Lula marca mais um gol contra o Brasil

    Wilson Gabriel da Silva

    O presidente Lula marcou mais um gol contra o seu próprio time, em inconsistente entrevista sobre o conflito, por enquanto diplomático, entre a Colômbia e a Venezuela, a propósito da denúncia feita pelo presidente colombiano Alvaro Uribe comprovando a presença de dezenas de acampamentos de guerrilheiros das Farc em território venezuelano.

    Em longa e demagógica entrevista ao lado de Diego Maradona, o presidente Chavez reconheceu a existência dos acampamentos das FARC em seu território… mas a culpa seria da Colômbia que deixou os guerrilheiros passarem a fronteira!

    A Venezuela rompeu relações diplomáticas com a Colômbia e Chavez ordenou o envio de tropas para a fronteira com o país vizinho.

    Mas o presidente Lula não vê nenhum conflito sério. Apenas “conflito verbal”. “Temos (ele e Chavez?) de ter paciência… até que [o recém-eleito presidente] Santos [da Colômbia] tome o poder”.

    O atual presidente da Colômbia, viu nisso mais que um desaforo e deplorou a atitude do presidente brasileiro: Lula apresenta o caso como se fosse uma simples briga pessoal Álvaro Uribe e Hugo Chavez.

    O comentarista Alexandre Garcia destacou o mal-estar criado na América Latina pelas declarações de Lula. E viu aí mais uma derrota da “diplomacia” brasileira, depois das intromissões indevidas em Honduras, no apoio às reivindicações atômicas do Irã e na briga entre árabes e judeus. Uma verdadeira “catarse extemporânea de terceiro-mundismo”, conclui Alexandre.

    Mais um gol contra de Lula. O problema é que o maior prejudicado é o Brasil.

    Veja também em video o que diz Alexandre Garcia sobre esse assunto no portal da Globo.