Com o título “Conservadores no comando do DCE”, o Correio Braziliense de 28 de outubro noticia a derrota da esquerda no pleito do Diretório de Estudantes da Universidade de Brasília.

A Aliança pela Liberdade conseguiu 22,13% dos 5.782 votos e derrotou as outras sete chapas, todas elas esquerdistas (com ligações com o que há de mais retrógrado no cenário político, como o PSTU, MR-8 e o PCO, saudosistas da carnificina perpetrada pelo comunismo em todo o mundo).

Afirma o jornal que é a primeira vez que uma chapa de direita ganha o “principal posto de representação estudantil da instituição”. E que eles representam os estudantes que não costumavam se envolver em pleitos desse tipo, insatisfeitos com a hegemonia da esquerda.

Para se ter idéia, normalmente menos de 20% dos alunos da Faculdade de Tecnologia comparecia às urnas. Nessa eleição o índice subiu para quase 60%. “Esses alunos eram a massa silenciosa e conservadora da UnB”, afirma o reitor José Geraldo Sousa Júnior, petista militante.

Como para a esquerda a democracia vale apenas para eles, os derrotados já demonstraram como atuarão: “Isso aqui vai virar o inferno”, gritavam enraivecidos.

A chapa vencededora aglutinou os anseios de uma maioria conservadora que se mantinha em silêncio

O líder da chapa vencedora afirma não ser de direita, mas anti-esquerda, por ter uma plataforma pragmática, não política. Mas vários integrantes, de fato, são conservadores, como, por exemplo, um grupo que os apoiou, a Juventude Conservadora, assim se define: “jovens universitários nadando contra a maré vermelha dentro da UnB. Temos valores. Temos princípios. Sim, somos conservadores.”

Mas sua plataforma incomoda a esquerda, como as parcerias com iniciativa privada e a defesa da presença policial.

A polícia desagrada, pois coibiria protestos inadequados – “Quando os alunos protestam nus pelo Minhocão, eles não devem ser presos por atentado ao pudor, eles estão se manifestando. Se estivessem na rua, por exemplo, a polícia poderia prendê-los”, diz o reitor. Sobre o consumo intensivo e liberado de drogas confira a reportagem da Veja em http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/imagens-mostram-uso-de-maconha-em-campus-da-unb.

É inegável ser esta eleição uma resposta da maioria conservadora e silenciosa da universidade em relação aos rumos desta.

O reitor, segundo a revista Veja, já foi convocado pelo Senado para explicar o cerco contra professores de outro viés político, criou um tribunal ilegal para punir professores de outra linha ideológica e afrouxou a fiscalização sobre o uso de drogas no espaço da Universidade.

A mídia muitas vezes propaga o mito de que a juventude é contestatária, esquerdista e revoltada. A notícia acima reflete quão longe está da realidade essa falácia.

Há algum tempo o instituto Datafolha fez um mapeamento da juventude brasileira: a maioria é contra o aborto, contra o uso de drogas e se diz de direita.

Isso não aparece muito porque em geral os não esquerdistas são silenciosos, mantém-se alheio à política e não se aglutinam para lutar por um ideal. Mas às vezes se impacientam.

Foi o que aconteceu na UnB, para ódio de esquerdistas e drogados. O que acontecerá lá? Só o tempo dirá.

Fatos análogos se repetirão em outros lugares? O que pensa disso o leitor? Expresse sua opinião e deixe seus comentários.

21 COMENTÁRIOS

  1. O aparelhismo sempre foi uma prática comum na esquerda: ocupar e depois explorar os organismos oficiais em prol da “causa” socialista.
    Na verdade, isso sempre custou caro à sociedade que assiste sempre os mesmos partidos usarem DCE’s, grêmios, sindicatos, UNE etc, para fins marxistas.
    Eles sempre foram em quantidade menor, mas é uma minoria barulhenta e esperta.
    Agora parece que estão perdendo terreno.
    Isso é muito bom!

  2. Pelo menos 47% do eleitorado brasileiro, segundo pesquisa Datafolha produzida em 2006, é de tendência conservadora, isto é, de direita (embora poucos tenham conhecimento dessa realidade). Para que este país deixe de ser considerado politicamente amputado, é preciso que o verdadeiro pensamento conservador seja restaurado e levado publicamente ao conhecimento da sociedade brasileira. Esse deve ser o objetivo de todos nós conservadores. O socialismo é uma falácia, uma mentira repetida muitas vezes, e por isso deve ser combatido e desmascarado.

  3. Espero que os vencedores percebam a tremenda responsabilide HISTÓRICA de que foram investidos e tenham muita habilidade para que agindo com extremo bom senso ou como dizem senso comum, nas próximas eleições consigam “0” zero de abstensão, pois não podemos perder esta rara oportunidade que a corja vos deu, dividindo-se.

    O Brasil está em suas mãos (não é frase de efeito. A responsabilidade que caiu em suas mãos é imensa, vale o sacrifício da própria vida).

    VOCÊS SERÃO EXEMPLO PARA TODAS AS UNIVERSIDADES.

    OS “RATOS” AOS PORÕES!!!

  4. Já era tempo de ter-se eleição estudantil de alunos divergentes desse esquerdismo radical que se instalou na USP. Onde somente aceitam ouvir alguém se este concorda com o que acreditam, senão é ignorado e pedem que o emprego seja tirado de um funcionário público da insitituição, por este não ser de esquerda. Dizem eles estarem sofrendo pereguição política. Precisam é se olharem no espelho para verem os reias peersguidores que não se conformam com a eleição democrática e a ação justa e louvável da polícia de não permitir uso de drogas nas dependências da univerdidade pública. Escola, universidade, não deve servir para o uso de drogas, e fazer deste patrimônio público palco de um pseudo-movimento social que no fim das contas vemos o que ocorre: baderna, rebeldia, desrespeito, indisciplina. E sim para estudar e como bem referido no texto, lutar por causas pragmáticas. Trabalho, estudo, melhorias na educação, saúde, etc. A pessoa cresce e amadurece é trabalhando, estudando e sendo produtivo à sociedade, não à atacando.

  5. É preciso que manifestemos nossa indignação diante de tantos absurdos que estamos presenciando e o voto é uma das armas que temos. Parabéns aos sensatos alunos da UNB.

  6. Acredito que esta corrente da juventude esteja se espalhando pelas universidades e ocupando o lugar dos chamados “soldadinhos” que como fantoches atuam a serviço dessas serpentes que envolveram a nossa sociedade e principalmente os jovens. A matéria da Revista Época desta semana também revela a presença na USP de um grupo significativo de jovens estudantes com perfil conservador dos valores e da moral que sem dúvida constroem o homem com integridade e dignidade para atuar em uma sociedade sadia.
    Que Deus os abençoe e que esta presença aumente e se manifeste.

  7. Ser contra o Aborto e ser contra o uso de drogas não é ser conservador é ter bom senso. Não vejo um movimento conservador nenhum, vejo um chapa a partidaria. que é apenas brincar de escolinha, quanto tempo alguem passa dentro de uma universidade, a maioria não tá nem ai para quem ta governando a UNB.

  8. Agora os senhores vão ver o que é fazer oposição difamação lobo com pele de cordeiro são especialistas em desvalorizar qualquer atitude dos que estão no poder…Não importa se esta certo ou errado o foco é ridicularizar os que estão trabalhando é o jeito da esquerda no Brasil lamentável até quando temos que aturar isto…

  9. Olá! O que vem acontecendo atualmente na USP mostra pra que serve essa onda vermelha. Uma súcia de desgraçados comunistas, bandidos, vagabundos e usuários de drogas, se estabeleceu definitivamente lá dentro e parece disposta a destruir o que há de mais sagrado, ou seja, a possibilidade do aprendizado. Particularmente estou decepcionado com esses governos que se deixam ludibriar por mentiras a ponto de não tomarem iniciativa contra essa maré de vagabundos. É tão grave a situação que até o reitor da USP está impedido de circular em certos departamentos da instituíção por causa da “proibição” de certos mandatários comunistas. O engraçado é que ninguém toma atitude e aí esse mundaréu de bandidos continua fazendo o que bem entende. A esquerda com o falso discurso de ser a favor do povo está, vagarosamente, desviando o mesmo povo para o caminho das drogas, do analfabetismo e do atraso econômico. A imoralidade grassa como areia no deserto. Estamos ferrados!!!

  10. O CAOS SÓ SE INSTALA POR EXATA FALTA DE REAÇÃO E VIGILÂNCIA.
    (Orai e Vigiai).
    Entretanto, nada mais natural entre ação e reação, ainda tardia a seja, sobretudo, o retorno é sim catastrófico, pois que do acumulado muito ficou, para lavagem carece substancial pressão, em certos casos; por mutilados distorcidos se faz necessário descarte; cirúrgica ação.
    Destarte, na política; na administração daquilo que da Pátria é do povo, pelo conveniente caos. se instalaram e a sociedade, lenta esperançosa foi se acostumando ao Desmando em contraponto ao Mando, por infiltrações enfraqueceu e perdeu o espaço no edifício democrático, entretanto, nada impossível reverter, as armas devem ser as mesmas, contra infiltração e higienização, simples assim.
    Por também equivocados deturpados dissimulados oportunistas na direita infiltrados o termo DIREITA antes entendido como certo, por condescendência VIROU PECHA foi substituído, por ESQUERDA; antes entendida como errada “pelos métodos propostos”, bem lhes cabia a pecha.
    Entretanto, a que resultados, a que vieram, senão demonstrar se tratar da outra face da mesma moeda “sovada de uso”, simples oportunista achada; retirada da “lama”, tem a cara marcada?
    Senão vejamos: CREIO EM DEUS PAI… ESTÁ SENTADO À DIREITA DO PAI…

  11. Pode-se dizer que há um quisto infeccioso permanente no seio de nossas universidades, um corpo estranho minoritário para o qual os estudos são mero pretexto para militância política das mais retrógradas e nocivas. Na primeira eleição da Unicamp, feita à revelia das leis vigentes, ainda no governo Geisel que via com simpatia a esquerda, senão com conivência, havia uma chapa única, obviamente de esquerdistas anencefálicos que tiveram a desagradável surpresa, amplamente divulgada pela imprensa local, de ver a chapa repudiada por votos contra de forma tão acachapante que acharam melhor suspender as apurações. As votações nessas assembleias são feitas de modo passivo: os que estiverem de acordo permanecem como estão, aprovado. Assim controlam o conjunto. Certa feita, na PUCC-Campinas, após uma votação dessa natureza pus em votação a proposta: Tudo que foi aprovado seja desaprovado os que estiverem de acordo permaneçam como estão, o que também foi aprovado. Seguiu-se um tumulto e ao fim derrubamos o comunista do DCE. Narro os episódios porque podem servir de exemplo a esses jovens destemidos que merecem toda nossa admiração e apoio.

  12. Dia 06.11, ouví uma frase em um Congresso realizado em São Paulo – Capital em que estive presente, são tres dicas:

    1. ORAR

    2. ESTUDAR

    3. AGIR

    Deus nos abençõe a todos e que a Virgem Santíssima cubra-nos com seu manto, e Pe Pio de Pieltrecina não nos deixe cometer injustiças.

  13. Dia 06.11, ouví uma frase em um Congresso realizado em São Paulo – Capital em que estive presente, são tres dicas:

    1. ORAR

    2. ESTUDAR

    3. AGIR

    Deus nos abençõe a todos e que a Virgem Santíssima cubra-nos com seu manto, e Pe Pio de Pieltrecina não nos deixa cometer injustiças.

  14. Repassando ao IPCO:

    Caro Reinaldo Azevedo, da Revista Veja,

    Dia 15/11/2011: Marcha Contra Corrupção e Pela Resistência Democrática.

    Vamos dar à cara.

    Mas, eu, em particular, estou preocupado.

    Em certa ocasião, há uns dois anos, vendo um vídeo do Olavo de Carvalho, duvidei das suas afirmações, mas fiquei de orelha em pé, quando ele dizia que o comunismo já estava instalado no Brasil e que iria permanecer por longo tempo.

    Há um fato real. Nós estamos sob império comunista instalado no Brasil, através do Lula e em continuidade com a Dilma Rousseff, com magistral apoio do PMDB do Alucinado Michel Temer e do Oligarca Contumaz José Sarney.

    E que devemos nos articular para tirá-los do poder, para não continuarem fazendo tantas m…..e não perdurem por tanto tempo.

    Temos que achar uma forma, já que a classe política, particularmente da oposição, está aparelhada e conivente.

    E, ainda, nós da classe média vamos arcar com o ônus social e financeiro. Enfim, precisamos reagir.

    Fundando uma Frente Popular de Resistência Democrática, com diretórios regionais, estaduais e nacional. Precisamos encontrar pessoas afins, discutir o assunto e formando grupos.

    Abs,José De Araújo Madeiro

  15. Que grande vitória essa dos verdadeiros libertários da UnB!
    Que isso seja apenas um microcosmo, o INÍCIO de uma DESVERMELHAÇÃO geral na nação e no mundo. Eis a prova de que a união realmente faz a força e nós, defensores dos autênticos princípios e valores, devemos organizar-nos e agir concretamente.

    Um INDISPENSÁVEL EXEMPLO: neste 15 DE NOVEMBRO, NO BRASIL INTEIRO, HAVERÁ A MARCHA NACIONAL CONTRA A CORRUPÇÃO e a principal bandeira é a que ataca a mais basilar das condutas corruptas pós-eleitorais: o nojento voto parlamentar secreto, que só serve para “blindar” os canalhas travestidos de políticos que só sabem votar na surdina em prol de lobbies, de financiadores de campanha e nunca do interesse público. Político é reles MANDATÁRIO; o POVO É O MANDANTE. Logo, o POVO DEVE SABER EXATAMENTE QUEM VOTOU O QUE NO CONGRESSO, COMO É QUE O MANDATÁRIO VOTOU!!

    INFORMEM-SE E PARTICIPEM DESSA MARCHA: VAMOS LOTAR AS RUAS DESTA NAÇÃO!!!!!

  16. A malta esquerdista da UnB não vai cometer a loucura de “dar um golpe” para se opor à representação conservadora. O que vão começar, sim, é uma terrível campanha de difamação contra os integrantes do DCE, contando com muito apoio financeiro (quiçá instituicional). Seja como for, vão “colocar a cabeça para fora” e expor realmente o (mau) caráter fascista de tudo o que representam esses sedizentes “progressistas”. Os novos representantes do DCE vão precisar de muita força para suportar os ataques insidiosos que virão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome