E o Sangue de São Januário não se liquefez …

0

NÁPOLES, Itália, 17 de dezembro de 2020 (LifeSiteNews) – O sangue coagulado (seco) de São Januário não se liquifez na quarta-feira, um dos três dias de cada ano em que o milagre acontece.

“Historicamente, quando o sangue dele não liquifica … é um mau presságio”, escreveu o padre blogueiro padre John Zuhlsdorf.

Um milagre observado desde o século XIV

O milagre trianual da liquefação do sangue de São Januário foi relatado pelo menos desde o século 14 e ocorre em pelo menos três datas específicas todos os anos: a festa do santo dia 19 de setembro, o sábado antes do primeiro domingo de maio, e 16 de dezembro, que é o aniversário da erupção do Monte Vesúvio em 1631.

“Quando o sangue não se liquefez em 19 de setembro de 1980, um grande terremoto atingiu o sul da Itália dois meses depois, matando mais de 3.000 pessoas”, observou a Reuters.

Descrição sobre esse 16 de dezembro de 2020

La Repubblica relata que “Às 9 horas, o abade da Capela de San Gennaro, Monsenhor De Gregorio, retirou o relicário com o sangue do padroeiro do cofre da capela e levou-o ao altar-mor da Catedral para a celebração da Missa. ” O relicário foi posteriormente devolvido à capela depois que o sangue permaneceu seco sem nenhuma liquefação milagrosa sendo observada.

Tradicionalmente, o fracasso do milagre é visto como um mau presságio, como quando o milagre falhou antes da erupção devastadora do Vesúvio em 1631. De acordo com a Rádio Vaticano, quando o milagre falhou em 1980 “[os] cidadãos de Nápoles associaram isso a o terremoto de Irpinia, quando 2.900 pessoas morreram no pior desastre natural da história do pós-guerra italiano [ou seja, desde 1945]. Antes disso, foi em 1973, quando os napolitanos esperaram em vão que o sangue se liquefasse. Naquele ano, Nápoles foi visitada por uma epidemia de cólera. “

São Jaunuário, século IV, martirizado por Diocleciano

O próprio São Januário era natural de Nápoles, martirizado durante o reinado sangrento de Diocleciano no século IV. Um milênio depois, em 1389, enquanto um padre local processava as relíquias ao redor da catedral de Nápoles, ele testemunhou o sangue começar a se liquefazer e borbulhar. Desde então, as relíquias foram relatadas para se liquefazer milagrosamente em pelo menos três datas específicas a cada ano, atraindo vários espectadores e fiéis. Foi notado que ocasionalmente o sangue permanecendo sólido, geralmente precedendo um “surto de doença, fome, guerra ou repressão política”, de acordo com Milagres da Igreja.

Liquefação em presença do Beato Pio IX

O Sangue de São Januário se liquefez na presença do Beato Pio IX

Ainda segundo LifeSiteNews: “Vários papas veneraram as relíquias ao longo dos séculos, mais recentemente com a visita do Papa Francisco à Catedral de Nápoles em março de 2015. Depois que Francisco deu uma bênção com a relíquia, o cardeal Sepe, o arcebispo de Nápoles, percebeu que o sangue estava parcialmente liquefeito. A última vez que o milagre aconteceu com o sangue na presença de um papa foi quando Pio IX a visitou em 1848; as visitas do Papa Bento XVI e de João Paulo II não resultaram na liquefação milagrosa.”

Motivos de apreensão não faltam

Os avisos de Nossa Senhora de Fátima, há um século, as suas graves admoestações e convite para uma emenda dos homens, para a recitação do terço, para a conversão — continuam plenamente atuais.

Uma grande Confusão abateu-se sobre as Nações neste 2020 gravemente acelerada ou explorada por uma Pandemia que permanece inexplicável em tantos pontos de vista. Insegurança, incerteza na população, fechamento de igrejas, redução drásticas no numero de fieis presentes, ausencia de Sacramentos, medidas ditatoriais de tantas governantes e especialmente de alguns governadores brasileiros.

Nossa reação face à intimidade só pode ser uma: afirmação da nossa Fé, confiança em Nossa Senhora, reparação sincera e profunda diante de tanta tirania que nos fazem lembrar os tempos de São Januário, sob o látego de novos Dioclecianos.

Confiança, disse Nosso Senhor, “eu venci o mundo”.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/bad-omen-miracle-of-st-januariuss-blood-fails-blood-doesnt-liquify

Deixe uma resposta