Mikhail Saakashvili
Mikhail Saakashvili

Com este título o Sr. Mikhail Saakashvili publicou um artigo na imprensa paulistana. Ele foi presidente da Geórgia, de 2004 até o ano passado. Seu olhar necessariamente experiente está a ver coisas que à primeira vista parecem não nos interessar, devido à enorme distância física e cultural que nos separa do Cáucaso. Mas é bom para pormos as barbas de molho.

Pois bem, o artigo de Saakashvili é tal que seria uma imprudência não tomá-lo em conta. O título diz tudo: “A Guerra está chegando”.[1]

Mas que guerra? Ele não especifica.

Constata ele que Vladimir Putin considera a “maior catástrofe geopolítica” do século 20 a dissolução da União Soviética e está empenhado em reverter essa situação e voltar à bipolaridade anterior.  Nesse sentido, a recentíssima anexação da Criméia seria um passo para estabelecer os alicerces para “novas realidades políticas e legais“. Quais? A Moldávia, a Letônia ou talvez  alguma província da Polônia estão na alça de mira para futuro próximo.

Como disse a chanceler alemã, Angela Merkel, no dia 13, “a Rússia está trazendo à mesa a lei da selva”.

O mundo livre está diante de um dilema: será que o Ocidente está disposto a pagar esse preço agora ou atrasar a decisão e pagar um preço muito mais alto no futuro?

Essa escolha pode ser descrita em termos médicos. O câncer da agressão russa surgiu pela primeira vez na Geórgia. O Ocidente decidiu ignorar o diagnóstico, preferindo tratar a doença com aspirinas. A Crimeia é a metástase daquilo que ocorreu na Geórgia, mas o Ocidente continua a excluir a opção cirúrgica – ou seja, a intervenção militar – dizendo que essa é arriscada demais.

“No entanto, no mínimo seria melhor começar com a quimioterapia. Sim, isso significa que o Ocidente sentiria os efeitos do próprio remédio, principalmente as empresas europeias no curto prazo. Mas, no longo prazo, essa dose dolorosa é a única maneira de ajudar a eliminar o câncer chamado Putin”.

Mikhail Saakashvili prossegue:

A respeito dos apaziguadores em relação a Hitler, Winston Churchill disse, certa vez, profeticamente: “Puderam escolher entre guerra e desonra. Optaram pela desonra e terão a guerra“. É claro que não podemos esperar de políticos modernos, obcecados com pesquisas e eleições legislativas, que sejam como Churchill o tempo todo. Mas, no mínimo, eles não deveriam ansiar por entrar para a história como Chamberlain. E, no coração do apaziguamento, há um equívoco em relação ao homem que Putin é – e sempre foi.[2] Um comunista ex KGB, acrescento eu.


[1] OESP, 9-4-14.

[2] OESP, 9-4-14.

12 COMENTÁRIOS

  1. Durval,

    Ridículo seu comentário típico de um alienado que só ver um lado da história, os EUA salvou a União Soviética kkkkkkk, com essa merreca, enquanto os Eua ficaram brincando de batalha naval, caça no deserto e pega pega em ilhas desabitadas no Pacifico, os soviéticos davam sangue e suor para sobreviver, derrotaram sozinhos a Alemanha e ainda ajudaram a derrotar o Japão, Mais de 1,2 milhões de soldados e centenas de milhares de peças de artilharia pesadas foi o Suficiente para a URSS livra a China dos Japoneses e acabar com todo o exercito em terra do Japão (Operação tempestade de Agosto).

  2. Só suplico, a Rainha da Paz, que interceda junto a DEUS para que com sua misericórdia não permita que aconteça mais guerras.
    Concordo com comentários anteriores, os Estados Unidos gostam de promover, colaborar para que guerras sejam realizadas, pois sua economia depende de sua indústria bélica e também por interesses de poder ter o controle de certas regiões do planeta por diversos interesses. O Brasil que fique de olho aberto os USA já estão de olho nas riquezas da Amazônia e nas nossas reservas de água, o que não conseguirem comprar certamente no futuro vão tomar por força, estão planejando construir uma base militar na América do Sul com o pretexto de segurança mundial, estão pretendendo a Colômbia usando a desculpa de combater o narcotráfico. Governantes abram o olho.
    QUE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO COM SEU PODER FAÇA REINAR NA TERRA UMA PAZ IMENSA. Peço a todos que rezem pela PAZ.

  3. Para mim os seguidores de satanás são os EUA e a UE, que promovem a perseguição aos cristãos em todo mundo. Ora financiando movimentos islâmicos, ora criando leis que promovem o aborto, casamento gay, vagabundismo etc. Esses são os adoradores de baal, que só pensam em dinheiro.
    Quem mandou o ocidente financiar a derrubada do presidente legitimamente eleito da Ucrânia, agora aguentem as consequências.

  4. Infelizmente, sempre existe um satanás por traz de uma alma perdida. Esse tal de Putin quer vestir a pele de cordeiro para disfarçar o lobo feroz que sempre foi. A tomada da Criméia é o início da retomada de todo o país da Ucrânia e sucessivamente aquele demônio objetiva avançar nos outros países que faziam parte da União Soviética. Ele não deseja a paz para nenhum dos povos vizinhos, ele guarda no peito o ódio provindo da KGB. É um insano que deve ser banido da terra dos viventes.

  5. Os EUA e a União Européia estão juntos na demolição do ocidente, essa “guerra” não passa de teatro, como foi a “guerra fria”, instalam um clima de medo no mundo, para justificar a instalação definitiva da Nova Ordem Mundial, não esqueçamos:

    Foram os EUA que sustentaram o governo bolchevista e que salvaram a URSS, na segunda Guerra Mundial, fornecendo-lhe ajuda de 11.000.000.000 de dólares, quantia que a URSS jamais devolveu.

    Foi Roosevelt quem deu a Stalin o “direito” de ocupar 11 países na Europa, acabando neles com a “liberdade de expressão” tão cara à mentalidade americana e tão exigida pela Constituição yankee.

    Foi o Presidente dos EUA, Harry Truman, quem deu a China a MaoTsé Tung.

    Foi Kennedy quem favoreceu as reformas socialistas na América Latina, e quem prometeu a Castro que jamais os EUA atacariam ou permitiriam que se atacasse Cuba. Foi Kennedy quem favoreceu a subversão comunista na América Latina. Foi Kennedy quem financiou as famigeradas reformas de base – sempre de caráter socialista — na América Latina, através da “Aliança para o Progresso”. E grandes Fundações capitalistas davam dinheiro para os que resistiam aos militares, no Brasil…

  6. Esse recalcitrante ex KGB e agora diretor do FSB (KGB moderna)pensa que todo mundo é idiota e sempre subestimou aos “babacas” latino-americanos porém o que ele não sabe e que existem arquivos sobre todas as operações e atividades de seus sicários de diferentes níveis com participação em atentados terroristas e infiltração desenvolvida em muitos países latinos e o resultado nefasto de tudo isso é o caos ao qual pretendem levar ao mundo…sem chance !!

  7. Pode-se acrescentar que o mesmo se diz com muito mais pertinência do comunismo, que é, sempre foi e sempre será. Por isso Plínio Corrêa de Oliveira nunca descurou desse perigo, alertando sempre a opinião pública para as novas versões marqueteiras, como terceira via, ou as intruduzidas por palavras-talismãs, como diálogo, utilizadas por essa ideologia para enganar os incautos.
    O mesmo vale para a China, que desde há mais de trinta anos (até hoje) deixa alguns burgueses liberais do ocidente babando de simpatia, porque ela deu então algumas migalhas de liberdade, permitindo umas merrecas de propriedade para camponeses (certamente cupinchas comunas).
    Um mero aceno de política mais leve, empolga certa parcela ocidental de opinião excessivamente otimista e despreocupada.
    Hoje, ainda, é assim, por exemplo com a jogada pretensamente cristã de Putin ao insinuar-se defensor do cristianismo, denunciado recentemente pelo IPCO. E também com a China, para a qual o macro capitalismo, e até o médio capitalismo, dá sua valiosa contribuição (com empresas lá montadas a custa de trabalho escravo desse país), traindo assim o mundo livre, a verdadeira democracia e… o povo chinês, escravo há décadas dessa “vergonha do nosso tempo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome