Uma notícia tem circulado pela Internet, com dados muito confusos a respeito de um panfleto que relacionaria as campanhas dos presidenciáveis com a TFP e com o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, e que teria sido distribuído numa reunião do PSDB.

O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira esclarece a esse respeito que é apartidário e não confeccionou  o referido panfleto, de cuja existência, aliás, só tomou conhecimento pela Internet.

Entretanto, o Instituto disponibiliza neste site estudos doutrinários sobre temas da atualidade. Esses estudos são de livre reprodução pelos interessados, desde que citada a fonte.

Algumas das frases reproduzidas no panfleto, segundo as notícias referidas, foram de fato extraídas de nosso site e dizem respeito ao Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3).

Mas não há em nosso site nem em nossas publicações, qualquer indicação de candidato, seja da candidata Dilma Roussef seja do candidato José Serra ou outro. Tais aproximações ficam por conta de quem redigiu o panfleto ou as notícias a respeito.

O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira esclarece ainda que não fala em nome da TFP, cuja diretoria está provisoriamente em mãos de dissidentes, enquanto não se resolve uma pendência judicial.

17 COMENTÁRIOS

  1. @Teodoro Alves
    Parece que esse individuo foi mais um cegado pelo comunismo que tanto mal fez e quer continuar causando a humanidade!!! Vc. está muuuuito mal informado sobre as origens do famigerado pndh3. Procure sair do casulo pintado de vermelho!!!

  2. Sempre venho aqui quando quero Informações! E este site também é visitado por meus Familiares e amigos, a quem o propaguei. Estamos, é claro, com a candidata Dilma. Mas esclarecemos que não fazemos campanhas e nem nos responsabilizamos pelos emails que denigrem o adversário. E a campanha de Serra também não deve ser responsabilizada pelos atques e difamações a Dilma. Radicais, dos dois lados, tentam montar um cenário de guerra, o que é péssimo para o Brasil, para Nossas Familias e até para estes fanáticos. Paz e Justiça, Familia Unida, Povo Educado!

  3. O sr. (a) Silter diz que “a democracia nunca esteve tão viva neste governo”.

    Para além do barbarismo gramatical (antes do “neste” a gente coloca o “quanto” ou o “como”, sabe…), gostaria de repreender energicamente os missivistas que protestaram contra o sr. (a) Silter.

    Os senhores não notaram o alcance das palavras (de bronze? Perdoai-lhe, meu amado poeta Horácio!) do sr. (a) Silter.

    A sua idéia de democracia diz respeito antes às “repúblicas populares” das colônias soviéticas e dos regimes dos camaradas Mao, Pol-Pot e Fidel que às democracias representativas dos Estados Unidos, da Inglaterra e até desse belo país do Chile, cujo admirável desenvolvimento sustentável e estabilidade institucional é obra de um “ditador”, o saudoso General Augusto Pinochet.

    Meus amigos, deixemos o sr. (a) Silter “ciltar” em paz…

  4. @Silter
    Esse cidadão ou cidadã (Silter), porque não se identifica corretamente, é típico do lulo-petismo.
    Diz ele(a) que tudo foi discutido com a sociedade, e, não foi tirado na surdina, e, isto é prática comum nos govêrnos totalitários, como o do lulo-petismo. Como esse indivíduo, explica, então, que desde 2004, 2007 e agora 2010, esse (des)govêrno insiste em aprovar, à qualquer custo, esse malfadado PNDH-3 (3ª.versão) um emaranhado confuso e estapafúrdio, de propostas aprovadas, em conferências que ninguém conhece, apenas, os petistas e membros do ‘politburo-lulo-petista’. Apenas uma última constatação, esse famigerado PNDH-3, de humanos direitos não tem nada.

  5. DO INTERESSE DA SOCIEDAE…

    segundo o comentarista SILTER o PNDH-3 surgiu por sugestões da Sociedade e não do Governo.”confererencias municipais, estaduais etc.o povo teve voz, a democracia nunca teve tão viva neste Governo”. Bela constatação… Gostaria que o Silter explicasse minha dúvida sobre seus”lógicos argumentos” quanto ao seguinte: uma porção do povo brasileiro que já atinge quase um milhão e meio, terá também o mesmo direito nesta democracia? Essa poção está solicitando ao Legislativo pelo cartão amarelo que, não aprove este projeto o PNDH-3. Ou uma porção tão significativa assim não pode ter voz e o mesmo direito? E, se não tiver, como fica a democracia neste Governo? Com a palavra o Silter. Cordialmente Garcia de Sena

  6. Parabéns pela denúncia contra o PNDH-3, um plano lançado no silêncio, sem nenhuma participação da sociedade civil, ao contrário do que os pró-plano dizem. Ninguém conhece esse plano, a sociedade não participou de sua elaboração e ele é contrário aos interesses dos brasileiros.

  7. Sempre tem oportunistas a semear a cizania, a discordia. Para se apurar os fatos pode ser que tenha que assentara poeira, pois há muito conversa, pouco resultado e muitos aproveitadores a tumultuar o processo. Mas não devemos esmorecer enquanto isso, pois aparentemente só mudaram o discurso.

  8. Não tem candidato, né??? Ahã… Muitas coisas dissimuladas são faladas a respeito do PNDH 3. Esse plano surgiu do interesse da sociedade. Foram propostas que vieram das diversas Conferências (municipais, estaduais e nacional) ao longo do governo Lula. São sugestões da sociedade não são do governo. O controle social da mídia, por exemplo, surgiu de propostas da Conferência Nacional de Comunicação. O combate a homofobia, da Conferência Nacional de Direitos Humanos. E assim por diante. Um dos grandes méritos do governo Lula é que o povo teve voz, coisa que outros tantos governo tiveram oportunidade e nunca fizeram. A democracia nunca esteve tão viva neste governo.

  9. Eu noto no proceder dos membros deste Instituto que são os autênticos discípulos do Prof. Plinio esta nota de esclarecimento comprova. Há pescadores em águas turvas, que gostam de confusão.

  10. Acho que foi Heidegger quem que “a palavra era a morada do ser”.

    Olha só o que esse sr. Cláudio José Allgayer disse. Praticamente ilegível. Até o Paulo Coelho escreve melhor.

    Mas, como bem insinuou o famoso pensador alemão (do qual, aliás, não gosto muito…), sendo a palavra, ou a expressão verbal, a própria morada da existência, quando esta prima pela vacuidade, aquela é o protótipo do caos e da insipidez…

    Não dá pra respeitar quem procura névoas num dia claro de sol…

  11. Lamento,mas achei o esclarecimento tíbio e claudicante,em dissintonia com as corajosas e lúcidas argumentações contra o PNDH-3. Se existe candidato que participou da elaboração do malfadado texto e o patrocinou,enquanto integrante de governo que o gestou, nada vejo de censurável na associação entre o panfleto e o autor intelectual das posições utilizadas nele(panfleto). D’outra forma,talvez fosse adequado reproduzir a íntegra do panfleto, como matéria jornalística citada.
    Claudio- Porto Alegre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome