“Era sábio [o Menino Jesus] de maneira inexplicável, de uma sabedoria unida à infância”.

(Santo Agostinho)

*

“Meu divino Redentor, na medida em que vos abaixastes, fazendo-vos homem e criança, brilharam a misericórdia e o amor que nos mostrastes, a fim de ganhar os nossos corações”.

(São Bernardo)

*

“Que alma haverá tão feroz que não se deixe vencer pelos encantos dessa criança? Que coração tão duro que não se enterneça à sua vista?”

(São Pedro Crisólogo)

*

“Oh acontecimento admirável! Uma virgem se torna mãe, permanecendo virgem! Considera a nova ordem da natureza. Qualquer outra mulher, se permanece virgem, não pode tornar-se mãe; tornando-se mãe, já não conserva a virgindade. Neste caso, porém, as duas qualidades se mantêm. A mesma pessoa é mãe e virgem. A virgindade não a impediu de gerar, o parto não lhe tirou a virgindade. Era conveniente que, vindo para tornar os homens íntegros e incorruptos, o Salvador fizesse seu ingresso na vida humana a partir da integridade total, consagrada a Ele sem reserva”.

(São Gregório de Nissa)

Deixe uma resposta