“Não se pode propagar perversão alguma. Tais eventos como as paradas gays provocam grandes prejuízos às crianças”.

Dois exemplos de autoridades governamentais cumprindo o dever de defender a família, protegendo-as de ataques incessantes da “revolução homossexual”.

Como, infelizmente, são raras tais autoridades em nosso País, aqui transcrevo as notícias (uma da Lituânia e outra da Colômbia).

Parlamento da Lituânia considera lei que proíbe a homossexualidade

Hilary White

VILNIUS, Lituânia, 17 de novembro de 2010 (Notícias Pró-Família) — Depois da violência da parada do orgulho gay de maio passado em Vilnius, o Parlamento da Lituânia está considerando a aprovação de uma lei que proibiria outras manifestações homossexuais públicas.
A versão preliminar da lei propõe impor multas entre 2.000 e 10.000 litas por “promover publicamente as relações homossexuais”. Na primeira leitura na sexta-feira, a lei recebeu 31 votos a favor e sete contra, com a maioria dos 141 legisladores se abstendo, de acordo com a revista The Baltic Course.
Uma segunda votação é aguardada para dezembro, conforme reportagem da revista online.
Petras Grazulis [foto acima], membro do Partido Ordem e Justiça e o legislador que colocou em pauta o projeto de lei, disse para os meios de comunicação: “Não se pode propagar perversão alguma. Tais eventos como as paradas gays provocam grandes prejuízos às crianças”.

“Não haveria mais licenças para a realização de várias paradas gays e nenhuma tensão na sociedade”, disse ele, chamando a homossexualidade de uma “perversão social”.

Confrontos na primavera passada entre ativistas homossexuais e manifestantes anti-homossexualismo resultaram em 12 detenções, com a polícia recorrendo a gás lacrimejante nos momentos em que ocorreram brigas entre os manifestantes de ambos os lados depois que a prefeitura de Vilnius deu permissão para o evento prosseguir.

Os confrontos fizeram com que os legisladores lituanos apresentassem o projeto de lei para proibir eventos futuros.

Em março, o Movimento de Reforma Lituana, uma organização pró-família, enviou uma carta aberta dirigida aos legisladores e ao prefeito da cidade de Vilnius condenando a aprovação. A organização disse que se opõe às “agressivas políticas que promovem a homossexualidade e sua ideologia” que a União Européia promove: “Não precisamos nem dos burocratas da Comissão da UE — os mediadores dos homossexuais — nem das reuniões de quaisquer membros das minorias sexuais da Lituânia”.

A Lituânia, que se uniu à União Européia em 2004, tem até agora resistido às pressões da UE e das organizações homossexuais internacionais de pressão política para legalizar o “casamento gay” ou as parcerias civis de mesmo sexo, embora a atividade homossexual tenha sido descriminalizada em 1993. Em junho do ano passado lobistas pró-família tiveram sucesso em aprovar uma lei que proíbe a propaganda homossexual nas escolas, recebendo muitos protestos da UE.

Tribunal da Colômbia se recusa a impor “casamento” gay na nação

Matthew Cullinan Hoffman

correspondente na América Latina

BOGOTÁ, Colômbia, 16 de novembro de 2010 (Notícias Pró-Família) — Numa decisão surpreendente, o ultraliberal Tribunal Constitucional da Colômbia recusou um pedido de impor o “casamento” homossexual na nação da América do Sul.

Num veredicto de 5 a 4 dado na última sexta-feira, o tribunal se recusou a dar uma decisão num processo judicial que estava requerendo que o Tribunal mudasse o código civil da nação para permitir “casamento” entre indivíduos do mesmo sexo.

O artigo 42 da Constituição da Colômbia declara: “A família é o núcleo fundamental da sociedade. É constituída por ligações naturais ou jurídicas, pela decisão livre de um homem e uma mulher de contraírem matrimônio ou pelo desejo responsável de fazer um”.

O atual código civil reflete a definição tradicional de casamento na Constituição, declarando que o casamento é “um contrato pelo qual um homem e uma mulher se unem para o propósito de viver juntos, procriar e ajudar um ao outro”. Por ora, o código permanecerá intacto, embora o fato de que o tribunal não tenha querido dar um veredicto deixe a porta aberta para uma futura decisão sobre o assunto.

A recusa do tribunal de agir corre em sentido contrário a uma série de decretos judiciais que ele vem tomando, revogando proibições contra o aborto em casos de estupro e exigindo que todas as escolas ensinem programas de educação sexual a favor do aborto e da homossexualidade. As decisões impopulares estão provocando uma repercussão negativa de protestos e estão levando o Partido Conservador da nação a lançar uma campanha para emendar a constituição para proteger o direito à vida em todos os casos.


Fontes:
Cobertura relacionada de LifeSiteNews: Prominent Political Party Launches Campaign to Restore Right to Life in Colombia
http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/nov/10111101.html
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/nov/10111608.html

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 

6 COMENTÁRIOS

  1. Os patrulheiros políticos gays têm apoio estatal (verbas públicas subsidiam essa sujeira), apoio de entidades civis e políticas (OAB, STJ, entre outros), delirantes ambições políticas e muito dinheiro, no entanto, jamais devemos sucumbir diante da impressão de força, não nos acovardemos diante desse ultraje cultural, pois urge temermos primeiramente a Deus do que aos homens. Noé foi escarnecido e considerado louco ao construir sua arca, Jeremias não temeu aos Israelitas rebeldes, antes declarou todas as palavras de Jeová contra aquela geração obstinada. O Cristianismo, por séculos, foi duramente marcado por martírios e perseguições. Entre os perseguidores havia, já no século I, os gnósticos do paganismo greco-latino, seitas políticas e castas sacerdotais judaicas como Fariseus, Saduceus, Sicários, Essênios e Herodianos, entre outros. No entanto, sempre que se declaram as perseguições sofridas pelos Cristãos, automaticamente, surgem os patrulheiros revolucionários denunciando os crimes da Inquisição – lugar comum. Sabemos que não é possível que qualquer instituição ou sociedade no mundo, por mais zelosa, idônea e fechada que seja, esteja livre de sofrer infiltração e influência de revolucionários que objetivam destruí-las a partir de dentro. O Cristianismo não é diferente e até hoje sofre essa influência maldita de ideologias mais preocupadas em construir um reino de delícias terrestres (“Justiça” Social, Igualitarismo, licenciosidade sexual – bandeiras revolucionárias) do que com uma perspectiva divina de Vida Eterna, salvação e resgate de almas. A cultura revolucionária que nos ataca hoje é herdeira daquele velho paganismo homicida do passado. Resistamos à sedução maligna e ameaças desse inimigo. Faremos um bom combate. Deus nos abençoe e nos livre das ataduras dos malignos.

     
  2. Eu acho é graça nisso tudo. A televisão nas telenovelas mostram o absurdo, chega a doer ver tanta mediocridade, mas eles estão conseguindo devagar ir incutindo nas mentes das massas (de manobra) um sentimento homossexual, basta analisar que homossexuais sempre existiram desde que o mundo é mundo, e sempre são uma minoria, eu não tenho nada contra eles, pelo contrario respeito os, como se fossem heteros, não vejo nenhum motivo para descrimina los, mas me dou ao direito de discordar dos meios de comunicação que ao inves de tentar ajuda los psicologicamente, invertem as coisas tentando fazer calar a maioria. depois união matrimonial entre homossexuais não existe, afinal basta entender que matrimonio existe para unir um homem e uma mulher para que estes tenham filhos, e duas pesosas do mesmo sexo não podem ter os filhos, ai vem a midea e fala em adoção, mas que cabeça teria uma criança que teria dois homens ou duas mulheres como seus pais…seria como ser um elefante azul. O estado devia fazer a lição de casa fortalecer a familia e dar segurança, saude, educação, é para isto que eles estao lá, e não para inverter valores

     
  3. 2 países que no cenário mundial não tem certa importância “economica”, mas que caminham no rumo certo na presevação da entidade maior que é a família. Enquanto isso o Brasil, todo pomposo, que vai sediar copa do mundo, olimpiada, é um dos maiores forncedores de alimento no mundo, e por aí vai… se porta como verdadeiro ignorante, querendo imitar o mal exemplo dos outros países, instituindo casamento gay, aborto e outras atrocidades. Será que é tão dificil pegar os bons exemplos, como esses da Colômbia e da Lituânia?

     
  4. Quem segue o bom caminho suporta todas as penitências

    Neste momento terrível no qual as forças do dilmolulismo parecem triunfar sobre a nação indefesa, precisamos mais do que nunca perseverar no sagrado combate pela libertação total das chagas marxistas opressoras do Brasil.

    Tenhamos fé, amados irmãos numerários e supranumerários, pois à partir de São Paulo conseguiremos livrar todo o país das hostes petistas para o nosso bem. Lembrem-se, o comunismo malévolo foi derrotado na Polônia pelos santos homens, haveremos de derrotá-lo aqui também com a força de nossas ações e orações.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome