Breves … Cuba teme deserção no Pan-americano juvenil

Controlar até os jovens atletas no Exterior

0

Nos Jogos Pan-americanos de Toronto 2015, 28 atletas cubanos desertaram e na Copa do Mundo de Beisebol Sub-23, realizada este ano no México, metade da delegação não voltou a Cuba.

Quantos fugirão do comunismo nos Jogos Pan-americanos Juvenis em Cali?, indaga Panampost.

Cuba exige compromisso dos jovens atletas

A ditadura comunista busca por todos os meios evitar as deserções. Por este motivo, está dando particular ênfase à assinatura do “Livro da Dignidade”, que visa criar um “compromisso” dos atletas para honrar a “Pátria”.

Suniel Sosa Cordero, chefe do Departamento de Relações Internacionais do Comitê Nacional da União de Jovens Comunistas, disse às delegações de natação, boxe, mergulho, natação artística, triatlo e vela que “é responsabilidade de cada um de vós continuar a erguer aquele nome que por todos estes anos tanto o defendeu, o nosso invicto comandante Fidel Castro Ruz”.

***

Assim como os médicos cubanos eram vigiados e estritamente controlados por “guardiões”, — tivemos tantas declarações por ocasião do cancelamento do contrato de “mais médicos” Brasil-Cuba (obra do governo PT) — também dos atletas juvenis se exige a fidelidade à Fidel Castro. Por que tanto medo na deserção dos jovens atletas?

Quem vai saber os mecanismos de chantagem contra as famílias desses jovens atletas em Cuba a fim de evitar as deserções?

Fonte: https://panampost.com/jose-gregorio-martinez/2021/11/10/desercion-masiva-cubanos-panamericanos-junior/

Deixe uma resposta