Macron, aborto e a ditadura anticatólica da UE

0

França, filha primogênita da Santa Igreja, geme sob a opressão de Emanuel Macron. Já conhecemos o desprezo de Macron pela onda conservadora no Brasil, sua prepotência com relação à Amazônia, sua hostilidade ao governo brasileiro, sua agenda pró aborto.

Macron pede que aborto seja incluído na Carta dos Direitos Fundamentais

“O presidente francês, Emmanuel Macron, pediu na quarta-feira que o “direito” ao aborto seja adicionado à Carta dos Direitos Fundamentais da UE.19/01/22 18:42

(NCR/InfoCatólica) Em seu discurso perante membros do Parlamento Europeu em Estrasburgo (leste da França) em 19 de janeiro, Macron disse que a declaração de direitos deve ser revisada.

“Devemos atualizar esta carta para ser mais explícito em reconhecer o direito ao aborto ou proteger o meio ambiente”, disse ele.

E acrescentou:

“Vamos abrir este debate livremente com nossos concidadãos… para dar nova vida ao pilar da lei que forja esta Europa de valores fortes.

A Carta da UE, ratificada pelos Estados-Membros em 2000, reconhece o direito à vida, mas não menciona o aborto. (1)

É a França, usando de sua influência, para promover a Revolução sexual no Ocidente.

Veremos, na conclusão, a apóstrofe e o desejo veemente de São Pio X pela conversão da França.

Conversão de Clóvis, rei dos francos, em 496

“Em Tolbiac feriu-se sangrenta batalha e a vitória pendia para o lado dos Alemanos. Nas fileiras dos exércitos de Clovis reinava já desordens e ele mesmo corria risco de ser aprisionado. Nesta suprema angústia, Clovis se lembrou das palavras que a esposa lhe dissera na despedida e, olhos e mãos elevadas ao céu, assim rezou: “Ó Deus de Clotilde valei-me! Se me libertares desse perigo e me concederes a vitória, acreditarei em Vós e a vossa religião será introduzida no meu reino”Imediatamente as coisas mudaram de aspecto. Um pânico inexplicável apoderou-se dos inimigos, que foram completamente derrotados. Indescritível foi o júbilo dos Francos e do rei, que tão evidentemente acabara de experimentar o poder do Deus dos cristãos.

“Desta vez Clovis cumpriu a palavra. Instruído na doutrina cristã por São Remígio, pelo mesmo santo bispo foi batizado em 496 em Reims, e com ele 3.000 francos receberam o mesmo Sacramento. As ruas da cidade ostentavam ornato pomposo e a catedral achava-se solenemente enfeitada. “É este o reino dos céus, santo Padre?” perguntou o rei ao transpor o limiar da catedral.

“Quando o bispo lhe falou da morte de Cristo na Cruz, Clovis respondeu: “Se eu lá tivesse estado com os meus Francos, nada lhe teria acontecido”. “(2)

São Pio X sobre a França

São Pio X teve essa frase a respeito da França: “Um dia virá – espero que não seja tão longe – no qual a França, como Saulo no caminho de Damasco, cairá rodeada por luz celestial e escutará uma voz: Por quê me persegues? Levanta-te, limpa as tuas manchas, reaviva teus sentimentos e vai-te outra vez, como filha primogênita da Igreja, levar o meu Nome a todos os povos e a todos os reis da terra!” (Alocução consistorial Vi ringrazio de 29 de novembro de 1911, Acta Apostolicae Sedis, Typis Polyglottis Vaticanis, Roma, 1911, p. 657)”

Comenta o Prof. Plinio: “Os senhores estão vendo que até a linguagem é interessante. É uma afirmação: “um dia virá”. Depois, uma conjectura e uma incerteza: “espero que não esteja tão longe”. Aí já não fala o homem que afirma, mas é um desejo, é um cálculo de probabilidade. O cálculo de probabilidade os fatos não o confirmaram. Esse documento foi de 1911. Nós estamos em 1968. Portanto, há 57 anos que isso foi previsto e isso não se deu. Entretanto, os senhores estão vendo que esse é o desfecho para a França. Quando Nossa Senhora diz em Fátima “por fim Meu Imaculado Coração triunfará”, triunfará no mundo inteiro. E entre outros fatos deverá haver, com a conversão geral das nações, a conversão da França. E a conversão da França nós a vemos aqui predita por São Pio X. “Mas vejam bem a coisa: predita como?

“Saulo, para ter esse raio de luz, precisou cair do cavalo. É bem evidente que a França terá que passar por humilhações sem nome, em que ela não possa deixar de reconhecer que está humilhada ao extremo. E aí, nesse momento, quando a prosápia, quando a pretensão do mundo contemporâneo for destruída, então poderemos ter uma França convertida e uma França que seja o Reino de Maria. (3)

***

Vejamos a gravidade:

O Parlamento Europeu votou em junho de 2021 a favor de um relatório que descreve o aborto como “cuidados essenciais de saúde” e que busca redefinir a objeção de consciência como uma “recusa de cuidados médicos”.

Os deputados votaram por 378 votos a favor, 255 contra e 42 abstenções para aprovar o texto, conhecido como Relatório Matić, em sessão plenária em Bruxelas, Bélgica.

O relatório também afirmou que as violações de “saúde e direitos sexuais e reprodutivos” são “uma forma de violência contra mulheres e meninas”.

A maioria dos 27 estados membros da UE permite o aborto mediante solicitação ou por amplas razões sociais, exceto Malta e Polônia, que possuem fortes leis pró-vida.

***

Se Clovis, Rei dos Francos, estivesse à testa do governo francês em 2022 o que faria de Cruzada contra a agenda pró aborto, a socialização e a ditadura da União Europeia. Nossos cumprimentos à Polônia e à Malta que têm fortes leis pró Vida.

Nossa Senhora restaure a realeza social de seu Divino Filho, restaurando a Cristandade, a nossa resposta à UE e ao Great Reset.

(1) https://www.infocatolica.com/?t=noticia&cod=42457

(2) https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG_470601_santaclotilde.htm#.YelmaOrMKMo

(3) https://www.pliniocorreadeoliveira.info/DIS_SD_03_09_68_Sao_Pio_X.htm

Deixe uma resposta