Qual a nossa resposta, a nossa opção face à pressão mundial da OMS, ONU e até do Vaticano para estabelecer uma nova Ordem Mundial, laica, materialista, ignorando o Criador?

Retomamos nossa série de comentários do Prof. Plinio sobre a Ordem Social Católica, a perfeição moral e a perfeição da civilização.

A Civilização Cristã – a cultura cristã

● “Foi esta luminosa realidade, feita de uma ordem e uma perfeição antes sobrenatural e celeste, do que natural e terrestre, que se chamou a civilização cristã, produto da cultura cristã, a qual por sua vez é filha da Igreja Católica.

● “Por cultura do espírito podemos entender o fato de que determinada alma não se encontra abandonada ao jogo desordenado e espontâneo das operações de suas potências — inteligência, vontade, sensibilidade — mas, pelo contrário, por um esforço ordenado e conforme à reta razão adquiriu nestas três potências algum enriquecimento: assim como o campo cultivado não é aquele que faz frutificar todas as sementes que o vento nele caoticamente deposita, mas o que, por efeito do trabalho reto do homem, produz algo de útil e bom.

Inteligência, vontade e sensibilidade orientadas segundo o espírito da Igreja

● “Neste sentido, a cultura católica é o cultivo da inteligência, da vontade e da sensibilidade segundo as normas da moral ensinada pela Igreja. Já vimos que ela se identifica com a própria perfeição da alma. Se ela existir na generalidade dos membros de uma sociedade humana (embora em graus e modos acomodados à condição social e à idade de cada qual), ela será um fato social e coletivo. E constituirá um elemento — o mais importante — da própria perfeição social.

● “Civilização é o estado de uma sociedade humana que possui uma cultura, e que criou, segundo os princípios básicos desta cultura, todo um conjunto de costumes, de leis, de instituições, de sistemas literários e artísticos próprios.

Uma civilização será católica, se (…) o espírito da Igreja, for o próprio princípio normativo e vital de seus costumes….”

Toledo (Lagartera) – Madre – (José Ortiz Echagüe)

“Uma civilização será católica, se for a resultante fiel de uma cultura católica e se, pois, o espírito da Igreja, for o próprio princípio normativo e vital de seus costumes, leis instituições, e sistemas literários e artísticos.

● “Se Jesus Cristo é o verdadeiro ideal de perfeição de todos os homens, uma sociedade que aplique todas as Suas leis tem de ser uma sociedade perfeita, a cultura e a civilização nascidas da Igreja de Cristo tem de ser forçosamente, não só a melhor civilização, mas, a única verdadeira. Di-lo o Santo Pontífice Pio X: “Não há verdadeira civilização sem civilização moral, e não há verdadeira civilização moral senão com a Religião verdadeira” (Carta ao Episcopado Francês, de 28-VIII-1910, sobre “Le Sillon”). De onde decorre com evidência cristalina que não há verdadeira civilização senão como decorrência e fruto da verdadeira Religião.”

***

Qual a utilidade prática para a reconstrução do Brasil? Uma Nação é forte quando tem alicerces sadios. A civilização e a cultura que o Brasil deve forjar está intimamente ligada aos Valores Morais. E a Igreja Católica é a maior forjadora de caracteres (com doçura, é claro) que a Humanidade jamais conheceu.

https://www.pliniocorreadeoliveira.info/1951_001_%20CAT_%20A_cruzada_do_seculo_XX.htm

Deixe uma resposta