Japão católicosEm Taketa (Japão) foram encontradas oito capelas católicas escavadas na pedra durante a perseguição desencadeada pelo governador militar do país, instigado por protestantes holandeses.

Não podendo ter igrejas, os católicos abriram locais de culto nos morros para se reunirem e rezar, embora sem sacerdotes que lhes ministrassem os sacramentos ou celebrassem a Missa.

A história dos mártires japoneses evoca as dos mártires do Império Romano. As perseguições duraram desde 1614 até a Sexta Feira Santa de 1865, quando dez mil “cristãos ocultos” se apresentaram em Nagasaki aos missionários recém-retornados. Estes ficaram muito surpresos, pois mal suspeitavam a existência dessa épica história de fidelidade.

Fonte: Revista Catolicismo, Nº 758, Fevereiro/2014

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome