O anúncio Patrocinado da Coterva, no Estado, 26 de março, “Veja 6 contribuições do agronegócio brasileiro para o País e o mundo”, traz importantes dados sobre o crescimento da produção agropecuária brasileira.

Você não sabia? É porque a mídia não informa!

   “Hoje, o Brasil é o maior produtor global de suco de laranja, café e o maior exportador mundial de carne bovina e carne de frango”.

“42,4% foi a participação do agronegócio nas exportações brasileiras em 2018, segundo dados do Ministério da Agricultura. O setor teve um superávit de US$ 87,65 bilhões – o maior registrado desde 1997 – e é o segmento que mais contribuiu para o saldo positivo da balança comercial nacional”.

Você não sabia? É porque os holofotes da mídia estão nas fofocas!

     “O chamado complexo soja – que inclui soja em grão, farelo e óleo – lidera a pauta de exportação do Brasil com vendas que chegaram a US$ 40,91 bilhões no ano passado, segundo o Ministério da Agricultura”.

     “O milho é a segunda cultura de maior importância para a economia brasileira e – devido a avanços tecnológicos, como sementes de qualidade, insumos e boas práticas agrícolas – a produtividade média nacional vem crescendo. Saltou de 66 sacos por hectare na safra 2015/2016 para 95 sacos na safra 2016/2017, de acordo com dados da Agroconsult. O cereal é de extrema relevância para a indústria de alimentos, uma vez que é ingrediente essencial na fabricação de ração animal”.

O agronegócio gera empregos e interioriza a economia. Pergunte por que a mídia não publica!

“Os dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, mostram que até o terceiro trimestre de 2018, o agronegócio empregou 18,41 milhões de pessoas, número que não era registrado desde o segundo trimestre de 2016. Com isso a participação do setor na geração de postos de trabalho foi de quase 20%.

      Interiorização da economia é combater o inchaço nas grandes cidades.

     “Em 2017, o agronegócio (agricultura + pecuária) respondeu por 21,6% do PIB do Brasil e contribuiu para o crescimento do interior. Dados do IBGE sobre o PIB municipal de mais de 5 mil municípios evidenciaram que 82% das cidades brasileiras classificadas como as maiores produtoras do agro tiveram um crescimento 4,4% superior à taxa de crescimento do PIB do país entre 2014 e 2016. São municípios com forte atuação na agricultura e pecuária.

* * *

     Divulgue, pergunte, informe: por que a mídia não publica? Os partidos de esquerda só têm um programa: desconstruir o Brasil e se servem de largos setores da mídia para desviar a atenção do público dos grandes temas — por exemplo, o crescimento da nossa agropecuária  — e focar apenas as intrigas, os casinhos e fofocas.

http://patrocinados.estadao.com.br/corteva/2019/03/26/veja-6-contribuicoes-do-agronegocio-brasileiro-para-o-pais-e-o-mundo/

Deixe uma resposta