Ateísmo fracassa na China do PCCh, rejeição a novo livro comunista

0

As democracias liberais, no Ocidente, promovem contiuamente sua propaganda — herdada da Revolução Francesa — laicista que “afirma a
impossibilidade de se ter certeza da existência de Deus. De onde, na esfera temporal, o homem deve agir como se Deus não existisse. Ou seja, como pessoa que destronou a Deus.” (1)

A esquerda, por sua vez, fabrica continuamente projetos de lei anticatólicos no Ocidente livre, Brasil, por exemplo: aborto, ideologia de gênero, ataques à propriedade, rejeição à obra cristianizadora de Anchieta e Nóbrega.

Na China união entre Ateísmo e PCCh

Os Princípios do Ateísmo Científico, uma tentativa fracassada de ateizar a China

A China, os países comunistas como a extinta URSS, afirmam o contrário dos laicistas ocidentais: o comunismo exige que os cidadãos sejam ateus. Por que razão vêm os comunistas a necessidade de afirmarem o ateísmo? Isso já seria suficiente para nós, ocidentais, também associarmos Religião ao anticomunismo.

Novo livro “Os Princípios do Ateísmo Científico”

Relata Bitterwinter: “No mês passado, o livro “Os Princípios do Ateísmo Científico” do professor Li Shen foi lançado com grande alarde, como um texto de seis anos de elaboração que prova conclusivamente que Deus não existe e as religiões fazem mais mal do que bem.”

Melhor diria, que tenta provar que Deus não existe. Pois, São Tomás nos oferece cinco vias para que o homem chegue à concluisão da existência de Deus.

“Obviamente, o livro também está sendo promovido por meio de páginas e canais do PCCh nas redes sociais. Mas com resultados [negativos] surpreendentes. Os comentários dos internautas são em sua maioria negativos. Eles aparecem e desaparecem, e os comentários mais negativos são cancelados, mas a tendência é inconfundível.”

Ou seja, apesar da super censura dos comunistas chineses, os internautas ainda ousam contestar a tese do livro ateísta.

Comentários negativos em massa

Mesmo a mídia controlada pelo PCC teve que notar a presença de comentários negativos em massa. Um repórter verificou 6.808 comentários [negativos] e encontrou apenas um favorável ao autor e ao livro.

Continua a notícia: “A maioria dos que comentaram afirmou sua crença de que Deus existe, com base no cristianismo, taoísmo, budismo, islamismo e até filosofia não religiosa. De fato, alguns argumentaram que a existência do mundo prova que existe um Deus que o fez.”

Outros questionaram o nível acadêmico da China Atheism Society, que patrocinou o vídeo, e até duvidaram que Li Shen tivesse um QI muito alto. “Ateísmo é ignorância”, escreveu um internauta.

Mais uma prova de fracasso do ateísmo comunista na China

A China Atheism Society respondeu que os crentes se sentem fortemente com a religião e deixam comentários nas mídias sociais, enquanto os ateus não. Mas também admitiu que na China “a situação do ateísmo não é de fato otimista. A propaganda e a educação do ateísmo têm um longo caminho a percorrer.”

***

Nesse contexto de ateização forçada, perseguição à Igreja Católica não se entende a mensagem do Vaticano: Cidade do Vaticano, 2 fev (EFE).- O papa Francisco desejou nesta quarta-feira que os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim 2022, que começarão na próxima sexta, sejam “uma experiência única de fraternidade humana e de paz”, em mensagem no final da audiência geral realizada na sala Paulo VI do Vaticano. Espera o Papa Francisco comover Xi Jinping e derrubar a perseguição religiosa na China com mensagens de “fraternidade humana e de paz”? (2)

Do que valeu o Acordo secreto Vaticano-Pequim? Não caberia nessa mensagem acima uma referência pedindo liberdade de religião?

Fonte: https://bitterwinter.org/atheism-in-china-netizens-and-propaganda-book/

(1) https://www.pliniocorreadeoliveira.info/RCR01.pdf

(2) www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/efe/2022/02/02/papa-deseja-que-jogos-de-inverno-sejam-uma-experiencia-de-fraternidade-e-paz.htm

Deixe uma resposta