black blocs

Os black blocs (blocos de negros) que atuam no Brasil, principalmente em São Paulo e Rio de Janeiro, devem seu nome ao fato de frequentemente se vestirem de preto e usarem máscaras e capuzes da mesma cor.

Não vamos entrar aqui na discussão um tanto acadêmica para saber se eles são ligados ou não a movimentos semelhantes que já atuaram na Europa (Gênova, Gotemburgo), nos Estados Unidos (Seattle), no Canadá (Quebec). Tal discussão tem seu interesse, é claro, mas para efeitos deste artigo abordaremos outro ângulo de cogitações.

Por que são eles impunes? Quem tem interesse nos quebra-quebras que promovem?

Utilizam uma tática de ação direta, de corte anarquista, atacando, saqueando, roubando e destruindo o que chamam de símbolos do capitalismo, como viaturas policiais, estações do metrô, carros de luxo, agências bancárias, Mac Donalds etc. Têm ligações ideológicas evidentes com o movimento anti-globalista dos Fóruns Sociais que se realizaram em Porto Alegre e outras cidades.

Infiltram-se em manifestações várias ou atuam por própria conta como criminosos comuns. Como não dependem de votos, pouco se importam com o fato de que seu desprestígio é grande na população. Vivem de ousadia e são protegidos pelo manto da impunidade. Ônibus foram queimados e as forças da ordem hostilizadas. Chegaram a espancar um coronel da Polícia Militar, que só não mataram porque um policial próximo sacou a arma.

Tal situação levou a polícia, em alguns momentos, a endurecer a repressão, por meio de balas de borracha, gás, bombas de efeito moral, sendo então asperamente criticada pela mídia, que alegou “truculência” policial.

Quando alguns dos black blocs são levados à delegacia, pouco depois são soltos, ou porque o delegado não encontra respaldo legal para mantê-los presos, ou porque algum juiz manda imediatamente soltá-los. Livres, daí a pouco voltam à carga.

O governo federal petista e os governos estaduais de Rio e São Paulo, reunem-se para estudar o caso, fingem que vão tomar medidas, mas nada sai de concreto. Mais de uma pessoa com quem conversei levantou a suspeita de que o PT estaria por detrás dessas manifestações de black blocs, os quais funcionariam como uma espécie de força auxiliar não confessada do partido. Com que objetivo?

Sendo o PT um partido com uma vocação totalitária evidente, só teria a ganhar com uma desestabilização da sociedade burguesa, que facilitasse o advento de um tipo de “chavismo” ou “castrismo” brasileiro. Ainda há pouco, por ocasião das eleições internas do PT veio a furo a existência de uma ala fortemente descontente com as alianças feitas pelo governo petista com partidos ainda não radicalmente de esquerda.

Devido à opinião pública, o PT não tem condições, ao menos de momento, de ostentar seu papel radical. A ação dos black blocs traria algum respiro para esses descontentes e poderia apressar os acontecimentos.

Tais conjecturas serão passíveis de provas no futuro? Ou de desmentidos? Quem viver, verá.

6 COMENTÁRIOS

  1. Caríssimos,

    É, (minha modesta opinião), lógico que os “black-blocs-tupiniquins”
    nada tem à ver com os seus congêneres europeus. Trata-se de militante de partidos de esquerda, principalmente o que ora está no poder, manipulando a opinião pública, senão vejamos;
    – armou-se uma passeata por míseros R$0,20 em passagem de ônibus;
    – exigiu-se o fim da corrupção, (a maior comédia realizada por essa gente);
    – exigiu-se atendimento a saúde, etc.
    Pergunto:
    – “POR QUE NÃO FORAM AS RUAS TAMBÉM CONTESTANDO O I.P.T.U.???”;
    – “E QUANTOS DESSES BLACK-BLOCS ESTAVAM NA FRENTE DA POLÍCIA FEDERAL
    A FAVOR DOS MENSALEIROS LÁ DETIDOS???”.
    Na hora de votar lembre-se de tudo isso e NÃO utilize o seu título de
    eleitor como papel higiênico.
    PAZ E BEM À TODOS.

  2. UMA DAS ETAPAS DE SE IMPLANTAR O COMUNISMO É CAUSAR O CAOS, JOGAREM AS PESSOAS E CLASSES UMAS CONTRA AS OUTRAS.
    Faz parte das satanistas ideologias marxistas lançarem pessoas e classes umas contra as outras, criarem o caos generalizado para, em caso de darem golpe – são golpistas naturalmente – facilitar a dominação de um povo dividido entre si e classes e esses grupos anarquistas black blocs fazem parte do esquema.
    A questão de estarem lutando contra o capitalismo e burguesia é uma deslavada hipocrisia pois eles são os verdadeiros burgueses, capitalistas e imperialistas de Estado – na verdade, querem tomar dos outros e ficarem com tudo para si, pois o comunismo é a doutrina da inveja e da cobiça dos bens alheios, já que são uns preguiçosos.
    Sabermos além disso que o comunismo – menos para os donos do partido – é o regime especialista em ser o distribuidor igualitário da miséria.
    Cuba: depois de mais de 50 anos de comunismo é uma favela a ceu aberto.

  3. Impunidade tornou-se cláusula pétrea. A condenação dos mensaleiros está sendo usada pela mídia como um ato circense.

  4. A revista época mostrou seus treinamentos [1], eles não se manifestaram contra o aumento do IPTU petista em São Paulo e atacaram o STF após as prisões dos mensaleiros isso só prova que os black blocs, blocos de negros, (são os camisas negras de Mussolini) dos dias atuais pagos pelos neofascistas, PT e seus aliados [2].
    Black Blocs afirmam que são financiados por ONGs nacionais e estrangeiras:
    http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2013/11/bblack-blocs-afirmam-que-sao-financiadosb-por-ongs-nacionais-e-estrangeiras.html
    [2] Em SP: Advogado e coordenador-geral de uma tal “Central de Movimentos Populares”:
    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/homem-do-povo-que-lidera-protesto-contra-alckmin-recebe-r-11-380-por-mes-da-assembleia-legislativa-de-sp-e-trabalha-para-a-lideranca-do-pt/

Deixe uma resposta