça foi esfaqueada; apesar de coberta de sangue, não recebeu auxílio de centenas de visitantes. Estes estavam insensibilizados pelas monstruosas exibições da “arte contemporânea” e julgaram tratar-se de mais uma maluca e extravagante “obra de arte”. Funcionários da galeria ficaram estarrecidos com essa situação e chamaram uma ambulância e a polícia. Após passar por cirurgia, a jovem pôde ser salva.