Médicos aumentam conscientização: Dia mundial da Ivermectina

2

Em um esforço para ajudar a acabar com essa pandemia, uma coalizão internacional de médicos está realizando eventos a nívem mundial para aumentar a conscientização sobre a eficácia da ivermectina como tratamento para a COVID-19.

Dia mundial da Ivermectina

Os organizadores do Dia Mundial da Ivermectina dizem que os médicos e defensores do barato medicamento aprovado pela FDA sediarão eventos públicos e online gratuitos em mais de uma dúzia de países.

Duas associações sem fins lucrativos – Front Line COVID-19 Critical Care (FLCCC) Alliance e o grupo British Ivermectin Recommendation Development (BIRD) – que têm feito campanha para o uso de ivermectina off-label para prevenir e tratar a COVID-19 diz que o foco do evento é: “deixe mais pessoas saberem que o medicamento antiparasitário pode tratar COVID-19, possivelmente acabar com uma pandemia e ajudar a eliminar o medo do vírus do PCC (Partido Comunista Chinês).

Mensagem positiva e edificante

“Temos uma mensagem incrivelmente positiva e edificante para compartilhar: a ivermectina trata e previne a COVID e é a chave para desbloquear o ciclo interminável de picos pandêmicos e restrições pessoais e ajudará a reiniciar as economias”, disse Dra. Tess Lawrie, cofundadora do Grupo BIRD, em um comunicado de imprensa.

Lawrie também é co-autora de um estudo de meta-análise revisado por pares publicado no American Journal of Therapeutics que descobriu que a ivermectina é eficaz contra COVID-19. Lawrie e sua equipe concluiu com um nível moderado de confiança que a ivermectina reduziu o risco de morte em uma média de 62 por cento, em um intervalo de confiança de 95 por cento de 0,19-0,73, especialmente quando prescrito precocemente.


Gráfico que mostra o resultado de todos os estudos de ivermectina COVID-19 em 20 de julho de 2021. (ivmmeta.com, (CC0 1.0))

Revisão de 18 ensaios clínicos randomizados

A FLCCC Alliance também conduziu sua própria revisão de 18 ensaios clínicos randomizados sobre o tratamento de COVID-19 com ivermectina. Eles têm “reduções grandes e estatisticamente relevantes na mortalidade, tempo para recuperação clínica e tempo para eliminação viral”. Os autores também disseram que estudos sobre a prevenção de COVID-19 relataram complicações reduzidas da doença com o uso regular da droga.

Os membros da FLCCC Alliance desenvolveram vários protocolos para a prevenção e tratamento precoce de COVID-19, em vez de fazer com que os pacientes esperem até desenvolver uma doença grave para receber tratamento no hospital. Esses protocolos de tratamento, incluindo um para o gerenciamento de COVID longos, estão sendo usados ​​globalmente.

Após criticar a recomendação “fique em casa” e só procure orientação médica sentindo falta de ar, continuam as conclusões das frentes médicas pró tratamento: “Apesar das evidências mostrando que a ivermectina pode tratar todos os estágios do COVID-19 e reduzir a mortalidade e hospitalização como resultado de suas propriedades antivirais e antiinflamatórias, o FDA não aprovou seu uso.”

E a CPI da Covid continua a sua campanha, tentando desmoralizar e desacreditar médicos que salvam vidas, através do tratamento precoce.

De passagem, perguntamos: quantas vidas a CPI já salvou em dois meses de investigação?

OU, sua preocupação é apenas combater o governo bolsonaro e condenar a hidroxicloroquina?

Censura sem precedentes

Discussões online sobre ivermectina enfrentaram um nível sem precedentes de supressão (censura ditatorial) com médicos alegando que seus vídeos estão sendo retirados ou suas contas do LinkedIn fechadas.

Lawrie disse que sofreu censura com seu trabalho com ivermectina, alegando que seus vídeos sobre uma droga foram removidos e como postagens censuradas nas redes sociais.

“Tenho sofrido muita censura desde que comecei a trabalhar com ivermectina (nunca antes)”, disse Lawrie ao Epoch Times por e-mail. “Minha postagem do meu manuscrito científico publicado com revisão por pares foi removida do LinkedIn.”

Ela também disse que muitas pessoas a informaram que suas contas seriam restritas ou censuradas “se publicassem o trabalho que minha empresa produziu na ivermectina ou informando que eu fiz.”

O Dr. Mobeen Syed, diretor executivo da Drbeen Corp, uma instituição de educação médica online, disse que o YouTube se aposentou três vídeos sobre ivermectina em 24 horas.

***

Médicos brasileiros, a favor do tratamento da covid-19, fizeram brilhante defesa do uso da Hidroxicloroquina, da Ivermectina baseados, também, em sua experiência profissional diária, no front hospitalar.

Nossa homenagem a esses heróis que se expõem ao contágio, que enfrentam a midia de esquerda e o policiamento de setores do judiciário. Sem falar dos prefeitos e governadores petistas e do falso Centrão, esses sim, que serão julgados pela História como imitadores de genocidas por impedirem o tratamento precoce.

Nossa Senhora Aparecida proteja a nossa classe médica da contaminação do vírus e também da pandemia midiática que só divulga mortes e infecções.

Fonte: Doctors Raise Awareness on Ivermectin Treatment for COVID-19 (theepochtimes.com)

2 COMENTÁRIOS

  1. “Médicos brasileiros, a favor do tratamento da covid-19, fizeram brilhante defesa do uso da Hidroxicloroquina, da Ivermectina baseados, também, em sua experiência profissional diária, no front hospitalar.”

    Médicos como a Dr. Nise Yamaguchi que com anos de formação não sabe a diferença entre um vírus e um protosoário?
    Triste ver vocês do IPC passando pano para o governo BolsoLula.

Deixe uma resposta