Campo de treinamiento do Hamas em Gaza
Campo de treinamiento do Hamas em Gaza

O movimento terrorista fundamentalista Hamas treina mais de 17.000 adolescentes, jovens e adultos entre 15 e 21 anos, em uma dúzia de campos na faixa de Gaza, segundo noticiou The Washington Post.

O treinamento é militar, com armas e explosivos, e a ideologia usa o palavreado do Alcorão.

Porém, o furor e a belicosidade contra os “inimigos sionistas” mais faz lembrar a pregação de Lenine que a de Maomé.

A instrução é fornecida pelo braço militar do Hamas, as brigadas Izzedine al-Qassam. Até o ano passado, o responsável era o braço político, cujas atividades incluíam muitas atividades esportivas, entre elas esportes de praia, e religião.

No último ano, os treinos foram sérios, marciais, com os comandantes vestidos com uniformes camuflados e intercalando gritos de “Allahu akbar” (“Deus é Grande”) nos exercícios.

“The Washington Post” obteve permissão para visitar dois desses campos e tirar fotos da graduação dos terroristas.

Os comandantes do Hamas aduziram que os campos visam dar uma opção aos jovens desempregados de Gaza.

Crianças e adolescentes em campo de treino do Hamas
Crianças e adolescentes em campo de treino do Hamas.

Mas disseram, contraditoriamente, que eles não recrutam novos guerrilheiros, embora de seus campos tenham saído alguns.

A al-Qassam é a maior e mais bem equipada milícia de Gaza, com 20.000 ou 25.000 combatentes. Em 2014, num conflito de 50 dias entre Hamas e Israel, morreram 1.000 deles, mas isso não parece ter diminuído o movimento.

A milícia exacerba nos jovens o ódio contra Israel e seus aliados. Eles querem sair para combater e acabar com os israelenses.

E na exaltação, facilmente esse ódio se volta contra o Cristianismo, o Ocidente, os “cruzados”, a um ponto tal que acabam se esquecendo de Israel!

Verdadeiramente não se entende como alguém possa levar a sério um diálogo, um ecumenismo, ou uma oração em comum com o Hamas, se seus dirigentes continuam nesse ódio visando a um morticínio racial e religioso indiscriminado.

2 COMENTÁRIOS

  1. Porque a deplorável ONU não toma providências contra esse aliciamento de menores a violência? Mas, acusar a Igreja Católica de forma leviana e mentirosa de não punir os pedófilos, a referida ONU sempre esta a disposição.

  2. NÃO É À TOA QUE o ISLÃ ERA ALIADO DE HITLER E HOJE DOS COMUNISTAS!
    O Islã é uma ideologia totalitarista fortemente opressora simulando ser religião, mas a do ódio a quem não o aceite e tem varias suratas do Alcorão, seu livro “sagrado”, incentivando a violência contra quem rejeite o Islã, tal como a religião comunista politicamente correta.
    Os radicais e terroristas islâmicos apóiam-se inteiramente no conteúdo do Alcorão e nas declarações e ações do “profeta” Maomé, em contraste com a bíblia dos cristãos que enaltece e ensina o amor, exorta os homens nesse sentido e busca sua transformação; o Alcorão prega o ódio às pessoas de outras crenças e impele seus seguidores a praticar esse ódio.
    Assim, Os que não crêm no Alcorão devem ser perseguidos e assassinados em nome de Alá se não se converterem à fé islâmica; idem, sob a invocação do Alcorão, as mulheres são oprimidas e espancadas, garotas são proibidas de estudar e países estrangeiros, consideradas seres inferiores.
    Interessante é que são reticentes por quem os procura mas apreciam a hospitalidade aonde vão, e querem ver respeitadas e obedecidas suas leis.
    Para os muçulmanos, pessoas de outras crenças merecem apenas o ódio e a jihad, a “guerra santa”. Enquanto os cristãos verdadeiros, que seguem a Bíblia, construíram uma rede mundial de assistência social que leva aos necessitados não apenas o Evangelho mas também auxílio prático como alimentação, abrigo, serviços médicos e ensino escolar, o relativista islã se comporta como parasita onde entra, explora e oprime as pessoas nos países que domina em nada se diferindo dos comunistas, como Cuba, China Coreia do Norte etc.
    ALGUMAS FRASES DO PAGÃO E DIABÓLICO ALCORÃO DESTILANDO ODIO AOS OUTROS:
    “Ó fiéis, não tomeis por amigos os judeus nem os cristãos; que sejam amigos entre si. Porém, quem dentre vós os tomar por amigos, certamente será um deles; e Deus(Alah) não encaminha os iníquos” – Alcorão, Suratra 5,51.
    “O castigo, para aqueles que lutam contra Deus e contra o Seu Mensageiro e semeiam a corrupção na terra, é que sejam mortos, ou crucificados, ou lhes seja decepada a mão e o pé opostos, ou banidos. Tal será, para eles, um aviltamento nesse mundo e, no outro, sofrerão um severo castigo” – Alcorão, Suratra 5,33.
    Apesar disso, o islamismo cresce sendo o fator principal estar o caráter humano completamente descristianizado, daí desfigurado, pois o homem ainda procura por aquilo que pode lhe dar “status” e também que possa “liberar” seus instintos e ainda assim “herdar” o paraíso!
    Estas são as promessas do vazio islamismo, adepto de um deus inexistente, mas da pagã e falsa deusa da lua Alah, fundada por Maomé, um carniceiro dos mesmos níveis de Lênin, Mao, Pol Pot, Fidel Castro…

Deixe uma resposta