Edson Carlos de Oliveira

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, 11 de outubro de 2010, o Instituto de Pesquisa DataFolha, em consulta realizada na última segunda-feira em todo o país, indicou que 71 % dos brasileiros se declaram contra a descriminalização do aborto.

O índice de rejeição é o mais alto registrado pelo DataFolha em 17 anos de pesquisa sobre o tema. O resultado mostra que apenas 7% dos entrevistados apóiam a total legalização do aborto e somente 11% defendem a ampliação das hipóteses em que a prática não é penalizada pelo Código Penal.

Durante o governo Lula, assistimos espantados à sanha da base governamental em tentar descriminalizar o aborto por considerar este um problema de “saúde pública” sem se importar com os anseios do povo brasileiro e muito menos com a moral. A expressiva polarização contra o aborto demonstra o lado sadio da opinião pública que deve ser levada em consideração por qualquer político que se intitule democrático.

Na figura acima, o leitor pode acompanhar o gráfico histórico das pesquisas do DataFolha sobre o tema.