Noli me tangere vitraux de Königsfelden, sec.XIV

A festa da ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo é a mais importante do ciclo litúrgico, ainda mais que a do Natal pois, como diz São Paulo: “Se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé” (I Cor 15, 14).

Já a solene missa da Vigília Pascal canta a alegria da Ressurreição. Ao canto do Glória, tocam novamente os sinos e o órgão, que se tinham calado desde a Quinta Feira Santa, seguido pela tríplice entonação do Aleluia, cantado pelo celebrante e repetido pela assembléia dos fiéis.

A ressurreição de Cristo Jesus é o seu mais estupendo milagre, o fato mais glorioso de sua existência humana, a prova mais luminosa de sua divindade. É a base ou pedra angular de nossa fé. A ressurreição tem seu coroamento na ascensão, e alcançará seu triunfo completo no Juízo Universal.

A Páscoa, celebrando a vitória de Cristo e de seus fiéis sobre a morte e o pecado, representa a passagem das almas do estado de culpa à condição de filhos amados de Deus. Está intimamente coligada com o santo Batismo, o qual não só é figura dessa vitória e passagem, mas a efetua, conferindo a vida espiritual da graça.

Por isso o tempo da Páscoa deve lembrar-nos as exigências morais da vida nova adquirida no Batismo , que se assentam no princípio enunciado por São Paulo: ressuscitado com Cristo, o cristão levanta as suas aspirações para o Céu, para desprender-se das satisfações terrenas, e saborear as coisas do alto.

Caberá ao Espírito Santo acabar de formar no batizado “o homem novo” que, pela santidade de vida, será testemunha de Cristo ressuscitado.

Também neste dia:

Santo Anselmo de Cantuária, bispo, confessor e Doutor da Igreja

Considerado o primeiro teólogo-filósofo, muitos de seus ensinamentos e textos passaram para o ensino comum da Igreja. Arcebispo de Cantuária, lutou denodadamente pelos direitos de sua Sé contra a prepotência dos reis ingleses.

Anselmo nasceu em Aosta, na Itália, filho do nobre Gondulfo e da piedosa Ermenberga, verdadeira matrona cristã. Formado na escola da mãe, entregou-se cedo à virtude e, segundo seu primeiro biógrafo, era amado por todos, tendo muito sucesso nos estudos. Bons tempos aqueles em que as pessoas virtuosas eram amadas, e não perseguidas.

Aos quinze anos Anselmo já se preocupava com altas questões metafísicas e teológicas, e quis entrar num mosteiro. Mas os monges negaram-lhe a entrada por medo de desagradar seu pai.

Tendo que ficar no mundo, o rapaz entregou-se aos poucos aos seus prazeres, só não chegando a excessos por amor à sua mãe, a quem não queria desagradar. Mas essa âncora, que ainda evitava que ele se afogasse no mar do mundo, faltou-lhe. Com seu falecimento quando Anselmo tinha vinte anos, seu pai, tornou-se mal-humorado e violento, maltratando freqüentemente o filho.

Anselmo resolveu então fugir de casa, acompanhado por um servo. Vagou pela Itália e pela França, conheceu a fome e a fadiga, até que chegou ao mosteiro de Bec, onde havia a escola mais afamada do século XI, dirigida por seu famoso conterrâneo, Lanfranco.

Anselmo tornou-se seu discípulo e amigo, e entregou-se então vorazmente ao estudo, esquecendo-se às vezes até das refeições e recreação. Seus progressos eram tão admiráveis quanto sua amabilidade, e logo passou por um prodígio de saber, piedade e virtude, o que levava seus condiscípulos a crer que já fazia milagres.

Em 1066 foi eleito abade de Bec. E aqui seu primeiro biógrafo, Eadmer, conta a pitoresca e comovente cena, típica da Idade Média: o eleito abade prosterna-se diante de seus irmãos pedindo-lhes com lágrimas, que não o onerem com aquele fardo, enquanto que os irmãos, também prosternados, insistem com ele em que aceite o ofício.

Sob sua direção, Bec alcançou sua maior celebridade, sendo para a Normandia e Inglaterra o que Cluny era para a Borgonha, França e Itália

O amável abade tinha uma figura imponente e majestosa, sempre serena. A calma era um dos seus traços característico.

Era entretanto também um lutador: enquanto luta com os senhores da região em defesa de seu mosteiro, defende a pureza da fé contra Berengário, discute com os hereges, e confunde o racionalista Roscelino.

Ora, Anselmo, que já havia sucedido Lanfranco como abade de Bec, foi escolhido pelo povo para suceder o primeiro, à sua morte, na sé de Cantuária, na Inglaterra.

Ocorreu então outra cena que só podia acontecer naqueles tempos de fé: “ele [Anselmo] foi arrastado a força até o lado do leito do Rei, que estava doente mas devia confirmar sua eleição, um báculo foi-lhe enfiado na mão fechada, e o Te Deum foi cantado”. Assim, contra sua vontade Anselmo foi feito arcebispo de Cantuária.

Entretanto, o arrependimento do rei, foi-se com a doença. Apenas restabelecido, ele tentou dobrar o Arcebispo, que se opusera à alienação das terras da arquidiocese em favor de apaniguados do monarca. Começou então uma verdadeira batalha entre altar e trono. Anselmo preferiu exilar-se para o Continente antes que ceder nos princípios.

É preciso dizer que essa tendência absolutista dos soberanos ingleses manifestar-se-á, no século seguinte, com o martírio de São Tomás Becket e, no século XVI, com o cisma de Henrique VIII.

Na véspera da morte de Santo Anselmo, esse homem fecundo, sempre em elucubrações metafísicas e teológicas, lamentava que não tivesse tido tempo para escrever um tratado sobre a origem da alma, tema sobre o qual havia meditado constantemente.

Enfim, carregado de anos e de virtude, o santo faleceu no dia 21 de abril de 1109, sendo canonizado pelo Papa Alexandre III.

Gostaria de receber as atualizações em seu email?

Basta digitar o seu endereço de email abaixo e clicar em “Assinar”.

[egoi_form_sync_3]

3 COMENTÁRIOS

  1. Mañana 13 de Mayo se celebra el Centenario de la primera aparicion de Nuestra Señora de Fatima, de sus apariciones, las cuales son la luz inspiradora de la gesta de Tradicion Familia y Propiedad.
    Apariciones que proclaman y proclamaron de mil formas los principios de una familia sana, de la tradicion que da plenitud a los aspectos genuinos de las tradiciones, a la genuina enseñanza social catolica de la armonia propiedad-solidaridad: Principio de subsidiariedad: Paz entre las clases sociales.

  2. Da mesma forma do Lenício Alves da Silva, não poderei participar na oração do terço em Brasília, no dia 13/05/2017, más conclamo a todo povo de Deus a rezar o terço neste mesmo horário, com todas as intenções que serão levadas à público, e também pedindo a Nossa Senhora de Fátima para que os corruptos que estão em Brasília e espalhados por este tão grande país, se convertam e não fiquem mentindo para o povo que os elegeu, usando do cargo que ocupam para o enriquecimento ilícito e/ou legislando em causa própria, prejudicando a nação inteira.
    Deus não vai mudar o cumprimento das profecias de ´Nossa Senhora em Fátima, porque Ele quer um povo voltado para o bem, e aqueles que são do mal, deverão pagar pelos seus erros.
    Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós.

  3. Gostaria muitíssimo de participar,mas estou longe,participarei nas orações,que a Santíssima Virgem,mãe de Deus e por misericórdia nossa mãe proteja nosso Brasil desta carnificina moral e ideológica contra a Santa Igreja Católica, nossas famílias e a economia do País.Nossa Senhora de Fátima prometeu, por fim o MEU IMACULADO CORAÇÃO TRIUNFARÁ.Um século se completa das profecias em Portugal.A mãe de Deus não mente,nem Deus vai mudar o que foi previsto em Fátima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here