A recente visita oficial do presidente Bolsonaro acompanhado de vários Ministros aos EUA, a distinção e acolhida norte-americana proporcionada à delegação brasileira, os acordos estabelecidos ou em andamento trouxeram um desconcerto da esquerda nacional e internacional.

Uma esquerda míope e canhestra, antibrasileira antes de tudo, procura desfocar um dos objetivos da viagem que é a aproximação de dois gigantes de orientação antissocialista.

Comentou o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira a conservadores americanos que visitaram a TFP na década de 80: “nós desejamos um certo teor de relação entre EUA e a América do Sul; nós achamos que esse teor de relação está comprometido por duas péssimas manobras: no Brasil, uma ação anti norte-americana, (que tomou toda a sua força hostil nos governos petistas); nos Estados Unidos, pela ignorância e pelo desinteresse em relação à América do Sul”.

Soam nesse sentido as recentes palavras do Presidente e a do Chanceler: “a integração latino-americana era considerada algo para blindar a América Latina da influência dos Estados Unidos”. “Claramente, nós não queremos que o Mercosul se torne um instrumento contra os Estados Unidos, como ocorreu em governos recentes no Brasil“, declarou o ministro”.1

Como acentuou o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, auguramos também que cesse, nos Estados Unidos, essa “ignorância e desinteresse em relação à América do Sul.

A pressão da China e da Rússia comunistas na América Latina, lançando aqui seus tentáculos envenenados, só faz clamar por essa estreita relação Brasil-EUA.

   * * *

    Não somos políticos, nem diplomatas, nem empresários. Nossa especialização é cultural, nossas raízes são cristãs, nossa orientação político-social é antissocialista e anticomunista baseada no ensinamento tradicional dos Papas.

      Vemos, pois, com o maior interesse essa nova aproximação Brasil-EUA. Esse é o ponto de incidência que as esquerdas procuram silenciar ou denegrir; nós, pelo contrário, vamos somar as qualidades e formar um bloco coeso, tradicional e antissocialista.

     Brasil, este ainda será um grande País! A Virgem de Guadalupe, Padroeira das Américas ilumine, abençoe e dê forças a nossos dirigentes rumo à nossa missão.

1 https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/03/18/mercosul-se-tornou-instrumento-para-manter-eua-longe-da-america-latina-diz-ernesto-araujo.ghtml

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here