A Primeira Tentação de Cristo (NETFLIX) injuria e blasfema; não fique indiferente, proteste!

Netflix entra no campo das blasfêmias, injuria Nosso Senhor e afronta os católicos com sua produção “Especial de Natal Porta dos Fundos A Primeira Tentação de Cristo”.

Assine a Petição, clic aqui https://ipco.org.br/diga-nao-a-netflix-que-zomba-de-cristo-no-natal-assine-a-peticao/

O lançamento é para o Brasil, esse mesmo Brasil que se levantou contra a degradação moral, social, econômica da era petista. Esse Brasil que tem uma Pauta conservadora em defesa dos Valores Morais.

O anúncio do site oficial da Netflix na contramão do Brasil católico

“Jesus está fazendo 30 anos e traz um convidado surpresa para conhecer a família. Um especial de Natal tão errado que só podia ser do Porta dos Fundos”. A Primeira Tentação de Cristo.

O trailer tão vulgar, blasfemo, infame e contrário à verdade histórica.

Exaltar o Vício e Debicar da Virtude”

Vem, muito a propósito um comentário do Prof. Plinio, mostrando que desde os anos 40 há uma campanha midiática para exaltar o vício e debicar da virtude.

“Mas o que há no fundo daquele sofisma (exaltar o vício e debicar da virtude), é o seguinte: o vício é a realidade, a virtude uma quimera. Portanto, já não haverá contaminação a evitar e bom gosto a resguardar. A virtude será sempre uma aparência hipócrita, e a lealdade ordenaria a ostentação de toda a corrupção.

“Mas foi esse desregramento de espírito que conduziu à horrível catástrofe, que hoje abala o mundo moderno pelos alicerces”. https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG_400512_preconceito_estupido.htm

Netflix vai além: paródia blasfema e imoral de Cenas do Evangelho

O trailer de A Primeira Tentação de Cristo é tão vulgar, ofensivo e imoral que nem permite a transcrição num site que preza a Religião, a Moral, a decência, a boa linguagem.

Fica aqui a pergunta: por quê essa investida dos inimigos da Igreja, recorrendo a blasfêmias, sacrilégios, profanações de igrejas, culto satânico — e, para esse Natal, Netflix prepara e oferece ao público um filme próprio às imaginações doentias?

Netflix, com essa produção ultrapassa os sarcasmos anticlericais dos carbonários do século XIX, ultrapassa as perseguições à Igreja movidas por Stalin ou Hitler e, vamos ao fundo do problema, demonstra um ódio à Fé Católica, às Sagradas Escrituras, que exala o mau odor do próprio aos sequazes de Lúcifer.

Leitor, não fique inerte. Proteste. Nosso Senhor olha para ti e espera: “Tu me deixas só? Não lutas e protestas por Mim”?

Assine a Petição, clic aqui https://ipco.org.br/diga-nao-a-netflix-que-zomba-de-cristo-no-natal-assine-a-peticao/

* * *

Também, nos EUA, a American TFP tem promovido campanhas de protestos contra produções da NETFLIX blasfemas, ou favoráveis ao aborto, à agenda lgbt. https://www.tfp.org/act/petition/tell-netflix-apologize-stop-bashing-jesus-mary/

Cá e lá devemos nos unir e protestar! Envie seu protesto.

Deixe uma resposta