Higino era oriundo de Atenas, filho de um filósofo, e subiu ao sólio pontifício sucedendo ao papa São Telésforo, do qual diz o Martirológio Romano: “Sob Antonino Pio sofreu glorioso martírio, depois de muitos trabalhos que suportara pela confissão de Cristo”. Higino governou a Igreja durante 4 anos num período muito perturbado pelas perseguições e heresias, entre o ano 136 e 140, sendo o oitavo – ou segundo outros o nono –, sucessor de Pedro.

Embora alguns eruditos discordem de que ele tenha sido mártir, concordam entretanto que tenha sido santo por seus méritos. Entretanto, o Livro dos Pontífices e o Martirológio Romano afirmam que Higino sofreu o martírio no dia 11 de janeiro, durante a perseguição de Antonino Pio, e que foi sepultado junto a São Pedro, no Vaticano.

Durante o pontificado de Higino sobrevieram muitas desgraças. Ora, os pagãos acusavam os cristãos de feiticeiros, e por isso atribuíam a eles todos os flagelos que sofriam. Daí persegui-los sem trégua, julgando obsequiar aos seus ídolos com a morte dos cristãos.

Além disso, o que mais exigia a atenção do Pontífice, era o surgimento de heresias na própria Igreja, como as de Valentim, Marcião e a de Cerdon. Com a ajuda do filósofo São Justino – luz brilhante de seu século – Santo Higino condenou as heresias e os heresiarcas, esmerando-se na preservação íntegra do ensinamento dos Evangelhos.

Santo Higino redefiniu as estruturas hierárquicas da Igreja. Embora estas se encontrassem estabelecidas desde os Apóstolos com vários regulamentos posteriores de disciplina, as perseguições de Trajano e Adriano tinham dado causa à sua confusão e relaxamento. Higino restituiu e aperfeiçoou esses regulamentos, tornando essas estruturas mais precisas, e ordenando em cada um dos graus eclesiásticos o modo de exercer as respectivas funções. Ele instituiu também as Ordens Menores para o acesso ao sacerdócio, e melhorar o serviço da Igreja. A ele também se deve o costume de se ter um padrinho e uma madrinha nos batismos.

Enfim, ao seu zelo e à sua vigilância se deveu o fervor que no seu tempo mostraram os fiéis, apesar das perseguições dos pagãos e dos esforços dos hereges.

Gostaria de receber as atualizações em seu email?

Basta digitar o seu endereço de email abaixo e clicar em “Assinar”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome