jose-antonio-ureta1
O IPCO – Instituto Plinio Corrêa de Oliveira convidou, desta vez, um especialista que acompanha diariamente o que acontece no seio da Igreja. Trata-se de José Antonio Ureta, chileno, pesquisador e conferencista, que reside atualmente na França e é membro da comissão de estudos da TFP Francesa.

Em plena crise pós-conciliar, o Papa Paulo VI lamentou que a “fumaça de Satanás” tivesse penetrado na Igreja e denunciou a existência em seu seio de um “processo de auto-demolição”. Essa crise parece estar chegando ao seu auge, especialmente após as dissensões surgidas após os dois Sínodos sobre a família e a publicação da exortação apostólica Amoris laetitia, deixando milhões de católicos perplexos diante da perspectiva da concessão da absolvição sacramental e da comunhão a casais divorciados em segunda união.

Quando Nosso Senhor instituiu a Santa Igreja Ele prometeu: “Pedro, tu és pedra e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja , e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”. Após dois mil anos de história da Igreja, constata-se que foi em vão que sucessivos inimigos tentaram destruí-la com ataques desde fora. Hoje, porém, crises, prevaricações, divisões internas são de molde a fazê-la soçobrar nos seus fundamentos a partir de seu próprio seio.

Temos porém certeza que Nosso Senhor vela pela Santa Igreja e que os atuais auto-demolidores nos diversos graus da Hierarquia não prevaleceram. Apoiada na fé inquebrantável dos católicos fiéis nas fileiras do Clero e do laicato, a Igreja, sobranceira. seguirá o seu curso como que a dizer: alios egoi vidi ventos, alias prospexi animo procelas ( Eu já vi outros ventos, já afrontei outras tempestades).

Inscreva-se já, gratuitamente,
para a Conferência promovida pelo IPCO

convite para a palestra

O mundo está em crise e todos o sabem: crise ética, moral e religiosa.

Há a crise da família, da economia, da política, dos costumes e, sobretudo, há uma outra crise que, a nosso ver, é a principal, que é a crise da Igreja.

Diz um provérbio popular, que o peixe apodrece pela cabeça e a Igreja é a cabeça da humanidade. Se ela está em crise, trata-se de saber como sobreviver a essa crise, sem perder a fé e o que fazer para ajudá-la a sair dessa crise.

O IPCO – Instituto Plinio Corrêa de Oliveira convidou, desta vez, um especialista que acompanha diariamente o que acontece no seio da Igreja. Trata-se de José Antonio Ureta, chileno, pesquisador e conferencista, que reside atualmente na França e é membro da comissão de estudos da TFP Francesa.

Inscreva-se já, gratuitamente,
para a Conferência promovida pelo IPCO

Data: 10 de novembro de 2016
Horário: 19:00 hs
Local: Clube Homs (Av. Paulista, 735)

Como sempre a participação é gratuita, mas a inscrição é obrigatória.

Clique no link abaixo e inscreva-se:

http://crise-da-igreja.ipco.org.br/sobrevivendo-na-atual-crise-da-igreja

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 
COMPARTILHAR
Artigo anteriorVaquejadas e Rodeios
Próximo artigoLoucura do mundo moderno: incesto admitido
Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira é uma associação de direito privado, pessoa jurídica de fins não econômicos, nos termos do novo Código Civil.

O IPCO foi fundado em 8 de dezembro de 2006 por um grupo de discípulos do saudoso líder católico brasileiro, por iniciativa do Eng° Adolpho Lindenberg, seu primo-irmão e um de seus primeiros seguidores, o qual assumiu a presidência da entidade.

1 COMENTÁRIO

  1. Analisando tudo quanto disse e realizou o Papa Paulo VI não me parece que tenha, sinceramente, “lamentado” a intoxicação pela “fumaça de Satanás”. Com todo o respeito devido ao Papado tenho a convicção de que não só ele, como também João XXIII e os demais Papas pós-conciliares, especialmente Francisco se empenharam na “autodemolição” da Igreja e da Civilização Cristã, assim como um número expressivo de outras autoridades eclesiásticas. Delas não ouvimos a voz de Cristo, mas sim a de Belial.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome