Petição publica contra o “Porta dos Fundos”. presidente Bolsonaro: defendamos a honra de Nosso Senhor!

1

Em novo ataque ao Natal, o grupo “Porta dos Fundos” mostra Deus em prostíbulo e escarneia da Fé Cristã no Brasil. Petição aos Srs. Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, e ao Secretário da Cultura, Sr. Mário Frias.

ABAIXO ASSINADO: Presidente Bolsonaro, Proteja o Brasil Cristão (ipco.org.br)

https://campanhas.ipco.org.br/abaixo-assinado-presidente-bolsonaro-proteja-o-brasil-cristao

Sr. Presidente Bolsonaro, proteja o Brasil Cristão, proteja a Terra de SANTA CRUZ.

É preciso uma legislação mais efetiva para proteger o cristianismo em nosso país. Se o especial de Natal do “Porta dos Fundos” fosse contra o islamismo, seria considerado racismo e discriminação, mas como é contra Nosso Senhor Jesus Cristo, é aplaudido e defendido como “liberdade de expressão”.

É preciso dar um BASTA ao escárnio do cristianismo!

Nós, abaixo assinados, pedimos que sejam tomadas providências contra mais esse ataque à Fé cristã.

A legislação do Brasil proíbe o escárnio público da Fé ou do objeto de culto religioso, mas a blasfêmia aumenta a cada ano.

Diz o art. 208 do Código Penal: “Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena – detenção, de um mês a um ano, ou multa”.

Todavia, apesar da proteção legal, milhões de brasileiros percebem que seus valores religiosos estão sendo pisados e desprezados impunemente.

Quanto mais o tempo passa, pior é a blasfêmia e maior a indiferença para com a Fé desses brasileiros.

Não merecem eles a proteção da lei?

ABAIXO ASSINADO: Presidente Bolsonaro, Proteja o Brasil Cristão (ipco.org.br)

https://campanhas.ipco.org.br/abaixo-assinado-presidente-bolsonaro-proteja-o-brasil-cristao

Sr. Presidente, os milhões de brasileiros que foram às ruas de nosso país disseram, em alta voz: “nós queremos o nosso Brasil de volta”. Um Brasil fiel a si mesmo e não à seita vermelha que deseja destruir os valores do cristianismo.

Apesar da legislação brasileira já ser suficiente para essa defesa – como demonstram as decisões judiciais que protegem outras religiões e culturas – ainda há quem não queira aplicar, ao cristianismo, a mesma proteção.

Nesse caso, Sr. Presidente, Sr. Secretario Especial da Cultura, é preciso, além da efetiva observância da proteção legal já existente, que seja elaborada uma nova legislação. Uma lei de PROTEÇÃO RELIGIOSA

Se a lei atual é aplicada de forma discriminatória, protegendo apenas parte dos brasileiros, é preciso que ela seja alterada para se tornar mais clara, mais forte, mais efetiva no respeito à Fé da grande maioria de nossa população.

Sr. Presidente, pedimos que sejam tomadas, com urgência, as providências para defender o Brasil Cristão.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta