Destaques


1 – Reação conservadora censura os parlamentares do PSL que foram à China
2 – “Silencio dos jovens” é lição para os progressistas
3 – TFP americana na grande Marcha contra o Aborto
4 – TFP Student Action: reação à Ideologia de Gênero nos EUA
5 – Esquerda francesa se preocupa com a reação conservadora no Brasil

Para alternar entre os tópicos, utilize os botões “Anterior” e “Próximo” abaixo:

1Reação conservadora censura os parlamentares do PSL que foram à China

Deputados do PSL “convidados” pelo governo comunista chinês para conhecerem o sistema de vigilância da ditadura comunista.

Provocou uma sadia reação nas redes sociais conservadoras a viagem de 12 parlamentares do PSL à China comunista.

A tentativa de justificar a viagem, o “oferecimento de um projeto piloto para ser usado no Rio de Janeiro” é realmente muito pouco convincente para um convite desse tipo, com todas as despesas pagas pela China.

Também, a alegação de que não houve nenhuma censura da parte do Governo ou do Presidente do Partido desloca o problema de sua realidade uma vez que os representantes foram eleitos pelo povo, que é conservador e anticomunista.

O Representante é um Mandatário, não é um Mandante

Na democracia, o representante é sempre um mandatário. Ele recebe uma procuração para agir em nome do mandante, ou seja, dos eleitores.

Ora, os eleitores do PSL têm direito a uma explicação – porque são os mandantes – e não se justifica uma viagem a um país, como a China, notoriamente governada por partido único, e ademais vigiado por 200 milhões de câmeras (o projeto é passar para 600 milhões) “sem viés ideológico”, que sustenta o regime de Maduro na Venezuela (considerado ilegal pelo Brasil), da Coreia do Norte, Irã – alegando simplesmente “oferecimento de um projeto piloto para ser usado no Rio de Janeiro”.

* * *

É confortador ver que a reação conservadora no Brasil permanece viva, vigilante e atuante. Assim se ajuda a construir o novo Brasil.

Os parlamentares receberam um mandato para governar em nome do mandante! A procuração é bem específica.

Fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2019/01/18/interna_politica,731454/houve-erro-de-comunicacao-afirma-deputada-do-psl-sobre-visita-china.shtml

2 “Silêncio dos jovens” é lição para os progressistas

Charge indica o vazio de participantes, reflexo do conteúdo doutrinário católico da jornada.

Artigo em gloria.tv mostra o baixo número de inscritos para a próxima Jornada Mundial da Juventude, no Panamá.

“Nas últimas três Jornadas Mundiais da Juventude na Espanha (2011), Brasil (2013) e Polônia (2016), havia entre 2 e 4 milhões de pessoas”.

“Alessandro Gisotti, Diretor Interino da Sala de Imprensa da Santa Sé, admitiu (18 de janeiro) que apenas cerca de 150.000 pessoas se inscreveram para a Jornada Mundial da Juventude no Panamá (22 a 27 de janeiro)” alegando que “os estudantes na América do Norte e na Europa estão na escola”.

Pior cego é aquele que não quer ver. Infelizmente, a crise interna na Igreja, fruto claro do progressismo, dos escândalos sexuais tinha que acarretar um distanciamento dos jovens.

O que vemos no Brasil é uma reação vigorosa anti PT e antiabortista muito pronunciada entre os jovens, ao mesmo tempo, a “Marcha pela Vida”, em Washington é maciçamente composta de centenas de milhares de jovens.

Então, por que razão a JMJ já não atrai os jovens?

“Silêncio dos jovens” lição para os progressistas: ainda há tempo para retornar à casa paterna.

Fonte: https://gloria.tv/article/7Q9EvEJxnCdN6GQvdqvRqA9vS

3TFP americana na grande Marcha contra o Aborto

Defendendo os nascidos em meio à crise de fé

Neste 14 de janeiro realizou-se em Washington a 46ª Marcha anual pela Vida.

O site www.tfp.org traz uma excelente artigo relacionando a crise de Fé e a defesa da Vida.

“Nesta 46ª Marcha anual pela Vida, a Sociedade Americana para a Defesa da Tradição, Família e Propriedade (TFP) une-se às multidões de americanos em todo o país que se opõem ao aborto e a um amplo espectro de questões morais relacionadas ao ataque ao casamento, à eutanásia, à ideologia de gênero” (destaque nosso).

Assim como no Brasil também os norte-americanos estão vendo que há uma relação muito íntima entre a fé e a defesa dos valores morais.

Essa relação, ou interpenetração nós a vemos também no programa das esquerdas em todo o Ocidente.

No Brasil, por exemplo, o PT promovia desde o aborto, a ideologia de gênero, a invasão de propriedades, a doutrinação nas escolas (pelo seu braço MST), relações especiais com Venezuela, Cuba etc.

* * *

A unidade na visualização dos erros trouxe um benefício – dos males se tirou um bem – que levou a reação conservadora brasileira a desbancar o PT do poder.

E os políticos do chamado Centrão, apegados à velha teoria laicista, foram postos de lado.

Temos todas as condições para ir reconstruindo um novo Brasil nos pilares da Tradição, Familia e Propriedade.

4TFP Student Action: reação à Ideologia de Gênero nos EUA

Totalmente inaceitável: um homem vestido de mulher lê “histórias” em defesa da ideologia de gênero para um auditório composto de crianças.

Recebi um email com essa petição:

“Com toda a urgência, por favor assine este protesto porque a Biblioteca Pública de Vanderburgh em Indiana está hospedando um evento de “gênero-flexão” que tem como alvo crianças a partir dos 3 anos”.

“Transforma a biblioteca financiada por impostos em um lugar de corrupção. Constitui uma nova forma de abuso infantil. Ofende a Deus que criou homem e mulher.

“De fato, um “artista” ativista envolvido na “Hora da História da Rainha Drag” em Lafayette, (Luisiania), confessou abertamente: “Esta será a preparação da próxima geração”.

“Graças a protestos pacíficos, o programa pecaminoso foi interrompido em algumas cidades. Vamos pará-lo em todas as cidades da América”.

O redator do email com excelente tato acrescentou: (por favor, seja educado, mas firme).

* * *

De pleno acordo, sejamos “educados mas firmes”. Vamos fazer valer nossos direitos, a defesa dos valores morais que foram espezinhados pela ditadura petista.

Fonte: https://www.tfpstudentaction.org/petitions/protest-drag-queen-story-hour-in-evansville

5Esquerda francesa se preocupa com a reação conservadora no Brasil

Uma mulher portando uma arma numa loja de armas de fogo em S. Paulo / AFP / Miguel SCHINCARIOL

Notícias.uol, 17 de janeiro transcreve a preocupação do Le Monde (sabidamente de esquerda) com a reação conservadora brasileira – e agora – acrescida pelo apoio dado à legítima defesa.

Sob o título “Le Monde vê “sacrilégio” em padres que defendem posse de armas para legítima defesa no Brasil” transcreve UOL: uma “reportagem publicada nesta quinta-feira (17) pelo jornal “Le Monde” mostra as dificuldades enfrentadas pela Igreja Católica com o crescente aumento de fiéis e padres brasileiros simpatizantes da extrema-direita (sic) e defensores do uso de armas em legítima defesa”.

“Le Monde” conta o caso do padre Edvaldo Betioli, fotografado durante uma sessão de treinamento num clube de tiro de Atibaia (SP). A foto do padre foi exibida como um troféu no Instagram do instrutor Benê Barbosa, simpatizante de Bolsonaro, que usou a imagem para mostrar o apoio de um religioso às armas de fogo, relata o jornal francês.

Segundo o “Le Monde”, para quem tem uma vaga lembrança dos cursos de catecismo, a imagem é um sacrilégio. “Mas no Brasil, religião e munição não são obrigatoriamente contraditórios”, observa o vespertino francês.

* * *

Se preocupamos a esquerda na qualidade de conservadores de direita então, é sinal certo de que estamos no bom caminho.

Saibamos nós também manter nossa independência, soberania e patriotismo face aos convites insistentes, “sem viés ideológico” da China comunista.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/rfi/2019/01/17/le-monde-ve-sacrilegio-em-padres-que-defendem-posse-de-armas-para-legitima-defesa-no-brasil.htm

Deixe uma resposta