Lockdown em baixa: Madri diz “não” ao socialismo

0

“Bruxelas — Com uma campanha contra restrições rígidas antipandemia (lockdown, especificamos) e ataques aos socialistas do governo central, a candidata de centro-direita Isabel Díaz Ayuso, 42, reelegeu-se para o governo de Madri — a mais rica região da Espanha.”

Esquerda em baixa

Seu Partido Popular (PP), que controla Madri há 26 anos, mais que dobrou a participação na Assembleia, passando de 30 para 65 assentos — são necessários 69 para a maioria —, com 99% dos votos apurados.”

O resultado incontestável da candidata conservadora na capital espanhola deve projetá-la como uma das principais forças políticas nacionais. Durante a campanha, dominada pela pandemia, ela apostou no cansaço da população com as restrições e quarentenas e atacou o governo central por prejudicar Madri.”

A rejeição à esquerda levou um número recorde de eleitores às urnas: A taxa de participação nas eleições regionais de hoje na Comunidade de Madrid atingiu uma dimensão histórica, com 80,73%, apesar de se terem realizado no contexto da pandemia de covid-19, indicam os dados oficiais da votação.

***

Lockdown socialista tem eficácia comprovada: produz miséria, fome e rejeição popular

Mais um exemplo da eficácia comprovada: o lockdown socialista provoca a rejeição popular. No Brasil, os gestores do lockdown também são rejeitados. As manifestações de 1 de maio provaram, por todo o Brasil: queremos liberdade de ir e vir, trabalhar.

O socialista PSOE, do primeiro-ministro Pedro Sánchez, perdeu assentos na Assembleia de Madri: dos 37 atuais, conquistou 24. Seu potencial aliado de esquerda Podemos cresceu de 7 para 10 cadeiras.”

Somando os 65 assentos do PP e os 13 do Vox, o bloco de direita totaliza 78 votos e aumenta para 20 a liderança em relação ao de esquerda, que conquistou 58 cadeiras (24 do PSOE, 24 do Más Madrid e 10 do Podemos). Dois anos atrás, essa diferença era de quatro assentos.

“Após o resultado, Pablo Iglesias, do Podemos, disse que abandonará os cargos e a política. Iglesias, 42, havia renunciado ao cargo de vice-premiê da Espanha para disputar essa eleição regional.”

***

A rejeição às medidas

Agradeçamos à Nossa Senhora Aparecida a proteção especial do Brasil: o lockdown socialista desses gestores de senzala não conseguiram tranformar o Brasil na sua sonhada Venezuela.

Brasileiros, estejamos alertas!.

Fonte: Folha de S. Paulo, quarta-feira, 5 de maio de 2021 – Campanha contra lockdown reelege governadora de Madri

Ana Estela de Sousa Pinto

Deixe uma resposta