…nas páginas da História (V)

Príncipe Dom Bertrand de Orleans e Bragança

Clique na foto para ver todos os artigos anteriores desta matéria.

Nos conturbados anos de 1960, alastrava-se pelo País uma agitação agrária… quase toda ela feita na cidade.

Imprensa, rádio e TV se ocupavam do problema. Era assunto corrente nas tribunas, nos meios políticos, nas universidades… e igualmente nas sacristias.

Textos incendiários – como a poesia abaixo, de Vinicius de Morais – eram publicados em jornais da corrente comuno-progressista, de que era exemplo característico o semanário “Brasil, Urgente”, dirigido por Frei Josaphat, O.P.:

“Senhores barões da terra
Preparai vossa mortalha
Porque desfrutais da terra
E a terra é de quem trabalha
Bem como os frutos que encerra …

Chegado é o tempo da guerra
Não há santo que vos valha. …
Queremos que a terra possa
Ser tão nossa quanto vossa
Porque a terra não tem dono
Senhores Donos da terra.

Não a foice contra a espada
Não o fogo contra a pedra
Não o fuzil contra a enxada:
Granada contra granada!
Metralha contra metralha!
E a nossa guerra é sagrada!
A nossa guerra não falha!”

Paralelamente à fermentação dos ânimos, tramitavam no Legislativo federal projetos de reforma agrária de cunho nitidamente confiscatório e socialista.

3 COMENTÁRIOS

  1. Quantas personalidades trabalham e trabalharam contra os princípio da propriedade privada esse Vinicius era um radical de esquerda mas a propaganda pinta ele como pacifista, mentira.

  2. Nos anos 50 e 60, com o comunismo em plena expansão, quase a totalidade do meio artísco, intelectual e literário era comunista; era de bom tom, era mostrar-se inteligente, profundo, altruísta, revolucionário, era chique. Queria-se o próprio reconhecimento nos salões e nas colunas sociais. Ernesto Guevara era parecido com os Beatles, e era e ainda é o máximo, para a juventude, “dar a vida por uma causa”! Todo adolescente era, é e será revoltado com as “injustiças do mundo” e quer corrigi-las já, agora. Mais tarde, quando adultos, percebemos que a propriedade, desde que licitamente obtida, nada mais é que a materialização do trabalho do proprietário, portanto, sagrada como o próprio trabalho. Se ele a obteve ilicitamente, há a lei para reavê-la. Mas se sua obtenção foi fruto do trabalho, diligência, tino comercial, energia e dedicação, ou herança legítima, sua desapropriação se chama CONFISCO, ESBULHO, INVASÃO, SAQUE, APROPRIAÇÃO CRIMINOSA, e jamais dará bons frutos se coletivizada, porque a História e o dia-a-dia nos mostra que “o que é de todos, não é de ninguém. Agora entendemos porque o socialismo, esquerdismo ou comunismo são a mais perversa, hedionda e cruel forma de perverter as naturais relações sociais e econômicas entre os homens e destruir a individualidade das pessoas; são invenção de homens com graves deformações de personalidade, conduta ou de visão do mundo. São sistemas mantidos, desde seus princípios, por homens avessos ao trabalho regular, à rotina laboral, à hierarquia natural entre os seres humanos, estabelecida pela própria Natureza; são pessoas, seus criadores e seguidores, capazes de matar toda uma geração, a título de um pretenso bem-estar para as gerações futuras; são homens que nunca criaram valores morais ou empregos, ou produziram bens ou serviços para seus semelhantes; são pessoas frias, que consideram as demais simples “massas” a serem moldadas de acordo com o que pensam e decidiram ser melhor para a humanidade; são deformidades humanas que devem ser combatidas sem tréguas, permanentemente, como devem ser combatidos os vermes, as bactérias, os vírus e todos os vetores de doenças infecto-contagiosas e malignas. Porque essa é a mesma visão que eles têm de nós; são inimigos irreconciliáveis da Família, do Trabalho, da Propriedade privada licitamente constituída, da Fé, da Esperança e da Paz; a felicidade humana, para eles, é sempre no futuro distante, quando todas as pessoas tiverem suas individualidades destruídas e se transformarem naquilo que eles pensam que devem ser: AS MASSAS. Quando as pessoas se transformarem em MASSAS, aí sim, eles estarão realizados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome