Michael-Moran

O Dr. Michael Moran [foto] foi a Lourdes há 17 anos e hoje faz parte do Comitê Internacional que avalia as curas naquele santuário. Cirurgião, ele explica:

O Comitê é um grupo de profissionais que trabalha com as mais exigentes provas médicas.

O primeiro milagre que ele acompanhou foi o de um doente com um braço paralisado, que recuperou o movimento subitamente, e outro exemplo, nas palavras do Dr. Moran, foi:

um homem que tinha um tumor na pélvis, e você podia ver nas chapas de raios X, mas o osso voltou a crescer, seja na pélvis e no fêmur, de um modo anatomicamente correto e muito difícil de explicar.

Mas, para ele, os milagres são apenas o “topo do iceberg” em Lourdes.

4 COMENTÁRIOS

  1. Eu acredito muito em milagres e Nªsª é o poder incentivador de muitas curas, apenas não sabemos por não ser divulgado. A Mãezinha intercede ininterruptamente junto ao Pai e ao Filho e o milagre acontece. Eu espero este milagre na minha família. Nossa Senhora de Lourdes, Rogai por Nós sempre. CURA!

  2. Os sinais e milagres estão por toda a parte e lugares, mas mesmo assim, o homem continua a descrer na misericórdia e dos milagres. Esses milagres são importantíssimos e maravilhosos! .

  3. O “topo do iceberg”, quer dizer que há muito e muito mais a ser revelado dos milagres que ocorrem em Lourdes.
    Para mim, a conversão de um comunista, ou de um padre ou bispo modernista ou progressista ao Catolicismo é um milagre mais estupendo do que qualquer cura física, por mais incurável que o mal seja.
    Não deixa de ser milagre, que devemos tomar em consideração, tanto mais que as curas de ordem espiritual não se vê, mas existem.

Deixe uma resposta