Católicos da geração Z protestam contra Palestra pró-LGBT de Pe. James Martin na Universidade de St. Joseph.

           Na tarde de 17 de setembro, os voluntários da TFP Student Action se reuniram com outros católicos preocupados para protestar contra um discurso pró-LGBT do jesuíta Pe. James Martin.

          A palestra, promovendo a aceitação de homossexuais (agenda LGBT) na Igreja Católica, foi realizada na Universidade de Saint Joseph, na Filadélfia.

         A geração Z foi representada no protesto por um contingente de adolescentes católicos da Academia St. Louis de Montfort.

         Pe. Martin, PARE de confundir as crianças com seu Transgenderismo

        O Cartaz deles chamou atenção: “Pe. Martin, PARE de confundir as crianças com transgenderismo. – Gen Z. (Geração Z) “https://tfpstudentaction.org/blog/catholics-oppose-fr-james-martin

        Poucos dias antes do protesto nas mídias sociais, Pe. Martin se referiu a uma petição online lançada pela TFP Student Action solicitando à universidade que o desconvidasse.

       Em seu post no Facebook, pe. Martin aludiu ao apoio que recebeu recentemente do Vaticano: “Como o Papa Francisco disse, é uma honra! ”

       O protesto, feito de oração e em tom pacífico foi realizado no cruzamento de Avenidas, um local de destaque no Campus que ofereceu boa visibilidade e interação com os alunos.

         Durante o protesto, os participantes rezaram rosários de reparação. Vários voluntários tocaram gaitas de fole, inspirando os presentes com músicas como “God Bless America”.

         Insultos, palavrões e maldições: a resposta dos pró LGBT

          As coisas começaram a esquentar. Alguns alunos que passaram não fizeram nenhuma tentativa de esconder sua desaprovação.

         A resposta mais comum a uma educada abordagem “boa tarde, você gostaria de um panfleto” não era o que você esperaria de estudantes universitários de uma universidade católica: palavras de quatro letras, maldições e insultos. Que revelador.

       As mesmas pessoas que aplaudiram e aplaudiram a palestra do Pe. Martin sobre “respeito, compaixão, sensibilidade” reagiu de maneira diferente aos católicos fiéis que estavam na calçada rezando o rosário.

        Desrespeito, frieza e insensibilidade ao ensino moral católico eram altos, vocais e feios. Os voluntários da TFP distribuíram “As pessoas LGBT” são outros cristos?

        Fica desmascarada a tática  de Pe. Martin e seus seguidores: ponte para LGBT e ofensas aos católicos tradicionais.

       Esclarece o site TFP StudentAction: Pe. Martin costuma confundir e enganar os católicos. Uma dessas táticas é confundir a tendência homossexual com o próprio ato.

                                               * * *

           Nossos parabéns à iniciativa corajosa, cortês e varonil de nossos amigos de TFP StudentAction.

Deixe uma resposta