Nova “conquista” holandesa: a partir de março próximo será instalado para toda a Holanda o serviço domiciliar de ajuda para morrer. Seis grupos especializados em eutanásia podem ser solicitados para efetivar o suicídio na própria residência.

Segundo informações divulgadas pela “Associação holandesa para um fim de vida voluntário”, (NVVE) no último dia 6 de fevereiro, grupos constituídos por um médico e um enfermeiro poderão contatar os interessados à domicílio e ali mesmo efetivar a morte solicitada. O motivo apresentado para oferecer esse serviço à domicílio, é que aumentam os casos em que pessoas desejam um auxílio para pôr fim à vida, mas não encontra médicos disponíveis e dispostos a prestar essa ajuda.

A prestação de “auxílio para morrer” (eutanásia) é permitida desde abril de 2002 para os casos em que um paciente padece de sofrimentos insuportáveis, doença sem esperança de cura e tenha repetidas vezes externado o desejo de morrer. O médico executor deve procurar o conselho de um colega. Apelos à justiça só são aceitos para os casos em que existam dúvidas quanto a decisão tomada pelo médico. Caso se confirme que o médico agiu contra as normas estipuladas para efetuar a eutanásia, pode ser aplicada pena de até doze anos de prisão.

Hoje na Holanda, amanhã na Europa e depois no mundo inteiro: a solução para sair da vida de frustração que o “bem estar” materialista e consumista acaba fornecendo aos homens é a fuga para uma suposta libertação de todos os problemas que essa vida não conseguiu resolver.

(Fontes: hath-net e Iniciativa “Nunca mais” 2.2.12)

10 COMENTÁRIOS

  1. A holanda devia sumir do mapa mundi,deveria fazer parte do inferno,sodoma país do pecado,
    imundos fazem parte da obra de satanás,que Deus lhe envie o castigo que eles merecem!

  2. Admiro quem de fato entende bem do nosso idioma, pois sou muito inseguro na pontuação. Talvez por isto, gostei da aula que nos deu o Icandre, sobre o uso da crase. Todavia, em face da gravidade do tema – a Eutanásia, as suas observações foram, pro-eutanásia. Parece até que, não encontrando outra coisa a criticar, deu a aula vingando-se no vernáculo. Estamos numa época que tudo pode acontecer. Mostra-se para alguém um belo panorama ou um trágico por do Sol e, este alguém nos diz: você faltou com a ética, ao apontar estas duas coisa. Não usou o indicador e sim o polegar… Quando se trata da ética em relação a Deus e seus mandamentos é diferente. Pode perfeitamente ser refutável…

  3. Fico pensando na tristeza que DEUS deve estar com as pessoas deste mundo. Elas que agora querem a todo custo morrer, se esquecendo que um dia DEUS as colocou nesta vida, com saúde plena, foram felizes, tiveram filhos, compraram tudo que é material, depois veio a separação, os bens foram divididos, junto com eles a vida foi dividida, DEUS foi dividido, o amor acabou, porque não amaram com o amor de DEUS.É preciso que o ser humano caia na real e lembrem sempre que DEUS é o DEUS da vida e não da morte. E ao abreviarmos nossa morte, pagaremos com toda certeza e bem alto esse valor junto a DEUS. Culpados são tanto os que pedem a morte, e muito mais ainda aqueles que matam, nem DEUS mata, o que o ser humano está pensando. Ah! JESUS MARANATHA!!!

  4. A eutanásia na Europa é um fato irrefutável e irreversível. O velho aqui é considerado problema. Aqueles prédios antigos em Paris, com 4 andares, sem elevador, estão repletos de velhos esperando a morte nos últimos andares, sem sequer poder descer os degraus para passear. São jaulas familiares. No entanto nós brasileiros como não achamos solução para a pena de morte estar sob a tutela dos bandidos, deveríamos ao menos, poupar o vernáculo, pois não se diz “à domicílío”, mas sim “em domicílio”, assim como TV “em preto e branco” ou TV “em cores”. E sem essa de dizer que nada tem a ver, afinal, o vernáculo também deseja sobreviver.

  5. Hoje no mundo moderno ninguém se sacrifica por mais nada, você se casa os filhos crescem e
    casam ai a esposa falece e o pai fica sendo jogado de casa em casa e solitário sem ninguém para conversar ou é a mãe que fica abandonada, ai de repente pode aparecer uma nora que preste e ajude o filho a tomar conta de seus pais, o certo seria isto acontecer, mais hoje se os próprios filhos são estorvo imagina tomar conta também dos sogros que ficaram velhos, é por isso que inventaram os asilos, mais ai custa caro e a eutanasia sai bem mais barato, é o imediatísmo
    de uma sociedade que não sabe amar e amar não é fácil exige sacrifício.

  6. Deve ser a “interrupção da vida”, igual à “interrupção da gravidez” dos petistas e outros comunistas… Aqui no Brasil, a pena de morte está legalizada: bandidos matam cerca de 50.000 pessoas inocentes por ano (se a pena de morte estivesse em poder da autoridade civil, com as primeiras 5.000 execuções imediatas de bandidos, talvez não teríamos nem 1.000 assassinatos por ano…)

  7. Aqui no Brasil estão querendo implantar outro tipo de suicídio: a legalização do consumo de drogas. É mais que sabido que o consumo de drogas frequentemente conduz à destruição de si mesmo. A última vítima delas é a cantora americana Whitney Houston com apenas 48 anos. Parabéns ao ex presidente Fernando Henrique Cardozo notório ativista pró legalização das drogas.

  8. E pensar que o catecismo que utilizávamos tinha por base o catecismo holandez. Na verdade, o mundo não está evoluindo, mas involuindo. Dando marcha-ré, se destituindo da moral e da graça, deteriorando os bons costumes.

    Como diz Paulo Apóstolo: “Aquele que se julga estar de pé, cuide para que não caia”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome