Destaques


1 – XENOFOBIA, NOVO SLOGAN DA ESQUERDA BRASILEIRA
2 – IMAGINAÇÃO FÉRTIL … EM DEFESA PRÓPRIA
3 – SALVANDO A HONRA DO BRASIL
4 – À MARGEM DA INTERVENÇÃO FEDERAL NO RIO

Para alternar entre os tópicos, utilize os botões “Anterior” e “Próximo” abaixo:

1Xenofobia, novo slogan da esquerda brasileira

Reconhece Clóvis Rossi: Até na Suécia esquerda cai e xenofobia avança. Concordamos com o articulista quando afirma que a esquerda cai na Suécia e também em tantos países europeus!

O que o articulista “esqueceu” de explicar é a razão pela qual as esquerdas caem e preferiu atacar chamando de xenofobia a reação dos suecos face à invasão muçulmana que exige cada vez mais concessões para o seu credo e proibições de símbolos cristãos.

Xenofobia é também o slogan-ataque usado pela esquerda no Brasil face a reação de parte da população de Roraima diante de venezuelanos que chegam em massa (lembremos que é um Estado com cerca de 500 mil habitantes).

O Brasil sempre foi aberto à imigração, não somos xenófobos! O que pedimos é uma racionalização no fluxo imigratório.

Aqueles que nos acusam de xenófobos deveriam ir até a causa — segundo dados da ONU, 2,3 milhões de venezuelanos fugiram do país desde 2014 — e bradar contra Maduro, o ditador bolivarianista e antivenezuelano.

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/clovisrossi/2018/09/murcha-a-ultima-rosa-vermelha.shtml

2Imaginação fértil … em defesa própria

Informa a Gazeta do Povo que “Justiça nega pedido de indenização de Lula contra PowerPoint de Dallagnol“.

O Tribunal de Justiça de São Paulo rejeitou a ação movida por Lula da Silva contra o Procurador que havia usado de gráficos e imagens numa coletiva de imprensa.

É o caso de reconhecer que a imaginação fértil de Lula — assistida por advogados sempre dóceis — para abrir processos, pedidos de habeas corpus, anular os efeitos da Ficha Limpa sobre sua candidatura e um sem número de pedidos ao STF nos fazem lembrar a fábula de Fedro: sou inocente … porque sou o leão.

Melhor andariam Lula e seus advogados empregando seu temo a repararem o mal que os governos petistas causaram aos cofres públicos favorecendo Cuba, Venezuela, Bolívia e países alinhados na África. Sem falar de Mensalão e Lava Jato.

https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/justica-nega-pedido-de-indenizacao-de-lula-contra-powerpoint-de-dallagnol-84b7a1hwdr1ckw5dhb37urcj8/

3Salvando a Honra do Brasil

Muito oportuna a declaração do Ministro do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha em recente declaração (5 de setembro) que a Justiça brasileira não está vinculada ao parecer do Comitê de Direitos Humanos da ONU. Acrescentou que o comunicado é um absurdo e que o STJ e o STF não irão se curvar diante de tal ingerência.

É o caso de perguntar sobre o patriotismo de Lula e seus advogados pedindo ingerência da ONU em assunto interno do Brasil já decidido pela Lei da Ficha Limpa.

Afinal de contas o Brasil não é uma republiqueta de bananas.

Fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/eleicoes/2018/presidente-do-stj-diz-que-tribunais-nao-vao-se-curvar-a-parecer-da-onu-sobre-lula-5gzy4rsnxywjqoczbux2c1x6c

4À margem da intervenção federal no Rio

“Intervenção federral colocou Exército para gerenciar segurança pública no Rio de Janeiro. CARL DE SOUZA/AFP”

Certa mídia de esquerda procura pretextos para desacreditar a eficiência da Intervenção federal no Rio. E têm lá sua coerência porque esquerdismo, tráfico, drogas andam juntos.

Com o título “72% dos moradores do Rio de Janeiro querem prorrogar intervenção federal” um bem documentado artigo da Gazeta do Povo mostra a pesquisa feita em 35 municípios fluminenses com 1357 pessoas com 16 anos ou mais em que 72% pedem que continue a intervenção federal em 2019. Como se sabe a intervenção está prevista para acabar em 31 de dezembro deste ano.

Lamentamos, enquanto católicos, que não se ouve falar de uma ação conjunta e concomitante da arquidiocese do Rio mobilizando sacerdotes, religiosos e leigos para a formação moral que daria base e fundamento aos efeitos benéficos da intervenção federal.

Em outras palavras, o fundamento da conduta social é fruto direto da moralidade. É pela pregação dos 10 mandamentos, pela formação moral que se construirão os alicerces de nosso Brasil. Essa não é a missão das Forças de Segurança, mas sim, da Igreja.

https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/72-dos-moradores-do-rio-de-janeiro-querem-prorrogar-intervencao-federal-3cfv99fyxbah94otr2xguv0hg/

Deixe uma resposta