Desejar a paz é estar disposto a pegar em armas para conquistá-la

0

Nesses dias de uma guerra que poderá se estender pela Europa, talvez até para o mundo inteiro, seguem alguns pensamentos para refletirmos

 “Ouvireis falar de guerras e de rumores de guerra. Atenção: que isso não vos perturbe, porque é preciso que aconteça. Mas ainda não será o fim.”

(São Mateus 24, 6)

.

“Preparai-vos, sede corajosos e estai prontos desde a manhã para o combate a essas nações que estão unidas para nos arruinar, a nós e tudo o que possuímos de sagrado.”

(I Judas Macabeu 3,58)

.

“Eu não temeria ir à guerra. Com que alegria, por exemplo, no tempo das cruzadas, teria partido para combater os hereges. Sim! Eu não temeria levar um tiro, não temeria o fogo!”

(Santa Teresinha)

.

“Pax quaeritur bello.”

[Procura-se a paz por meio da guerra]

(Expressão latina)

.

“É próprio ao belicismo fanático delirar e agredir. É próprio ao pacifismo fanático fechar os olhos, ceder, recuar.”

(Plinio Corrêa de Oliveira)

.

“Não sabemos a totalidade das armas da terceira guerra mundial, mas as da quarta serão o arco e a flecha.”

(Albert Einstein)

Deixe uma resposta