Em Maringá, uma mulher foi abordada com duas pedras de crack por uma blitz policial. Cíntia Rodrigues de Almeida admitiu ter comprado a droga utilizando o dinheiro do Bolsa Família, R$130,00, que pertencia a sua “namorada”. Que “família” curiosa, não? Cintia irá responder por tráfico de drogas.

Quando na Câmara dos Deputados tentou-se aprovar um auxílio – já que existem tantos! – para as mulheres cuja gestação fosse resultado de estupro e que não desejassem o aborto, os parlamentares fiéis a cartilha petista logo apelidaram sarcasticamente de “bolsa estupro” e impediram até agora a aprovação do projeto que visava incentivar o nascimento da criança.

Não sou favorável a auxílios governamentais, mas por aí se vê a mentalidade nada humanista dos que aprovaram o Bolsa “Família”… ou será Bolsa Tráfico?

Vale lembrar que essa droga foi comprada com dinheiro que saiu do bolso do brasileiro honesto e trabalhador que paga seus impostos (rico ou pobre, tanto faz). Portanto, do seu bolso!!!

O governo nos assalta com a maior carga tributária do mundo e essa gente compra seus entorpecentes com o que seria nosso dinheiro. Antigamente, eu me lembro, não faz muito tempo, esse pessoal precisava ao menos se arriscar em roubos para ter como comprar esse material, hoje em dia o governo faz isso por eles.