Meditação sobre o mistério da Anunciação que se comemora em 25 de março

 

Anunciação do anjo

De repente, no Céu, um alegre e sacral alvoroço entre os anjos. Deus lhes revelara que os tempos estavam completos e o momento de a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade encarnar-se e habitar entre os homens chegara. Um anjo seria enviado à Virgem de Nazaré para anunciar-lhe sua maternidade divina. Qual dos anjos? Quem teria essa honra? A expectativa era grande.

Deus outrora havia enviado o Arcanjo Gabriel em missão junto ao Profeta Daniel, a fim de comunicar-lhe a famosa profecia sobre as setenta semanas de anos que decorreriam até a vinda do Salvador. (Dn 8 e 9)

Chegado o momento do cumprimento dessa profecia, Deus quis que o mesmo Gabriel, que séculos antes a anunciara a Daniel, fosse o portador da boa nova.

Todos os anjos do Céu se regozijaram pela escolha de Gabriel; ele, por sua vez, prostrou-se ante a Divina Majestade para receber as palavras que deveria comunicar à Virgem Imaculada.

Para preparar o caminho, Gabriel foi previamente enviado como embaixador junto ao sacerdote Zacarias, a fim de lhe transmitir que ele seria o pai do Precursor, João Batista.

Afinal, chegado o momento aprazado desde toda a eternidade, Gabriel desceu dos Céus para realizar sua sublime missão nesta Terra, que seria a grande alegria para os filhos de Eva.

Numa abençoada casa da pequena cidade de Nazaré, na Galileia, a Virgem rezava, toda absorta em Deus. Ela terminara os afazeres da casa enquanto José, seu castíssimo esposo, como Ela da real estirpe de David, saíra para comprar nas cercanias algum material necessário à execução de seus trabalhos. E agora meditava.

Gabriel aproximou-se d’Ela, mas não ousou revelar logo sua presença. Durante algum tempo ele a contemplou incógnito e enlevado, vendo nela a própria expressão da inocência, da pureza e da mais alta santidade. Ele estava extasiado, como que fora de si, pois nem no Céu encontrara algum anjo que se pudesse comparar àquela obra prima da natureza e da graça: em sublimidade, em elevação de espírito, em virtude, em dons de Deus. Sua excelsitude ultrapassava em muito a capacidade de compreensão de Gabriel, mas o enchia totalmente de gozo celestial e de admiração.

Por fim, como era preciso cumprir a vontade divina, ele se fez ver. Mas o seu entusiasmo era tal, que antes mesmo de comunicar à Virgem, cujo nome era Maria, a finalidade de sua embaixada, prorrompeu do mais fundo de seu espírito uma exclamação de júbilo e admiração: “Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo”.

Que saudação será esta? – perguntava-se a Virgem. Toda sua vida fora voltada para o amor e o serviço de Deus, sem qualquer incorreção ou vacilação. Não encontrando em si nenhuma falta nem a mais leve imperfeição, reconhecia, entretanto, seu nada diante de Deus. Não é d’Ele que nos vêm todos os bens? Assim sendo, o que significavam aquelas palavras tão elogiosas vindas de um anjo? A que vinha ele? “Discorria pensativa que saudação seria esta.

Confundido diante da profunda humildade da Virgem, o Arcanjo procurou tranquilizá-la, antes de comunicar-lhe o fim de sua embaixada: “Não temas Maria, pois achaste graça diante de Deus”.

E, em seguida, descobriu-lhe o objeto de sua missão: “Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai David; e reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim”.

Após ouvir aquelas palavras com reverente atenção, Maria expôs ao Anjo uma perplexidade: “Como se fará isso, pois não conheço varão?”.

Não apenas Ela havia feito um voto de virgindade perpétua, mas a união de alma que Deus consentia em ter com Ela era de tal profundidade que não admitia qualquer partilha. Ela era a imaculada. Deus lhe havia dito uma palavra interior, mediante a qual Ela compreendera que sua castidade era eterna e só para Deus: “Como o lírio entre os espinhos, assim é minha amiga entre as donzelas. Meu amado é para mim e eu sou para ele. Toda formosa és, amiga minha, e em ti não há mácula. És um jardim fechado, minha irmã, minha esposa, uma nascente fechada, uma fonte selada” (Cânticos, 2 e 4).

Tal exclusividade de Deus na posse de sua alma e de seu corpo constituía para Ela uma evidência sem réplica, a respeito da qual não tinha qualquer dúvida ou vacilação. Mas nela tampouco havia qualquer hesitação sobre a veracidade da mensagem do anjo, pois reconhecia nele um mensageiro de Deus.

Então, calmamente, sem qualquer perturbação ou desassossego, sabendo de antemão que para Deus nada é impossível, colocou o problema, cônscia de que diante de duas realidades incompatíveis vindas do Altíssimo deveria existir uma solução maravilhosa que Ela desconhecia.

E a resposta de Gabriel não se fez esperar, sublime e superando todas as soluções humanas: O Espírito Santo descerá sobre ti, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o santo que há de nascer de ti será chamado Filho de Deus”.

Ao ouvir tal mensagem, Maria lembrou-se da profecia de Isaias: “o mesmo Senhor vos dará este sinal: uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamará Deus Conosco”(Is 7,14).

Só então Ela deu seu consentimento: “Eis aqui a escrava do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra”. E o Verbo de Deus se fez carne e habitou entre nós no seio da Virgem Maria.

Mas era necessário esse consentimento? Tal era a magnitude do dom que Deus lhe fazia, que aparentemente não seria preciso qualquer aprovação por parte d’Ela. Se alguém dá a outrem um tesouro estupendo, não precisa perguntar-lhe se o aceita.

Não é verdade! Deus respeita absolutamente a liberdade de cada um. Mesmo quando Ele cumula alguém de graças, condiciona seus efeitos à aceitação da pessoa. É por isso que existe o mérito e a culpa. Quando se aceita a bondade de Deus, pratica-se um ato meritório. Quando se recusa, faz-se um ato culposo.

De modo que a aceitação por parte de Maria do dom divino foi altamente meritória. E o bem infinito que daí decorreu para todos nós, com a Redenção, efetivamente dependeu do fiat (faça-se) d’Ela. Assim, depois de Deus, a Ela devemos a possibilidade que nos foi aberta de salvarmos nossas almas e irmos para o Céu, até então fechado aos homens pela culpa de Adão.

Dessa forma, o mistério da Anunciação deve suscitar em nós não apenas um merecido louvor ao infinito poder de Deus e uma admiração sem limites pela Virgem Mãe, mas também um hino de ação de graças a Maria Santíssima por ter aceitado que n’Ela se realizasse o mistério sublime do qual todos nós somos grandemente beneficiários.

“Por ela Jesus Cristo veio a nós, e por ela devemos ir a Ele”, concluímos com São Luiz Grignion de Montfort.

14 COMENTÁRIOS

  1. Glória a DEUS Altíssimo que nos deu tão linda Mãe!
    Os protestantes aparecem com o papel idêntico ao de Satã: eles citam a Bíblia de modo DETURPADO, como o diabo agiu contra o próprio JESUS no deserto.
    A Doutrina Católica NÃO afirma que se fôssemos a CRISTO sem citar Maria seríamos “rejeitados”. NÃO!!!!! A Sã Doutrina apenas ensina que somos um Corpo, que pedimos uns pelos outros e que o membro mais belo deste Corpo, depois de JESUS, é Maria, a quem se RECOMENDA pedir que rogue por nós.
    Maria é a CHEIA DE GRAÇA, não é uma “qualquer”. A minha mãe só gerou meu corpo (minha alma tem origem em DEUS), mas mesmo assim é mãe minha, não só do meu corpo. Do mesmo modo, Maria gerou JESUS, que é DEUS, logo ela é Mãe de DEUS (NÃO é mãe da divindade de JESUS, mas é Mãe de JESUS, que é DEUS, logo Mãe de DEUS).
    A Bíblia, conforme II Pd 1, 20, NÃO admite interpretação pessoal, mas somente da Igreja (Lc 10, 16; Mt 16, 18-19; I Tm 3, 15 etc.). A maldita interpretação pessoal dos protestantes os incorre em erro. Maria é, insista-se, Mãe de DEUS, tanto que Isabel (Lc 1), ainda com Maria gestante e já ANTES de JESUS receber o Senhorio como Homem ao fim da Sua missão, chama Maria de “Mãe do Meu Senhor”. Ora, até então, JESUS só era Senhor como DEUS; como Homem JESUS foi CONSTITUÍDO Senhor depois, segundo as Cartas de São Paulo. Logo, Maria, desde que JESUS foi concebido em seu seio, é a Mãe de DEUS (Mãe do Senhor)
    Os inimigos de Maria são filhos da serpente, como afirma o Gênesis. Nós Católicos somos filhos de Maria e a proclamamos Bem-Aventurada, conforme as Escrituras (Lc 1).
    Boa Páscoa a todos!

  2. ìdolo quem tem são vocês católicos, por toda parte. Idolos, imagens de devoção. E se quer falar em homem, o Papa é o ídolo por excelência de vocês. Lútero foi apenas um de vocês, como tantos, milhares que chega a incomodá-los, de pessoas que descobrem a verdade em Jesus e deixam a igreja das mentiras, das heresias, que transformam a té a serva Maria em deusa! Mas se você quer crer nos escritos em Macabeus, que nem os judeus aceitam, você pode ver quem é nosso único intercessor, se ler a Bíblia em outros livros. Leia Tomanos 8.34, Hebreus 7.25 e 12.24 ou I Timóteo 2.5. Para de falar asneiras e leia ainda em Atos 4.12 que diz não há nenhum outro nome dado entre os homens pelo qual devamos ser salvos. Apegue-se a Jesus e seja você, salvo, também.

  3. Quanta heresia Sueli! Agora o espírito Santo tem esposa, também? Maria só foi Mae do homem jesus, pois o Deus Filho existe eternamente. Como pode um Deus ter mãe? Quanta ignorância.@sueli souza

  4. Quanta fantasia para transformar uma “mulher”, que se dispôs a servir ao Senhor, em uma Senhora dos homens! Uma verdadeira deusa, pois o que se fez com Maria, nem ela aceitaria, se nela estivesse a capacidade de rejeitar a adoração ou veneração, que o anjo rejeitou de João, que não deixa de ter o mesmo significado e que é devida somente a Deus. Porque o único que é “onipresente”, segundo me consta, é Deus. Maria, como humana que era, jamais foi dotada deste dom, estando hoje, na eternidade, onde não tem mais acesso ao tempo em que vivemos, como acreditam os espíritas ser possível, pois estes sim, creem que o falecido pode continuar em contato com o mundo dos vivos, o que é abominável a Deus. Quando se tenta transferir para Maria, a santidade do Filho de Deus, seus únicos méritos da morte redentora na cruz, intermediadores no céu diante do Pai e que se comunica diretamente conosco, sem interferência de Maria ou qualquer “santo”, prometendo estar conosco todos os dias de nossas vidas, só se está diminuindo de Jesus atos exclusivos. E o sagrado laço do matrimônio que Deus doou a José e Maria? Não foi acaso premiado com filhos e filhas, que lhe retiram a imaculada conceição, só ocorrida no nascimento de Jesus? Filhos que os evangelhos nos narram que sempre acompanhavam Maria, quando tentava sobrepor-se como mãe ao ministério de Jesus, que o obrigou a dizer a todos: “quem é minha mãe? Minha mãe é todo aquele que faz a vontade de meu Pai! E como Maria não rejeitou a missão a ela concedida da maternidade do filho de Deus, também não rejeitou se tornar filha de Deus, pela fé em Jesus, afirmando-se “serva do Senhor” e submissa a Deus, “SEU SALVADOR”, POIS SE RECONHECIA NECESSITADA DE SALVAÇÃO COMO TODO FILHO DE aDÃO e não “senhora dos homens como lhe impingiram mais tarde.

    @Augusto César Ribeiro Vieira

  5. AVE FILHA DE DEUS PAI,
    AVE MÃE DE DEUS FILHO,
    AVE ESPOSA DO ESPÍRITO SANTO,ROGAI POR NÓS SANTA MÃE DE DEUS,
    PARA QUE SEJAMOS DIGNOS DAS PROMESSAS DE CRISTO.AMÉM.

  6. EM NOSSA BÍBLIA SAGRADA EM CORINTO CAP. 6 ;10 NÃO ERREIS: NEM OS DEVASSOS, NEM OS IDOLATRA, NEM OS SODOMITAS ,NEM OS LADRÕES, NEM OS AFEMINADOS, NEM OS AVARENTOS ,NEM OS BÊBADOS, NEM OS MALDIZERES, NEM OS ROUBADORES HERDARÃO O REINO DE DEUS .
    TODAS COISA É LICITAS MAS NEM TODAS COISA CONVÊM; OU NÃO SABEIS QUE O NOSSO CORPO É O TEMPLO DO ESPIRITO SANTOS,

  7. @Thiago Ramalho Campos Alves

    Thiago, Maria disse, sim, o seu SIM a Deus. E foi festa no Céu. Deus escolheu Maria não ao acaso, como dizem alguns:
    “26. No sexto mês, o anjo Gabriel foi ENVIADO POR DEUS A UMA CIDADE DA GALILÉIA, CHAMADA NAZARÉ,
    27. A UMA VIRGEM DESPOSADA COM UM HOMEM QUE SE CHAMAVA JOSÉ, DA CASA DE DAVI E O NOME DA VIRGEM ERA MARIA.
    28. Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo.
    29. Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação.
    30. O anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus.
    31. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus.
    32. Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó,
    33. e o seu reino não terá fim” (Lucas 1, 26-33).
    Deus enviou o anjo a um lugar certo, determinado, a uma pessoa certa e determinada. E ainda por cima predestinada (Is 7,14 e seguintes). Não foi nada ao “acaso”. Ou então Deus passou a chamar-se “acaso”, e você então seguiria os argumentos do ateísmo.
    E que os santos intercedem por nós no Céu está escrito em 2Macabeus, xapítulo 15. Além de nção existir nenhuma passagem bíblica que o contradiga, ninguém, absolutamente ninguém, me deu qualquer prova de que os livros de Macabeus não seriam canônicos. Isso é idéia de quem vai atreás da conversa de seu ídolo Martinho Lutero.
    Perdoe os grifos, mas foram somente para destacar o texto.

  8. O pior cego é aquele que não quer ver, o pior surdo é aquele que não quer ouvir.Ao ler a bíblia temos que ter em mente que ela não é um livro qualquer que devo entender com minha sabedoria e inteligência, mais sim que o Espírito Santo me mostre o que DEUS quer dizer. É isso que está ocorrendo, todo mundo quer entender a bíblia de sua maneira e não da maneira que DEUS nos mostra. Maria não é uma mulher qualquer, não é uma mãe qualquer, ela é mãe de JESUS, e este por sua vêz é humano e DEUS. Ela foi concebida, mantida intacta para gerar o filho de DEUS, pois trata-se de uma pessoa escolhida por DEUS, não uma mulher qualquer. Devemos respeita-la e não compara-la como uma pecadora. Perguntem ao seu filho JESUS o que ele acha de MARIA. E você meu irmão o que você acha de sua mãe? É uma pena, mais virão dias de tribulações. Peço que conheçam a história dos tres pastorinho e através deles a manifestação de Maria, ou se vocês forem ignorantes, procurem saber sobre o milagre do SOL. Isso basta. Acordem povo de DEUS. Não existe JESUS sem a cruz, nem a cruz sem JESUS, não existe JESUS sem MARIA nem MARIA sem JESUS.

  9. No dia de hoje, mais do que nunca, devemos elevar esta pequena prece a Nossa Senhora: “Co-redentora do gênero humano, por cujo fiat o mundo foi salvo, dizei uma só palavra ao Divino Espírito Santo e face da Terra será renovada!” Pois a decadência da humanidade chegou a um tal extremo, que só mesmo a intervenção da Mãe de Deus para reerguê-la.

  10. Devemos compreender que: Quem é o comedor de feijão para despresar aquela que foi escolhida por Deus Altíssimo para ser a Mãe Santíssima do Senhor Jesus Cristo?Quer ser mais que o próprio Deus que a escolheu, e do Anjo que a anunciou que seria a Mãe do Redentor? Poderá o Próprio Deusanular seus mandamentos? Não é justamente nos Dez Mandamentos que encerra o dever de honrrar PAI E MÃE. Se assim tivesse feito Nosso Senhor Jesus Cristo, Ele não seria Deus, e muito menos redentor, salvador de todos aqueles que nele crer. Ela não é uma qualquer, como querem os protestantes, os dogmas da Santa Igreja Católica, são para estes que com suas heresias, seduzem pobres quer não tem conhecimento das verdades divinas, os desviando do verdadeiro caminho, como ferz Lúcifer desde o inicio. Não foi atoa que Deus deu a Mulher, Mãe do Senhor a graça de esmagar a cabeça desta serpente infernal, que vomita contra a Mulher um rio de água na tentativa de fazê-La submergir (Ap 12). Ninguem tirará os meritos de nossa Mãezinha; minha Mãe sim! Pois no alto da cruz, seu único Filho Nosso Senhor Jesus Cristo, deu a mim por seu filho na pessoa de São João. Uma coisa é a verdade. Outra é a que querem fazer a mentira passar por verdade. Quem não queser ter Mão de Jesus por sua mãe, probrema dele. Depois presterá contas a justiça divina. Deus não muda. Se o Anjo Gabriel a saudou como “SALVE CHEIA DE GRAÇA,”ou como melhor se traduz, para uma saudação régia, “AVE CHEIA DE GRAÇA”. Ou voce cre no que esta escrito no Santo Evengelho; ou voce o regeita! Não havera meio termos diante de Deus Juíz. Ou voce é frio, ou voce é quente fervendo de amor a sua Palavra. Morno será vomitado por Deus. A proposito. Quem é Jesus? Naturalmente, é Deus com o Pai e o Epírito Santo. Como sabemos, Deus não pode habitar em seres pecadores, o pecador regeita a Deus, profanando o templo dEle. Se Deus dignou-se a encarnar na Virgem Maria. ela não poderia ser uma mulher qualquer, como todas as outras, sujeita ao pecado e seas concupicências. Sem Maria meus caros, Jesus não teria vindo ao mundo para nos salvar, Deus sempre faz tudo bem feito e sem subistituto. E gfoi o SIM desta humilde escrava do Senhor, que possibilitou também a salvação daqueles que a regeita, são orfão de mãe viva, filhos rebeldes, ingratos, mal agradecidos, por tudo que sofreu por nossa retedenção A Santíssima Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, quando desde a ínicio passou, testemunhado pela profecia do Velho Simeão; quando a anunciou que uma espada lhe trepassará a sua Alma.
    Conhecereia a verdade e a verdade vos libertará. Foi o que nos disse o próprio Jesus.
    Por mais que se fale dessas verdades, por mais que se proclamentos dogmas, haverá sempre aqueles que rejeitaram estas mesmas verdades.
    Só trenho uma critica construtiva a fazer.
    Quando o Anjo Gabriel amunciou a Virgem Maria ela estava na casa de seus pais, e não na em casa co São José, o que ocorreu depois da realização do matrimônio com José.
    Salve Maria!

  11. Pois é Sérgio.. Maria foi abençoada, cumpriu com mérito o que DEUS propôs a ela, santificada, uma mulher de FÉ, aceitou ainda o propósito de DEUS e apenas conciliou para a vinda do filho de DEUS..

    Também me pergunto, mãe de DEUS?

    Fiquei refletindo quando estava a me converter.. Então por que DEUS mandou JESUS sofrer daquele jeito se a gente pode pedir a intercessão de MARIA, rezar por MARIA, glorificar a MARIA ? E isso foi lapidando os meus pensamentos, eu fui pedindo auxílio para ter discernimento sob o que eu deveria enxergar.. E até que chegou ao ponto de que eu comecei a enxergar.. Que JESUS veio, sofreu, foi humilhado, crucificado, viveu em tristes situações, mas com a FORÇA DE DEUS, então.. a ELE é quem devemos buscar para por meio DELE podermos alcançar a DEUS.. Não me recordo com capítulo de ISAIAS.. Mas lendo um dia desses, eu vi lá onde DEUS fala que a única forma de chegar até ELE, é por meio de JESUS, avisou também que apareceriam vários “santos”, várias confusões religiosas para chegarmos até ELE, mas a única forma era por meio de JESUS.. Resumindo, é uma questão que tem que se usar a cabeça e o coração.. Por que DEUS enviaria seu filho JESUS para sofrer tudo que sofreu, meu DEUS, eu imaginei aqui agora, as DORES, as tentações, as humilhações, as ações de lucifer para corrompê-lo, enfim, Por que enviaria ELE para passar por TUDO ISSO, se nós simplesmente só precisaríamos rezar e pedir a Nossa Senhora para interceder? MEU DEUS, .. Tenha misericórdia meu PAI.. das pessoas que não conseguem enxergar e dar valor a VIDA QUE JESUS DEU PARA TODOS NÓS.. o sofrimento, a VIDA!!!!!!! Não foi para nós estarmos buscando outras pessoas, nem outros santos, nem Maria, enfim.. São pessoas que foram abençoadas por DEUS e cumpriram com o propósito que DEUS colocou no coração de CADA UM e de MARIA também, MAS, não obrigou a nenhum dos santos, nem a MARIA, nem aos anjos, nem a ninguém a fazer o que foi feito, mas fez apenas o que DEUS sugeriu, aceitaram e cumpriram com vigor.. Mas o único que é CAPAZ e o ÚNICO que deve ser GLORIFICADO, LOUVADO, BUSCADO, chama-se DEUS.. Por meio de JESUS e o ESPIRITO SANTO!! No mais, são apenas pessoas abençoadas que cumpriram com todos os propósitos de DEUS, são como nós, quer dizer, são perseverantes, admiráveis pessoas que lutaram e conseguiram cumprir.. Estou ainda lutando, não vou desistir.. Mas, chegarei lá, em NOME DE JESUS!! Quero tornar-me PURO, para um dia poder fazer por alguém o que DEUS ordenar para eu fazer!! AMÉM!!!!!

  12. Por Maria Jesus, tornou-se o Emanuel (Deus conosco) o divino fez-se homem e conservou o divino, pois Ele é Deus.Por Jesus Deus veio ao mundo para salvar todo aquele que Nele, jesus) crer, n~]ao em Maria. A missão de Maria terminou ali, ao dar a luz e depois criar o Jesus homem como criou todos os outros seus irmãos que nasceram depois dele.
    Nós não vamos a jESUS POR mARIA, NÓS VAMOS A dEUS POR jESUS cRISTO, POIS FOI eLE QUE MORREU NA CRUZ EM NOSSO LUGAR E DEPOIS RESSURRETO, ESTÁ AO LADO DO PAI INTERCEDENDO POR NÓS. Maria foi usada por Deus para trazer ao mundo a Jesus homem, cumpriu sua missão e acabou aí, assim como Ele pode nos usar para o prosseguimento da propagação do evangelho de Cristo (não de Maria) na terra, e todo aquele que Nele crer será salvo, terá a vida etyerna garantida. Maria como humana como qualquer um de nós também precisou crer em Jesus como seu Redentor como o Messias prometido. Vamos parar igreja católica de ficar pregando fábulas inventadas por dogmas de vocês que não tem nenhum fundamento biblico, e voltar as origens da igreja primitiva. Vejam lá nos evangelhos, nos escritos de Paulo e do próprio Pedro que vocês elegeram sem ele saber como o 1º papa, nenhum deles dá qualquer menção a respeito de culto a Maria ou adoração ou veneração como vocês dizem. Mãe de Deus? Essa é a pior das asneiras da igreja católica, como Deus que não tem nem principio e nem fim, é eterno, pode ter mãe? Que negocio é esse. As pessoas não usam sua inteligencia para ver essa mentira que vem de séculos enganando a eleas. Só Jesus Cristo Salva, e isso a própria Maria disse quando falo0u aos que seguiam Jesus, FAZEI TUDO QUANTO ELE VOS MANDAR.
    Jesus nasceu, crescaeu, assumiu sua missão aos 33 anos e Maria desaparece de cena dos planos de Deus para a salvação da humanidade, cujo plano Ele deu inicio até a morte na cruz e o mais glorioso a sua ressureição que nos garante também a vida eterna. Convereti-vos católicos a Cristo só Jesus Cristo Salva. Que Deus tenha misericordia de vocês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome