Lições da História: também Hitler tinha medo das “fake news”

0

Hitler amordaçou a mídia francesa, após a defecção do Marechal Petain, que assinou o “Armistício” entregando parte de França a Hitler.

Entende-se perfeitamente a utilidade da astúcia do ditador nazista: as agências telegráficas seriam uma fonte de “desinformação” e continuariam alimentando a reação francesa contra a ocupação do País pelas tropas nazistas, e poderiam denunciar a cumplicidade de Petain.

Petain e Hitler

O Armistício seria a nazificação da França!

Estas palavras “hurlent de se trouver ensemble” [urram de se encontrarem juntas], e nossa pena treme de terror ante a enormidade da expressão que escreveu. Nazificação significa paganização, e a nazificação da França será, pois, a paganização da primogênita da Igreja. Nazificação significa proletarização, e a nazificação da França significa, pois, a proletarização do país em que as belas maneiras, a distinção, o “air de cour” [o ar de corte, n.d.c.], atingiram a expressão mais alta e mais genuínaÉ a pátria do minueto que se pretende d’ora em diante fazer marchar com o “passo de ganso”. É a literatura francesa, fina, leve, cristalina, nobre, que se pretende aviltar com a introdução do calor nazista, pesado, insolente, gotejando barbárie. Não há um só espírito bem formado que não considere esse empreendimento uma abominação. E é esta abominação que se pretende perpetrar!, escreveu o Prof. Plinio https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG_400714_nazificacao_da_Franca.htm#.Ys7m7XbMJjE

Sete Dias em Revista, 1940

Telegramas de anteontem nos deram notícia de que até aquela data Fortes da Linha Maginot ainda resistiam ao inimigo [nazista], não se conformando com a defecção do governo francês ante os nazistas. Esse fato é sintomático e constitue mais um elemento probante da repulsa com que os franceses receberam o Armistício de Petain.

“Na França, inteiramente isolada do mundo pela astúcia de Hitler, — que exigiu a cessação de todas as atividades telegráficas afim de dividir o País — e assim mais facilmente impor-lhe o novo regime totalitário para o qual não faltarão os “Quislings”, essas pequenas notícias devem ser tomadas em toda a extensão do que realmente traduzem.”

Hitler não conhecia as “fake news”

Hitler ainda não conhecia a expressão “fake news” mas sabia perfeitamente como utilizá-la para o domínio nazista na França.

Então, ficam proibidas “todas as atividades telegráficas”.

Se tivesse, em 1940, internet, redes sociais … ele teria sido mais explícito e mais eficaz em seus atos ditatoriais.

***

Lições da História, só os ingênuos poderão cair nas armadilhas.

A CPI da Covid, de infeliz memória, tentou estigmatizar defensores da Vida; para a CPI várias palavras seriam “desinformação”. Lula, diversas vezes tem falado do controle da imprensa da internet. Hitler também fez, a seu tempo, o mesmo processo ditatorial.

Fonte: Legionário, 7 de setembro de 1940 – Secção 7 Dias em Revista

Deixe uma resposta