“Os procuradores-gerais de 18 estados dos EUA pediram aos líderes do Congresso que investiguem o papel do regime chinês na disseminação global do vírus do PCCh – a mais recente oferta em uma campanha crescente para responsabilizar Pequim pela pandemia.”

“A carta, datada de 9 de maio é dirigida aos líderes bipartidários da Câmara e do Senado, bem como aos líderes dos comitês de Relações Exteriores da Câmara e do Senado, instou os parlamentares a abrir audiências sobre o assunto. As autoridades estatais também acusaram o regime chinês de “camadas de engano” em seu encobrimento do surto, resultando em uma pandemia que “causou estragos” nos Estados Unidos.”

“As audiências no Congresso são críticas para a compreensão de nossa nação sobre as origens do COVID-19 e os esforços do governo comunista chinês para enganar a comunidade internacional“, afirma a carta, organizada pelo procurador-geral da Carolina do Sul, Alan Wilson.”

Governo Trump também está investigando o surto chinês

“A carta chega quando o governo Trump está investigando como o surto começou na China. Enquanto isso, o Comitê de Segurança Interna e Assuntos Governamentais do Senado abriu sua própria investigação sobre as origens e a resposta da China à pandemia.

“Na carta, (o procurador geral da Carolina) Wilson e seus colegas condenaram os esforços do regime chinês para ocultar a gravidade do surto em seus estágios iniciais.

“Relatórios recentes sugerem que o governo chinês comunista ocultou intencionalmente informações sobre a gravidade do vírus, enquanto estocava simultaneamente equipamentos de proteção individual”, afirmou. “No que o Secretário de Estado Pompeo descreveu como um “esforço clássico de desinformação comunista”, o governo chinês, auxiliado pela Organização Mundial da Saúde, parece ter intencionalmente enganado o mundo nos últimos seis meses.”

Continua a notícia

As autoridades também criticaram a campanha contínua de propaganda e desinformação do regime, destinada a desviar a atenção global de sua responsabilidade pela pandemia.

“Essas camadas de engano começaram no ano passado com a censura das autoridades de saúde chinesas e o abalo das queixas de Taiwan”, continua a carta. “O encobrimento continuou com a expulsão dos meios de comunicação e a proliferação da propaganda chinesa contra o mundo ocidental. Essa campanha de propaganda espalhou desinformação sobre os Estados Unidos. ”

“Além da Carolina do Sul, a carta foi assinada pelos procuradores gerais – todos republicanos – do Alabama, Alasca, Arkansas, Flórida, Geórgia, Indiana, Kansas, Kentucky, Louisiana, Mississippi, Missouri, Montana, Nebraska, Oklahoma, Tennessee, Texas e Virgínia Ocidental.

“Precisamos de respostas e precisamos delas em breve. Os americanos estão morrendo e milhões estão perdendo seus empregos ”, disse a procuradora-geral da Flórida, Ashley Moody, que acredita que uma investigação no Congresso é crucial.

O que o Partido Comunista da China sabia, quando o conheciam e por que seus membros participaram de uma conspiração maciça para encobrir e enganar a comunidade internacional sobre a gravidade e natureza altamente contagiosa do novo coronavírus?” Moody disse em um comunicado.

“Alguns estados optaram por tomar medidas legais. Em abril, o Missouri se tornou o primeiro estado dos EUA a entrar com uma ação contra o Partido Comunista Chinês por causa das ações das autoridades chinesas para suprimir informações durante os estágios iniciais do surto. Pouco depois, a procuradora-geral do Mississippi, Lynn Fitch, anunciou sua decisão de também abrir um processo para responsabilizar Pequim.”

***

O feitiço voltou-se contra o feiticeiro. A China julgando dar um golpe de mestre com a pandemia do coronavírus — oferecendo sua solução, seu método, seus produtos médicos defeituosos para o mundo — caiu no laço que ela mesma armou.

Por uma ajuda da Providência o Mundo Livre começa a despertar de uma paralisia que vem desde a trágica viagem de Nixon à China (1971) seguida de investimentos bilionários, know how ocidental.

Quando Xi Jinping pretende enforcar o Ocidente surgem reações vigorosas no Japão, na Austrália, nos EUA. O Mundo Livre acordou, coloquemos agora o PCCh no banco dos reus.

Fonte: https://www.theepochtimes.com/18-state-attorney-generals-urge-congress-to-investigate-beijings-coverup_3346867.html?__sta=vhg.uosvpxUIsmqhgvv%7CBYV&__stm_medium=email&__stm_source=smartech

Deixe uma resposta