Breves: Lituânia, Taiwan, EUA Vs. China

0

Os EUA e a Lituânia concordaram em cooperar em formas de conter o que eles chamaram de “coerção econômica” da China, comentários que aumentam as tensões diplomáticas que estão surgindo.

Taiwan abre escritório em Vilnius

A representante comercial dos EUA, Katherine Tai, disse ao ministro das Relações Exteriores da Lituânia, Gabrielius Landsbergis, na quarta-feira que a nação báltica teve o apoio de Washington durante uma ligação realizada em meio a uma disputa sobre a abertura de um escritório de representação de Taiwan em Vilnius em seu próprio nome.

As duas autoridades apontaram que os EUA e a União Europeia “como economias de mercado democráticas, compartilham uma série de valores e princípios fundamentais que precisamos defender internacionalmente”.

A Lituânia enfrenta obstáculos comerciais não oficiais e um rebaixamento dos laços diplomáticos com a China depois que permitiu a abertura do escritório em sua capital, uma medida que Pequim considera uma violação de seu princípio de uma só China. A China também chamou seu embaixador de volta, embora negue que esteja bloqueando as exportações do país. A UE levantou a questão junto da Organização Mundial do Comércio.

No início da quarta-feira, Taiwan se comprometeu a estabelecer um fundo de US $ 200 milhões para investir na Lituânia e abrir seus mercados ao país em reação ao que chama de pressão econômica da China.

***

As Nações livres (não comunistas) precisam falar a linguagem do Sim, Sim; Não, Não! e reafirmar o direito internacional face às arrogâncias do PCCh. Há pouco vimos declarações de Xi Jinping sobre a cooperação internacional, desenvollvimento e outras palavras mágicas que escondem o desejo do PCCh de dominar a Terra.

Mas o comunismo já foi condenado sucessivamente pelos Papas, desde o nefasto manifesto de Marx, em 1848.

E a Pandemia deixou claro a todos como Xi Jinping não colabora para esclarecer as origens do virus …

Fonte: https://www.bloomberg.com/news/articles/2022-01-05/taiwan-pledges-to-establish-fund-and-open-markets-for-lithuania

Deixe uma resposta