26 de agosto

Esta é a verdadeira imagem da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão aplicada em sua últimas consequências como de fato ocorreu.

1789: – No início da Revolução Francesa, a Assembléia Constituinte aprova a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, inspirada na declaração de independência americana de 1776. Isso marcou o fim do Ancien Régime e a entrada de nova era. O papa Pio VI condena essa declaração.

1897: – Falece Teresa de Lisieux, que se tornaria Santa Teresinha do Menino Jesus.

1972: – O Arcebispo de Manizales, Colômbia, D. Duque Villegas, elogia a TFP colombiana e o livro Reforma Agrária, Questão de Consciência.

1978: – Na Cidade do Vaticano o cardeal Albino Luciani, arcebispo de Veneza, é eleito papa com o nome de João Paulo I. Falecerá um mês depois.

1985: – É reunido um congresso a 25 kms de Roma contra o celibato, representando 70.000 padres casados do mundo inteiro.

Deixe uma resposta