Automóvel chinês Chery

Chery QQ: Nota zero em segurança

Um automóvel chinês atinge mais uma vez o nível mais baixo no quesito de segurança nos testes do Programa de Avaliação de Carros Novos para América Latina (LatinNCAP).

O novo Chery QQ [foto acima], ou IQ, que se tornará brasileiro ainda em 2015, tirou nota zero.

“Infelizmente, a falta de normas permite que veículos com baixa qualidade nos testes de colisão, como o Chery IQ, sejam oferecidos ao público”, disse Alejandro Furas, secretário geral do Latin NCap.

O resultado ficou muito abaixo do aceitável. Na simulação de choque frontal, o manequim representando o motorista bateu a cabeça no volante e seus braços foram em direção ao painel. Os manequins das crianças não ficaram protegidos pelos assentos e elas sofreriam ferimentos graves.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPara seu filho dormir melhor, limite o uso de eletrônicos
Próximo artigoFilial Súplica: Quase 800 mil assinaturas são entregues no Vaticano
Agência Boa Imprensa
A Agência Boa Imprensa — orientada pelo ideal evocado pela cruz de seu logotipo — envia seus boletins noticiosos a jornais de norte a sul do Brasil e do exterior desde 1953. Com um jornalismo diferente, a ABIM procura apontar aquilo que muitas vezes é ocultado ou interpretado tendenciosamente.Além de análises e apreciações, nosso noticiário pretende despertar apetências do Brasil profundo, ou seja, daquele setor de nosso público que pauta sua vida nas expressões culturais da tradição cristã e procura repouso em meio às agitações modernas.

3 COMENTÁRIOS

  1. Havia antigamente uma marca de leite – que não se ainda existe – denominada Leite Glória.
    Sua propaganda publicitária dizia que o pó era fabricado com modernas técnicas que lhe permitia dissolver na água sem bater.
    As péssimas qualidades de alguns automóveis, também da época, ocasionavam o relacionamento jocoso entre a qualidade de dissolver sem bater do pó de leite da marca Glória com a resistência do veículo.
    Assim, chamo este Chery de Leite Glória, dissolve sem bater.

  2. Diante de uma sociedade nacional de lamentável nível de educação formal, baixíssima cultura
    e campo profissional inseguro para as aspirações das novas gerações,é importante encontrarmos segmentos da mídia interessados em primar pela produção e difusão da expressão da verdade, buscando a essência do conhecimento, responsabilidade maior da imprensa.

    Vimos acompanhando a atividade da Agência Boa Imprensa, inspirada na Cruz da Ordem de Cristo, reputando-a de grande importância no ambiente de nosso tempo em que a opinião pública sofre a ação psicossocial de uma verdadeira guerra assimétrica. Esta, impregnada de apetites difusos de fundo político, econômico, ideológico e de interesses adversos à paz social e defesa dos interesse nacionais.

    Aguardemos mudanças no cenário brasileiro, com a possibilidade das elites verdadeiras de todos os setores de atividade produtiva despertarem da letargia da anomia social e anemia cívica do Pais, acreditando que a imprensa olhe para tal realidade.

    Ney de Araripe Sucupira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome