Para consumo ocidental: propriedade respeitada em Wenling, Zhejiang
Para consumo ocidental: propriedade respeitada em Wenling, Zhejiang

A mídia ocidental difundiu a fotografia assaz singular de um prédio em Wenling, na província chinesa de Zhejiang, que teria forçado o governo comunista a desviar o percurso de uma nova estrada.

Pouco depois, o governo marxista teria pagado certa soma de dinheiro aos proprietários.

Os donos, então, teriam concordado em abandonar sua casa, logo demolida em favor da estrada.

A “mensagem” foi de que o comunismo respeita a propriedade privada!

Em verdade, o fato tem o sabor de montagem propagandística.

Essa montagem visa desmentir as crescentes denúncias de violências desumanas contra pequeníssimos proprietários.

Fim da encenação: demolida após pago de indenização
Fim da encenação: demolida após pago de indenização

Os proprietários são forçados violentamente a abandonar suas casas para realizar planos faraônicos e irrealistas do governo socialista.

Nas últimas três décadas, a frequente violência das expropriações de terrenos e moradias trouxe cruéis efeitos colaterais – denunciou a ONG Anistia Internacional.

Em consequência, multiplicam-se os protestos e as reações populares.

Anistia Internacional analisou 41 casos ocorridos entre janeiro de 2009 e o mesmo mês de 2012.

Segundo seu relatório, as operações de tomada dos imóveis frequentemente são permeadas por agressões, prisões, sequestros e mortes.

Na cidade de Wuhan, por exemplo, uma mulher de 70 anos foi enterrada viva por uma retroescavadeira quando tentava evitar a derrubada de sua casa.

Mulher entra em desespero vendo sua casa demolida em Yangji, Guangzhou
Verdadeiro rosto da realidade: mulher entra em desespero vendo sua casa demolida em Yangji, Guangzhou

Em Wenchang, umbebê foi tomado da mãe até que a família concordasse com o confisco de sua residência.

Também há registros de auto-imolações de moradores de locais expropriados.

Segundo a legislação chinesa, todos os terrenos do país pertencem ao governo, que pode requisitá-los a qualquer momento.

É o socialismo totalitário que odeia ideologicamente o princípio da propriedade privada e age de modo inclemente contra a população que naturalmente deseja uma casa para a família.

5 COMENTÁRIOS

  1. O poder é tão maléfico que o próprio Jesus o desprezou. Os santos o excluíram de suas vidas. Jesus bem o disse: “Meu Reino não é deste mundo… “, reino da ambição e da materialidade. Jesus foi condenado e crucificado, enquanto Barrabás encontrou guarida nos corações dos povos. E até hoje escolhemos/elegemos Barrabás nas urnas eleitorais. Taí o resultado… Nas igrejas os Césares pedem e o povo “dá a César o que é de César” iludidos de que estão dando a Deus e/ou a Jesus… Está claro que o que “é de César” não se dá a Deus… “Para o bom entendedor meia palavra basta”.

  2. É chocante ver o desespero humano. Hoje, o planêta passa por alterações em todos os níveis
    seja político,social,econômico,religioso,qualquer que seja a área de atuação humana, certamente houve alguma mudança. A truculência utilizada faz parte de todas ideologias e
    tendências. O que se pode de momento é refletir que a TERRA comportaria 40 bilhões de habitantes vivendo dignamente, (educação,saúde.trabalho,alimentação,moradia,transporte
    etc.), e somos pouco mais de 7 bilhões, e vivemos essa vida medíucre, vitimados por uma mídia nefasta, nociva, que nada faz de bem para o homem, sua família, sua pátria.
    PAZ E BEM À TODOS

  3. O termo “para o bem da sociedade” não ficou bem, pois quem são os useiros e vezeiros das ações maléficas são os tiranos, ditadores comunistas e socialistas que tudo fazem para permanecerem no poder. Não há alternância e os sucessores cada vez mais fazem as piores coisas, como vemos inclusive na Korea do Norte, etc, etc.

  4. São os chineses que estão fazendo escola para os falsos ambientalistas e para os invasores de propriedades e terras produtivas ( o MST e seus tentáculos ) , ou os brasileiros ( MST , falsos teólogos e outros criminosos ) é que foram fazer estágio por lá ? Tenho insistido na mesma tecla : o comunismo está batendo nas nossas portas com o fuzil em riste, camuflado de flores …

  5. Impactou-me a foto da mulher em prantos desesperada pela visão da demolição de sua casa. Eu proponho que nós nos imaginemos lutar a vida toda para comprar uma propriedade (um bem móvel ou imóvel) que seja o sonho de cada qual. O as leis do país o permite e você depois de muito tempo consegue realizar esse sonho, mas de repente, as coisas mudam e a propriedade privada é abolida para o bem da sociedade. Vocês acham justo?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome