Guardia pretoriana 02
As tropas do Ministério do Interior preparadas para reprimir dissidências internas serão assimiladas na nova ‘Guarda Pretoriana’ de Putin.

Vladimir Putin está cimentando seu poder com uma “Guarda Pretoriana” composta por centenas de milhares de homens, informaram diversos órgãos da mídia, entre eles o“Financial Times”.

A criação da Guarda Nacional é um passo histórico na constituição de um corpo de segurança interno destinado a reprimir os descontentamentos sociais derivados do mal-estar econômico. Ela poderá reunir entre 350.000 e 400.000 homens.

Putin disse que o novo corpo está destinado a “combater o terrorismo e o crime organizado”. Mas, com uma ordem presidencial (ukaze), acrescentou que também deve proteger a ordem pública, reprimir o extremismo, garantir as instalações do Estado, cuidar das fronteiras e controlar o comércio de armas.

Segundo os analistas, a Guarda Nacional absorverá diversos corpos de segurança doméstica sob um comando único submetido ao controle direto e único do presidente. Ela parece destinada a reprimir as dissidências internas.

As for_as policiais ser_o reforrmadas para se articular em fun__o da nova 'Guarda pretoriana'
As forças policiais serão rearticuladas dentro da nova ‘Guarda pretoriana’.

Nela ficarão englobadas as unidades especiais paramilitares da polícia conhecidas como OMON e SOBR e o serviço de segurança interdepartamental do governo (Vnevedomstvenaya Okhrana). Todas as forças policiais da Rússia serão reformadas e seus chefes trocados para se encaixarem na nova estrutura informou o jornal russo Kommersant, 05.04.16, acrescentou a Jamestown Foundation.

A nova guarda será armada com novos tanques, helicópteros e artilharia pesada. Na era soviética, as tropas do Ministério do Interior encarregadas das missões mais sujas tinham privilégios e armamento análogos.

Pela lei que institui a Guarda Nacional, essa poderá abrir fogo sem perguntar se há riscos para a vida dos cidadãos ou até de outras forças policiais

“Não há uma razão real para criar mais uma guarda nacional, além das tropas do Ministério do Interior e outras forças, a menos que haja sérios temores de agitações públicas”, disse Mark Galeotti, especialista em serviços de segurança russos da New York University.

Dmitry Oreshkin, analista político russo, concordou: Putin “está cada vez mais preocupado com sua segurança pessoal como resultado da deterioração do governo do país. Essa não é uma guarda nacional, é a Guarda de Putin, no sentido de que ninguém pode comandá-la senão ele próprio”.

Dmitry Peskov, porta-voz de Putin, reconheceu que a nova guarda nacional “evidentemente” participará na supressão de protestos não autorizados.

Segundo a rádio Free Europa, jornalistas, analistas e muitos cidadãos acham que a primeira tarefa da nova guarda será pairar sobre as próximas eleições parlamentares de setembro e a eleição presidencial de 2018.

Viktor Zolotov, chefe dos guarda-cotas de Putin, será chefe da nova Guarda
Viktor Zolotov, chefe dos guarda-costas de Putin, será chefe da nova Guarda.

O Kremlin acredita que a ameaça interna está crescendo rapidamente, embora os índices de aprovação do presidente continuam acima dos 80%. Nem Putin parece acreditar neles.

O general de exército Viktor Zolotov chefiará o novo corpo. Colega de longa data de Putin e ex-membro da unidade de guarda-costas da KGB, ele foi durante 13 anos chefe de segurança do atual dono do Kremlin e é considerado seu incondicional fiel.

Para Yevgenia Albats, editora chefe da revista “New Times”, a criação da “Guarda Pretoriana” deve ser entendida no contexto da ideia obsessiva do Kremlin de estar rodeado de inimigos.

“A retórica dos últimos dias é ‘Putincêntrica’. Acha que tudo o que acontece no mundo está direcionado contra Vladimir Vladimirovich Putin”, disse Albats

Ela acrescentou que “Vladimir Putin teme mais do que tudo o círculo dos mais próximos. Ele precisa de gente preparada sobretudo para defendê-lo” e por isso escolheu Zolotov.

Em agosto de 1991, Zolotov foi fotografado protegendo as costas de Boris Yeltsin sobre um tanque em Moscou. Nos anos 1990, Zolotov aparecia escoltando o prefeito de São Petersburgo, que acobertou a ascensão de Putin.

2 COMENTÁRIOS

  1. PUTIN. O “CRISTÃO”, ESTÁ DESESPERADO AO VER QUE O REGIME COMUNISTA NÃO FUNCIONA!
    Apesar disso, os material-ateístas comunistas são tangidos por forças espirituais satanistas que os controlam, e não conseguem redirecionarem-se; mas, nem por isso desistem de tentar manter o poder a qualquer preço, mesmo que aos opositores causem imensas perdas de vida, pois como dizia Stálin “Salve o poder, pois tudo o mais é ilusão”.
    A Russia é um gigante em pés de barro e, com a caída brutal dos preços do petroleo – cada vez será substituído por outras fontes menos ou nada poluidoras, – afundou-se de tal forma que não tem mais retorno e miserabilizar-se cada vez mais será o normal.
    Seu povo está bastante relativizado e muito arraigado em vicios de toda sorte, como a embriaguês, herdados do tempo do comunismo que desmontou a ética-moral do povo russo.
    Já não bastando ao acima o alienante cisma ortodoxo subdividido em tantos sub-cismas, comparável às seitas protestantes – fé cristã às moscas – já que as dioceses são independentes e o patriarca é apenas mais um prelado dentre outros, ou seja, não possuem na IOR um chefe – a não ser Putin!
    Mau sinal essa guarda pretoriana ao redor de si, indicando estar cada vez mais rejeitado, sem condições de reagir, as corrupções arraigadas; no entanto, não quer perder o posto de forma alguma!
    Quaisquer diferenças entre ele e os vorazes por poder e dinheiro golpistas do PT serão meras coincidencias!

  2. Putin deixa cair a mascara.
    Agente da KGB ou Ex_Agente???
    Sera’ que existe ex_agente da KGB?

    Putin e’ um ditador comunista. Putin quer mesmo e’ dominar a Europa.
    E ainda tem gente que se ilude com ele!!!
    CostaMarques

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome